Bem-vindos à Igreja Evangélica Comunidade Encontros com Jesus

EQUIPES DE INTERCESSÃO PROFÉTICA, ADORAÇÃO E AÇÃO

ESTRUTURA DA IGREJA

BASE CORPORATIVA

 

BASE PROFÉTICA

 

REDE DE INTERCESSÃO 

 

EQUIPES DE INTERCESSÃO PROFÉTICA, ADORAÇÃO E AÇÃO

 

“...Digo-lhes a verdade: Tudo o que vocês ligarem na terra terá sido ligado no céu, e tudo o que vocês desligarem na terra terá sido desligado no céu, Também lhes digo que se dois de vocês concordarem na terra em qualquer assunto sobre o que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai que esta nos céus. Pois onde se reunirem dois ou três em meu nome, ali eu estou no meio deles...” (Mt 18:18-20 NVI)

     O primeiro ato de Jesus ao ser revelado como FILHO DE Deus após ter sido batizado por João, afim de que toda a justiça se cumprisse (Mt 3:13-17), e ser levado pelo ESPIRITO SANTO ao deserto para iniciar o seu ministério, após 40 dias de jejum e extrema tentação pelo diabo (Mt 4:1-11; Mc 1:12,13; Lc 4:1-13) foi REUNIR OS SEUS PRIMEIROS DISCÍPULOS DE FATO, ATRAVÉS DOS QUAIS A Sua Igreja, o Seu Corpo, finalmente começaria a ser revelado aos ANJOS e ao Universo.

     Jesus reuniu DOZE, os quais também deu o nome de APÓSTOLOS (ou seja, comissionados, enviados) para que estivessem com Ele, os enviou a pregar e lhes deu autoridade (poder) para expulsar demônios (e curar enfermidades, conforme algumas versões da Bíblia). Veja Lc 6:12-16 e Mc 3:13-15.

     Ao chamá-los, Jesus os salvou, discipulou, curou, treinou, ungiu e enviou. Foram cerca de 3 anos e meio com eles.(Ao final, infelizmente, um dos doze apostatou, abrui-se para o diabo e traiu Jesus veja Jo 13:2 e 21-27; At 1:15-26).

     Aqueles DOZES foram “O EMBRIÃO” (ser humano durante as oito primeiras semanas de seu desenvolvimento intra-uterino) para a gestação, nascimento e manifestação ao mundo da Igreja, o Corpo de Cristo, que é a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido...(veja I Pe 2:8; Tt 2:13,14).

     A igreja, o Corpo de Cristo, foi definitivamente manifesta (inaugurada) na Terra com o derramamento do Espírito Santo, descrito em At2, sobre um grupo, em torno de 120 discípulos, incluindo onze dos doze originais. Aí é que definitivamente nasce na Terra a Igreja, o Corpo de Cristo, a Sua Noiva, que em breve estará completa, sem mancha nem ruga, e devidamente adornada para as BODAS do cordeiro. Aleluia! (veja Ef 5:24-30; Ap 7:9-16; 19:1-8; Jo 14:1-3).

     Os DOZE, como embriões, não foram os únicos discípulos que Jesus estava preparando para o Espírito Santo dar à luz a Sua Igreja, que é gerada pelo Espírito Santo no SANGUE de CRISTO. Os cento e vinte de At 2 é evidência disso. De fato, em Lc 10, temos a revelação de que “O Senhor designou outros setenta e dois e os enviou...” (Lc 10:1 NVI).

     A obra e o propósito desta tarefa realizada por Jesus e pelo Espírito Santo nos doze, nos setenta e dois e nos cento e vinte é precisamente a mesma que Ele realiza em cada pessoa que Ele salva após o acontecimento de At 2. Os 12, os 72 e os 120 não são inferiores nem superiores aos bilhões que receberam Jesus e foram feitos filhos de Deus (Jo 1:11-14) após At 2. Todos são o Corpo em edificação (Mt 16:16-18), dos quais estes estavam em “gestação” para o nascimento (manifestação) que ocorreu com o derramamento do Espírito Santo. A partir de então, tanto os 12 como os 72, os 120, os 3 mil de At 2 e os que iam sendo acrescentados à Igreja todos os dias (At 2:42) eram simplesmente a manifestação do Corpo de Cristo e do Reino de Deus que havia chegado ao mundo em Cristo. Estes, agora continuariam o ministério de Jesus, conforme a Sua palavra em Jo 14:12,13; 20:21; At 1:8 e todo o testemunho do livro de At. Você é um deste?

     Contudo, os DOZE são o modelo da obra do Espírito Santo e de Jesus na edificação da Igreja até à volta de Jesus na edificação da Igreja até á volta de Jesus. portanto, o processo conosco é o mesmo:somos chamados, e ao ouvi-Lo, somos salvos, e, se não caímos na armadilha da religiosidade, somos discípulos, curados, treinados, ungidos e enviados. Tudo que os primeiros discípulos fizeram é para a Igreja, o Corpo de Cristo, fazer até à volta de Jesus. Recebemos o mesmo chamado, a mesma salvação, mesma instrução, cura, treinamento, unção e comissão (enviados para a mesma missão/ obra).

     A tarefa/missão que Jesus entregou aos DOZE em Mt 10 e Lc 9, e os SETENTA e DOIS em Lc 10 e aos 120 em At 1:8 e 2:1-6 é a mesma em todas as gerações seguintes. Além disso, temos o mesmo ensino e exemplo que eles receberam diretamente de Jesus, escritos para nós no Novo Testamento. Em Mc 16, quando Jesus especifica a missão, ele recorda OS SINAIS que seguirão AOS QUE CREREM (Mc 16:14-20, vt. Lc 9:1-6; 10:1-19;Mt 10:1-8; Mc 3:13-19).

 

...E OS ENVIOU DE DOIS A DOIS…

“...Depoi disso o Senhor designou outros setenta e dois, E OS ENVIOU de DOIS a DOIS...” Lc 10:1 NVI.

     Esta foi a estratégia de Jesus para a mobilização da Sua Igreja: Ele enviou de dois a dois. Por certo foi assim com os DOZE. Em At 3, quando aquele homem foi curado à vista de todos, a Igreja operante eram DOIS: Pedro e João.

     Quanto o Espírito Santo falou à Igreja em ANTIOQUIA, disse-lhe: “...Apartai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado...” (At 13:2). Dois são comissionados.

     Quando Paulo se separa de Barnabé, compõe nova dupla; agora com Silas, e em seguida encontrou Timóteo (At 15:40 a 16:3).

     Mais tarde, as cartas aos Tessalonicenses são escritas e começam assim: “...Paulo, Silvano (que é Silas) e Barnabé...”. Eram dois; em seguida três.

 

“DOIS OU TRÊS EM MEU NOME”

“...Pois onde se reunirem DOIS ou TRÊS em meu nome, ALI EU ESTOU no MEIO deles...” Isso é o que o Senhor Jesus declara e promete.

     É muito significante que Jesus Cristo tenha enviado os Seus discípulos, a Sua Igreja, o Seu Corpo para apresentá-Lo e manifesta-Lo as pessoas em todo o mundo e em todos os séculos, “...até aos confins da terra...”, de DOIS a DOIS.

     É que dois é plural. O Corpo de Cristo é a soma de todos os que ESTÃO Nele, mas dois já são a representação visível do Seu Corpo em ação. As palavras de Jesus, em Mt 18:18-20, são de extremo significado para o entendimento espiritual do que é a IGREJA e como ela se manifesta devidamente.

     Dois ou três que verdadeiramente estão em Cristo (veja Cl 2:2-7), sob a autoridade do Cabeça da Igreja (Ef 1:22,23) e comissionados pelos que correspondem devidamente ao Seu Corpo (veja At 13:1-4), representam o CORPO INTEIRO, a todos os que estão em Cristo na cidade onde se reúnem em SEU NOME, pelo SEU REINO. Aleluia! Bendito seja o Senhor Jesus Cristo!

 

“...SE DOIS DE VOCÊS CONCORDAREM NA TERRA...”

     Que revelação extraordinária de Jesus em Mt 18:19! Será que é verdade? Com absoluta certeza. É impossível que Deus minta (veja Hb 6:18; Tt 1:2).

     O que significa essa CONCORDÂNCIA, de apenas duas pessoas, que faz com que o Pai nos responda (nos atenda) a respeito de qualquer assunto (NVI) que LHE pedirmos?

1°) É concordância relacionada com o CARÁTER de Deus, com o Reino de Deus, com o Nome de Deus, com a VONTADE e PROPÓSITO de Deus abra I Jo 3:21,22. não é concordância relacionada com as nossas vontades e com o nosso EGO, mesmo espiritualizando e dizendo que é para a “gloria de Deus”, para o Seu Reino, etc;

2°) Trata-se da CONCORDÂNCIA espiritual do Corpo de Cristo, gerada pela COMUNHÃO do ESPÍRITO SANTO que une os que estão em Cristo, porque vivem nEle e para Ele buscando (procurando) as coisas que são do ALTO onde CRISTO está assentado à direita de Deus, e não as coisas que são da Terra (veja Cl 3:1-4; Fl 2:1-8);

3°) É concordância em ORAÇÃO/AÇÃO espiritual em causas do Reino de Deus confiadas ao Corpo de Cristo, através de congregações locais, por meio das quais (mesmo que sejam representadas por duas ou três pessoas que estejam em concordância espiritual) o Senhor confirma o que é ligado ou desligado na Terra.

     Portanto, não são ações de indivíduos sem o comissionamento e cobertura espiritual devidos de uma Congregação local que corresponda ao Corpo de Cristo nos termos das Escrituras.

     Duas ou três pessoas que estejam em Cristo (veja Cl 2:4-7), unidas na Comunhão do Espírito Santo e devidamente comissionadas por uma congregação local, em função de “QUALQUER COISA” correspondente ao Reino de Deus, representam o Corpo inteiro, porque Jesus estará no meio delas (Mt 18:16-20; Mc 16:17-20; Mt 28:20...).

 

TRIOS NA CONGREGAÇÃO ENCONTROS COM JESUS

     Estamos suplicando ao Senhor e lutando para que Ele nos dê, dezenas, centenas de TRIOS, que correspondam devidamente aos propósitos da visão.

     São TRIOS de oração/adoração/ AÇÃO, de ADORAÇÃO/AÇÃO tendo em vista serem AGENTES CHEIOS do Espírito Santo e bem equipados para GUERRA ESPÍRITUAL estratégica, com o crescente conhecimento andar segundo a Palavra do Senhor em Cl 2:6-10; Fl 2:1-8; Gl 5:22-26; Mt 18:19; que não apaguem (expulsem) o Espírito Santo, mas que andem CHEIOS dEle, que experimentem e sejam respostas da oração de Cl 1:9-11 e Ef 3:16-19.

     Os trios que corresponderem aos propósitos bíblicos e forem devidamente preparados, serão extraordinariamente usados pelo Espírito Santo na guerra espiritual estratégia para destruição do que corresponde aos altares satânicos em nossa cidade e município: tudo o que dá legalidade ao maligno no aprisionamento e controle espiritual da nossa cidade, e das pessoas individualmente, gerando violência, corrupção, imoralidade, feitiçaria, idolatria, satanismo, etc; tudo que é usado para manter as pessoas em trevas cada vez mais profundas e mais aprisionadas.

     Além disso, os TRIOS serão um precioso instrumento do Espírito Santo para fortalecimento uns dos outros e da Comunhão e manifestação espiritual ao Corpo de Cristo em cada componente e na Congregação Encontros com Jesus.

     Bendito seja o nome do Senhor Jesus Cristo! Maranata!

     Você está em Cristo? Foi mesmo arrancado do império das trevas e transportado para o Reino de Deus (Cl 1:12-14)? É expressão visível da presença de Jesus e do Seu Corpo (Sua Igreja, Sua Noiva) na Terra, par este tempo, para esta hora? Então, descubra urgentemente outros como você para compor um TRIO que corresponda à promessa de Jesus em Mt 18:19,20.

     Uma vez identificado o trio e estabelecida a ALIANÇA, o pacto, as primeiras orientações de preparo básico e a leitura do livro “OS CÉUS SERÃO ABALADOS” (Ana Mendez), 3 vezes. (A primeira é uma leitura de “reconhecimento”), os trios ministrarão tudo que está naquela de guerra espiritual e mais ainda.

     Não deixa a oportunidade passar. Não temos muito tempo mais. Se retardarmos, a brotação e frutificação prometidas serão perdidas.

 

CONSTITUIÇÃO DOS TRIOS

Ler Hebreus (especialmente de 4.9 ao capitulo 10); Apocalipse 5.6-10; 1. 5,6; I Pedro 2. 1-10; Êxodo 19. 5,6 (ler todos os textos antes de prosseguir)

     Oh, Bendito Senhor! Ele nos salvou para nos fazer Reino de Sacerdotes, a fim de reinarmos com Jesus na Terra.

     Enquanto Jesus está à direita do Pai, como Sumo Sacerdote, que entrou uma vez por todas, à direita do Pai, Ele intercede pelos Seus sacerdotes, os cobre à direita do Pai.

     Então, os sacerdotes da ordem de Jesus, reinam na Terra, no Reino espiritual. Esse foi o propósito de Deus quando reuniu a nação de Israel perto do Sinai. Ele disse: “... Se vocês me escutarem, atentarem para a minha palavra, me obedecerem.... farei de vocês um Reino de sacerdotes...” , veja Êxodo 19.5,6. Mas a nação de Israel não quis; não quis conviver com o Senhor face a face (veja Êxodo 19.11-21 e 20.18-20). Agora, Jesus vem e estabelece esse Reino para a Sua Igreja; todo aquele propósito de Deus para a nação de Israel se cumpre na Igreja (veja I Pedro 2.9). Mas nós fomos perdendo isto no cenário da religião evangélica ao longo dos anos. Nesta hora, O Senhor está restaurando todas as coisas na preparação para a volta de Jesus (Atos 3. 19-21); e Ele então, está nos RESTAURANDO como sacerdotes da ordem de Jesus Cristo, para reinarmos com Ele, como profetas dEle na Terra, como está em Apocalipse 5.10.

     Reinarmos com Jesus. Exercermos autoridade espiritual. Tudo que ocorre no universo visível, material, antes de ser realidade material visível, o é no reino espiritual invisível pelos olhos físico. É nessa dimensão que a Igreja do Senhor, devidamente ajustada a Ele, reina.

     Nosso reino não é deste mundo. Jesus diz: “...O meu Reino não é deste mundo...” (João 18.36 a). Nós reinamos com Jesus para este tempo, mas, na dimensão espiritual; contudo, quando a Igreja Corpo de Cristo atua devidamente os efeitos desta atuação da Igreja torna-se visível aos olhos físico. Para isso estamos sendo restaurados. O reino Sacerdotal da Noiva é uma das coisas que Deus está restaurando neste tempo, em cumprimento à promessa de Atos 3.20,21. Devemos ler a carta aos Hebreus neste tempo para crescermos no entendimento espiritual desta realidade e assumirmos devidamente as funções deste Reino Sacerdotal, para o qual somos constituídos por Jesus Cristo, ao resgatar- nos com o Seu sangue.

     Nesta hora amados, temos que compreender o que é ser sacerdotes, a saber: constituídos por Jesus, e o que é para eles fazerem e como. Através da carta aos Hebreus podemos crescer muito nesse entendimento. Além disso, temos a revelação que está em Apocalipse, e da I carta do apostolo Pedro. Também Êxodo 19.5,6.

     I Pedro 2. 5 e 9. O que faz um sacerdote? Ministra ao Senhor. Quantas vezes isso é descrito na carta aos Hebreus? (O que é ministrar ao Senhor? Como, com o que?). Agora, neste tempo, pelo sangue (sacrifício) de Jesus, nós podemos ministra ao Senhor diretamente, cara a cara. Amados, a carta aos Hebreus precisa ser entendida por nós nesta hora. A revelação sacerdotal que está aqui, precisa ser assimilada, porque, é como sacerdotes que ministram ao Senhor que nós podemos chegar a exercer a função para qual Jesus nos comissionou: reinarmos com Ele sobre a Terra, ministrando ao Senhor.

     A intercessão é uma função sacerdotal; Jesus é o nosso Sumo Sacerdote, e Ele intercede por nós, e está à direita do Pai. Ele entrou uma vez e entrou para sempre; ou seja, Jesus não entrou e saiu, Ele está para sempre como sumo Sacerdote; e agora, Ele intercede por nós, os Seus sacerdotes estabelecidos na Terra para manifestar o Seu Reino; e quando eles agem para a manifestação do reino, eles agem como profetas; quando eles ministram ao Senhor, o fazem como sacerdotes, e quando eles manifestam o reino, quando eles atuam para manifestar o reino de Deus, atuam, manifestam-se como profetas.

     Vamos orar, e suplicar ao Senhor que nos dê o entendimento deste assunto, a todos nós, da Congregação do Corpo de Cristo, a todos da Igreja Evangélica Encontros com Jesus, à Igreja dEle nesta hora, à Igreja de Jesus em nosso País, em nossa cidade, em toda tribo, língua, povo e nação. Ele nós comprou, nos redimiu, de todo povo, língua, tribo e nação, nos lavou de nossos pecados e nos fez reino e sacerdotes. Aleluia!!!

 

ORAÇÃO DE CONSTITUIÇÃO SACERDOTAL DOS TRIOS

Faça está oração

     Cada trio agora, se junte. Cada trio agora, vai dar as mãos, e vai fazer esta súplica: “Senhor, traz esta revelação à Tua Igreja em todos os lugares: língua, tribo, povo e nação”.

     Meus amados, acabamos de ler uma das porções extraordinárias da revelação bíblica, e ao longo dos séculos, esta revelação tem estado apagada à Igreja, e por isso nós não temos chegado a corresponder ao que devemos ser para Deus, e a realizar o que o Senhor nos têm entregue a fazer

     Nós vamos orar e clamar ao Senhor : “Restaura em nós, no meu irmão, na minha irmã e em cada um de nós que está aqui , em cada trio que aqui está, em toda a Congregação do Corpo de Cristo a Igreja Evangélica Encontros com Jesus: restaura, e faz brotar e cresce o entendimento desta realidade espiritual. Traz revelação do que o Senhor está nos dizendo na Tua Palavra; dá-nos entendimento do que significa isso que o Senhor diz, e dá-nos a experiência de vivermos como tais sacerdotes, e como tal reino de sacerdotes. Dá isso ao meu irmão, à minha irmã,ao meu trio, a cada um de nós, a toda a Igreja Evangélica Encontros com Jesus; à Igreja da nossa cidade e do nosso país, e à tua Igreja, os nossos irmãos em toda língua, tribo, povo e nação. Oh Deus, olhamos para cada lugar do globo terrestre onde tem irmãos nossos, co-sacerdotes conosco: sacerdotes conosco, do Senhor, clamamos, Pai, traz esta revelação à Tua Igreja nesta hora; desbloqueia o entendimento da Tua Igreja a respeito deste reino de sacerdotes. E nós clamamos Senhor: traz esta unção agora; derrama esta unção sacerdotal sobre nós reunidos nesta hora, derrama esta unção de reino de sacerdotes; esta unção sacerdotal sobre nós, reunidos nesta hora, neste propósito conforme abrimos a Tua Palavra, e dá-los abundante revelação. Ajuda-nos a crescer no entendimento da consciência desta realidade, no entendimento espiritual, e na vivência contínua desta realidade. Dá-nos o entendimento espiritual devido, do que faz um sacerdote. Lemos na Palavra o que ele faz, e nós queremos entender e realizar tudo o que o Senhor tem confiado a nós, como sacerdotes do Senhor, para ministrarmos a Deus; para oferecermos continuamente ao Senhor, sacrifícios espirituais agradáveis, aceitáveis ao Senhor; para estarmos com o Senhor. Traz-nos Jesus esta revelação! Espírito Santo, traz esta unção sacerdotal até às profundezas do nosso ser, e fá-la crescer sobre nós a cada manhã. Ao amanhecer de cada dia, que essa unção sacerdotal amanheça mais intensa em cada um de nós, e na Tua Igreja em todos os lugares, de toda tribo, língua, povo e nação, nesta hora; e, Senhor, a unção real, a unção de reis, a unção de reino de sacerdotes, que exerce a autoridade do Rei dos reis e Senhor dos senhores; sacerdotes que governam na autoridade de Jesus. Senhor, traz a revelação desta autoridade real que nos é conferida por Jesus ao nos fazer sacerdotes para ministrar ao Senhor; e mostra-nos Jesus, ensina-nos, que enquanto ministramos ao Senhor, ministramos a Deus, reinamos manifestando a Tua autoridade, a autoridade do Teu Reino entre os homens, e na terra, neste tempo, enquanto o Senhor está por vir. Senhor, restaura esta consciência e unção profética devida para exercemos devidamente a autoridade do Teu Reino como reis e sacerdotes, como reino sacerdotal. Bendito Senhor, enquanto vamos ler a carta aos Hebreus, traz esta revelação a todos os Teus entre nós; a toda a Igreja Evangélica Encontros com Jesus; traz Senhor!!! Enquanto vamos ler o que está no livro de Apocalipse, na I carta do apóstolo Pedro e todo este ensino, com tantos detalhes da carta aos Hebreus. Traz esta revelação, o entendimento de que o Senhor nos têm feito reino de sacerdotes, e o que fazem os sacerdotes e como eles reinam. Bendito Senhor!!! Bendito Senhor!!! Nós clamamos. Nós clamamos. Nós clamamos Senhor!!! Enquanto o Senhor nos traz esta revelação, enquanto o Senhor ilumina os olhos do nosso entendimento espiritual, nós clamamos Pai, que o Senhor possa fazer crescer em nós esta unção sacerdotal e profética do Teu Reino na terra agora, a cada dia Senhor. Senhor Jesus, cobre cada Trio, como Trio que seja expressão da Igreja Evangélica Encontros com Jesus. Traz Senhor, esse entendimento renovado a cada dia, e a unção aumentada; a unção sacerdotal, a unção real, e a unção profética devida através da qual discernimos e executamos as ordens do governo do Senhor. Traz entendimento destas coisas aos meus irmãos que estão aqui, aos irmãos que estão enfermos, que estão trabalhando, que estão viajando... onde eles estiverem, dá-lhes o que estamos clamando agora Senhor... Oh Bendito Senhor! Oh Bendito Senhor!!!

     Cada Trio, que pela fé, segunda a promessa do Senhor, a palavra, a revelação escrita do Deus Vivo, tome esta promessa, receba esta unção, a unção através da qual vem a restauração sacerdotal descrita na Palavra para reinarmos com Jesus, exercemos a autoridade do Seu reino, do Seu Nome, nesta hora, e neste tempo, de maneira cada vez mais clara e mais intensa, para Ele ser glorificado, exaltado, honrado e enaltecido, até que todo joelho se dobre diante dEle, e toda língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai.

 

TOME POSSE DA UNÇÃO

     Receba irmão e irmã, esta unção. A unção do reino de sacerdote, e a unção profética correspondente para exercer, devidamente, este reinado. Receba-a conforme está na Palavra do Senhor, e a cada dia, busque dormir em (com) Cristo, e acordar com esta unção ampliada, na medida em que o reino do Senhor vai se manifestando cada vez mais, e a unção aumentada na medida que a necessidade da autoridade deste reino vai crescendo para este tempo. Receba a unção, em Nome de Jesus. Todos os irmãos que lerem o livro (Os Céus Serão Abalados), recebam onde estão. Os que estão enfermos sejam curados nesta hora, em Nome de Jesus. Bendito Jesus!

     Amado irmão, à medida que você for crescendo no entendimento desta realidade espiritual que temos lido na Palavra, mais a unção vai aumentando sobre você. Se nós não temos entendimento, a unção está apagada. É à medida que vamos crescendo no entendimento espiritual da realidade bíblica da revelação de Deus escrita, na medida que vamos crescendo no entendimento da realidade espiritual, e do que o Senhor nos revela, na Sua Palavra, que a unção vai crescendo... a unção vai crescendo... Esta unção vai crescendo na medida em que nós vamos tendo o entendimento espiritual devido do que o Senhor nos revela; e à medida que nós vamos crescendo no amor a Jesus e no conhecimento de Jesus, a unção vai crescendo em amor a Jesus. A unção, esta unção de reino sacerdotal, reino de sacerdotes, irá crescendo na medida em que nós vamos crescendo no entendimento espiritual da realidade espiritual desta revelação de Deus. Então, necessitamos clamar por “espírito de revelação e de iluminação” do nosso entendimento, conforme a orientação em Efésios 1.17-19, e, a unção vai crescendo na medida em que vamos crescendo em amor a Jesus Cristo e no conhecimento dEle, através das Escrituras. Quanto mais conhecemos a Jesus de fato, mais clamamos e proclamamos: “...Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e para sempre...”. Quanto mais amamos a Jesus, mais a unção vai crescendo, e vamos amando a Jesus à medida que crescemos no conhecimento dEle; e vamos crescendo no conhecimento de Jesus na medida que vamos recebendo o entendimento da realidade espiritual descrita nas Escrituras.

     “Oh Deus, em Nome de Jesus, clamo Senhor, que a cada dia, a graça e a misericórdia do Senhor confirme sobre nos o aumento dessa unção, de maneira tal que amemos a Jesus ardentemente, que cresçamos no conhecimento de Jesus intensamente, e ministremos a Deus Pai, a Deus Filho, a Deus Espírito Santo, com alegria e com ardente amor; de maneira tal que sejamos aceitáveis e agradáveis ao Senhor. E Senhor, que a cada manhã, ao levantarmos, esta unção sacerdotal que nos faz amar a Jesus para ministrar ao Senhor seja aumentada no manifestar o Reino de Jesus, e manifestar o Reino de Deus, como Jesus manifestou na Terra. Senhor Jesus, Tu que está à direita do Pai, e nos cobre como sacerdotes, Sumo Sacerdote intercedendo por nós, confirma isso. Oh Bendito Senhor! Oh Bendito Senhor! Bendito Senhor!”

     Amado irmão e irmã, você que está em Cristo de fato, receba em nome de Jesus, esta unção, a restauração desta unção que está começando a fluir de fato. Receba em nome de Jesus. Bendito seja o Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo, pelos séculos dos séculos, amém, amém e amém!!!

 

AMARRAR O VALENTE PARA TOMAR OS SEUS DESPOJOS

Lucas 11: 14-23

     Bem amados, para o entendimento daquilo que o Senhor está restaurando, e que é confiado à Sua Igreja desde que ela foi inaugurada em Atos 2, nós necessitamos entender, tomar posse desta constituição da qual somos feitos, ao sermos comprados por Jesus e lavados pelo Seu sangue (Apocalipse 5: 8-10 e 1: 5,6). O não entendimento espiritual, e o não refletir e não exercer isto, tem neutralizado a manifestação da glória de Deus na Terra. O entendimento deste assunto, supera todo e qualquer outro assunto para que nós sejamos manifestadores de Jesus devidamente, como o Seu Corpo e Sua Igreja. Por isso a leitura da carta aos Hebreus (e pudemos ler do capítulo 5 até o 10 nesta hora), é a partir daí, desta carta, que o entendimento espiritual devido vai começar a chegar. Se o irmão não crescer nesse entendimento, você não desfrutará daquilo que Deus tem preparado para você. Está prontinha a mesa do senhor, mas, só aqueles que chegam a esse entendimento espiritual podem se deleitar, e ministrar-Lher desta maneira.

Leitura do texto de Lucas 11: 14-23.

     Agora, Mateus 18 (nós já sabemos de cor, creio), de 18 a 20, Jesus diz: “...Em verdade vos digo que, tudo o que ligardes na Terra, será ligado, ou, terá sido ligado no céu; e tudo o que desligardes na Terra, será desligado, ou, terá sido desligado no céu. Também vos digo que, se dois de vós concordarem na Terra acerca de qualquer coisa que pedirem, ser-lhes-á concedidas por meu Pai que está nos céus, pois onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, ali estou eu no meio deles...” (Mateus 18: 18-20).

     Quem diz isso é Jesus, e Ele não mente. Lemos na Carta aos Hebreus que é impossível que Deus minta. E Ele diz que, onde dois ou três, ou seja que, quando a Sua Igreja está constituída devidamente, e está reunida, se dois têm a concordância do Reino de Deus, Ele diz: “O Pai ouve”. Jesus diz que se dois do Seu Povo, da Sua Igreja, se eles concordam (no que tem a ver com o Reino de Deus), Ele diz: “...será concedido pelo Pai...” ; e Ele promete: “...dois ou três reunidos em meu nome, aí estou...” ou seja, a Sua autoridade será confirmada pela presença e manifestação dEle na Sua Igreja e através dEla. Mas, se nós não conhecemos a Jesus, se conhecemos Jesus apenas de maneira religiosa, se somos apenas evangélicos, se nós não temos esta comunhão com o Senhor com o Senhor Jesus, e se não temos esta comunhão devida uns com os outros como Corpo de Cristo, então, não há concordância espiritual. A concordância correspondente ao Reino de Deus, a concordância correspondente ao Reino de Jesus, é a concordância espiritual, não apenas um acordo para atividades.

     No texto de Lucas, Jesus confronta os líderes fariseus e diz: “...Todo reino dividido contra si mesmo, não subsistirá...”. Se Satanás expulsa Satanás, está dividido. E o reino dividido contra si mesmo não subsistirá. Os satanistas já sabem, de há muito, que quando, duas pessoas fazem um pacto, concordam no reino espiritual, elas multiplicam a potencialidade da realização daquilo que elas fazem acordo no reino espiritual. Todo satanistas sabe disso. Os irmãos que leram o “Filho do Fogo”, recordam que, quando Daniel tentou destruir o Pastor Brintt, fez um encantamento, e não aconteceu nada. Uma coisinha pouca... O que ele fez em seguida, para o segundo encantamento? Juntou com o seu grupo e disse: “Agora, é impossível !!!” Multiplicou o potencial do encantamento que havia em cada um deles através dos pactos de alianças com os demônios; ou seja, eles se uniram e tentaram juntar os guias, os demônios com os quais tinham aliança, e somaram força espiritual através deles. Quando eles declarassem o encantamento, a maldição, estariam juntando, unindo todo o poder quer que eles agentes podiam exercer. Eles disseram: “Agora, vai atingi-lo!” E atingia de alguma maneira, mas ele continua ileso; e quando fizeram aquele pacto, e o encantamento para atingir a casa dele, e a menina cai de lá do andar ato, e acontece que ela se embaralha no galho da árvore, e não sofre nada! Quer dizer... Como pode isto? Não conseguiram ainda!!! O que fizeram mais? Foram a outros que tinham pactos mais elevados do que eles, com patentes mais altas. Cada passo era um nível de pacto, de alianças. Aí fizeram o último e disseram: “Agora, é impossível!!!” Porque eles sabem disso, de que aliança em concordância aumenta, soma o poder maligno? Irmãos, esse é um principio espiritual. Isso que está em Mateus 18, é um ensino espiritual que os filhos das trevas sabem exercer, e o exercem já, e de há muito.

     Jesus diz: “...se dois de vocês concordarem acerca do que pedirem ao Pai... se dois de vocês concordarem na Terra acerca de qualquer coisa que pedirem ao Pai, ser-lhes-á concedida por meu Pai que está nos céus...”. Antes, Ele nos diz como Igreja: “...Em verdade, em verdade vos digo que, o que vocês ligarem na Terra terá sido ligado nos céus, e o que desligarem...”. Isso é o reino! É o reino de sacerdotes que faz isto. Concordância. Concordância espiritual. Comunhão. Concerto. Aliança. O Pai está pronto a conceder porque é a Sua Igreja atuando, é a Noiva do Seu Filho Amado. E aí Jesus diz: “...quando esses dois ou três se reúnem... (esta falando desta concordância, desta manifestação da sua Igreja), ...se reúnem em torno de Jesus, do Seu reino, Ele diz: “...Eu estou no meio deles...”. E aí, Ele confirma e executa toda autoridade que Ele confiou à Sua Igreja; mas é necessário que haja comunhão com Jesus,e comunhão uns com os outros; concordância espiritual.

     Os trios nascem entre nós, como parte processo da restauração de tudo, de todas as coisas, no processo de preparação já bem avançado, da Igreja, para a Volta de Jesus. e nascem tendo em vista a salvação de pessoas. Os trios nascem por causa disto. Os trios nascem tendo em vista a salvação de pessoas e transformação espiritual da cidade.

     Nós sabemos amados, conforme está na Palavra de Deus, que para uma pessoa ser salvo, temos que arrancá-lo de onde? Das mãos do valente. E todo mundo sabe quem é esse valente de quem Jesus está falando em Lucas 11 e também em Mateus 12.

     Todas as pessoas, independentemente de serem nascidas de pais crentes, piedosíssimos, fiéis a Deus... ou terem nascido nos ambientes mais abomináveis que se possa imaginar, somente será salva se, render-se a Jesus Cristo, por obra do Espírito Santo. Pois o diabo tem um direito legal sobre cada pessoa que nasce na Terra, por causa do pecado de Adão. Na cruz, Jesus cancelou o direito que o diabo tinha recebido de Adão. Nós sabemos disso. De fato Jesus que é o segundo Adão (Ro 5.14; IÇO 15.45-47), tomou de volta o que Adão entregou ao diabo através da desobediência, mas a natureza pecaminosa de Adão continuou em nós; e é por isso o diabo continua fazendo o barulho tão grande que ele faz, governando, manipulando pessoas, cidades, instituições, nações e tudo mais; porque a natureza do pecado de Adão não foi arrancada; e nesta natureza, e com esses pecados, cada pessoa, quando nasce, o diabo reivindica esta herança; e para sair deste estado, a pessoa precisa, com entendimento bíblico, e obra do Espírito Santo, conhecer a Jesus, reconhecer a sua realidade espiritual, confessar a Jesus como seu Senhor, e viver para Ele. Ser crucificada e morta nEle. Se ela não fizer isto, ela vai crescendo... tão linda a criança; nasce um encanto... dois, três, quatro anos... a rebeldia já começa a estar acentuada. Cinco, seis, sete... e milhares, infelizmente, milhões dos que têm nascido de pais crentes, e cresceram tão lindos, tão crentinhos, né?! Cinco anos , seis anos... são crentinhos encantadores!!! Oito, nove... e muitos chegam a ser batizados... há denominações até que batizam na hora em que nasce, pensando que isso vai cancelar a herança de Adão... Não vai, é claro! Mas quando chegam aos doze, treze, quatorze, quinze, dezesseis, dezessete, dezoito, dezenove, vinte... apostatam!!! Ou seja, não são tão lindinhos como eram; aqueles docinhos encantadores... a rebeldia foi crescendo, crescendo... a gente vem e diz: “- Não é possível!!! Cresceu conhecendo, amando, cantando:”...Sou uma florzinha de Jesus... meu coração alegre está... eu vou crescer, crescer... e quando estiver deste tamanho assim, eu quero trabalhar pra meu Jesus sem fim...” .E quando cresce mais, nada disso ficou. Cadê a doçura? Pra onde foi? É a natureza de Adão, reivindicada; os demônios a tomaram. Por que ele não rompeu esta natureza ao render-se a Jesus de fato? O que aconteceu? Nós imaginamos que alguém vai ser salvo, vai ser arrancado do império de satanás com facilidade. Ora, se cada pessoa sem Jesus, é despojo que o diabo tem, você imagina que o diabo vai soltar os bens dele de qualquer maneira, de qualquer jeito, sem resistência?

     Meus amados, a nossa geração recebeu este ensino, está recebendo este ensino da parte do Senhor, de que a salvação de uma pessoa implica em uma batalha espiritual por ela. “...Ah! Mas a geração de antes de ontem não precisou saber disso...?” Pois bem! Nós somos, no Brasil, especialmente no Brasil, e também nos Estados Unidos e na Europa, nações pós-cristãs; e no Brasil, pós-evangélicos. Na América Latina toda não é assim, porque na maioria dos países não tinha quase ninguém crente até os anos 70; no início dos anos 80 ainda eram poucos; então, ainda não deu para serem “pos-evangélicos”. “...Ora, mas nós crescemos tanto, levando tanta gente à Cristo!” Todas as Igrejas têm uma lista de gente que já passou por elas, que talvez sejam dezenas de vezes maiores do que o número que elas têm; e daqueles que as Igrejas têm, se der uma peneirada, a metade vaza nos buraquinhos menores da peneira, não é!? “...Oh, nós ganhamos para Jesus...” Ganhamos para Jesus? Estão aonde?

     Satanás não se importa muito em que as pessoas se tornem evangélicas. O problema dele é que elas sejam arrancadas do controle dele. Aí sim é que o problema. Hoje, temos que fazer essa avaliação. Há uma crise, dos mais íntegros no cenário da Igreja, avaliando essa questão, e com angustia perguntam: “Onde estão os que declararam receber Jesus?” Nós olhamos para traz, eu e outros, poucos aqui, que tivemos a oportunidade de nascer e crescermos, ouvindo, encaminhados a Jesus... tivemos tantos amigos, tantos colegas... onde eles estão? A maioria está no mundo! Estava lembrando hoje, com irmãos que estávamos tratando de algumas coisas do reino, quando éramos menorzinhos (porque jovem, continuo sendo, mas era menor) e, éramos um grupo grande de amigos, de gente zelosa; hoje, não tem quase ninguém.

     Li outro dia, uma matéria que saiu no contexto daquela mulher que entrou lá na cerimônia do Presidente Lula e falou com ele a respeito do “Beira-Mar”, e causou um rebu, então, entrevistaram a irmã do “Beira-Mar”, e, acerca dele ela disse: “Ele ainda não levantou a mão pra Jesus; ainda não levantou a mão, mas já tem uma Bíblia, e nos estamos orando... não levantou a mão para Jesus...” ou seja, como se levantar a mão é o sinal de ser salvo.

 

BATALHA ESPIRITUAL PELA SALVAÇÃO DE PESSOAS

     Amados, a salvação de uma pessoa implica numa batalha espiritual intensa... é um despojo de satanás; os bens que ele tem são as almas das pessoas para serem condenadas com ele para sempre. A salvação de uma pessoa, implica numa batalha espiritual intensa. Não pensemos que se a pessoa está amável no contexto evangélico; chega e gosta, se converte,muda de ambiente um pouco... daqui a pouco ela se vai, porque ela continua despojo. É uma batalha intensa. Os trios nascem por causa da salvação de pessoas.

     Para neutralizar este controle que o diabo tem sobre as pessoas, controle das trevas do pecado da herança de Adão que elas têm; controla através do sistema chamado mundo. E o sistema chamado mundo é estabelecido através de pactos com o império das trevas. Satanás somente pode fazer o que faz, por causa dos pactos que as pessoas fazem com ele através dos seus agentes. Então, as cidades, as nações, as instituições nascem com os pactos que são feitos com satanás. Por exemplo: quando os primeiros que vieram habitar nas terras (que mais tarde fora chamadas de Brasil), chegando aqui, o que eles fizeram? O que faziam os que viviam aqui antes dos portugueses chegarem aqui? Prestavam cultos aos seus deuses, à criação e a tudo!!! Construíram altares para os seus deuses. Construiu-se um altar, e ali através do que está relacionado com ele, está a dedicação daquele território. O Catolicismo Romano veio através de Portugal, e através da Espanha para toda a América Latina. Aonde eles chegavam, o que construíam primeiramente? Um altar. Construíam uma Igreja (templo-altar) e um altar. A gente vai às cidades, todos os lugares... os locais estratégicos, lugares de montanha, centro da cidade... os locais estratégicos... todos estão cheios de altares visíveis e invisíveis. Eles iam entrando, pisavam na terra, e iam dedicando aos deuses, aos demônios, o território onde eles entravam. É assim. Catolicismo faz isso por todos os lados como se fosse cristão. Como se isso é que fosse o Evangelho. Vejam irmãos, que falsificação!!! Iam dedicando tudo! Os habitantes originais da terra (chamados índios) que se desviaram do Senhor século antes, faziam cultos e pactos dedicando a si mesmo, os seus bens, seus familiares, cultuando a satanás através da criação e de entidades que circundavam, como esta em Romanos 1.19-25. chega o Catolicismo, se associa a eles e traz novos pactos. No Brasil, mais tarde, vão buscar também os africanos que vêm trazendo os seus deuses e seus altares, e agora nós temos um país inteiro dedicado várias vezes a satanás. Todas as cidades. Os altares estão por todos os lados. Há os lugares altos por todos os lados. Quantas cidades com nomes “santos”? Quantos bairros das cidades e quantas localidades rurais com tais nomes? Isso é culto aos mortos, que é invocação aos mortos. É feitiçaria. É espiritismo. É dedicação das cidades com aos demônios. É abominação terminantemente condenada por Deus. É fonte de maldição e juízo de Deus. Veja Deuteronômio 18.9-14 e identifique outras dezenas de textos da Palavra de Deus.

     Por onde a Igreja Católica romana entrou, seja através de conquistas militares por meio de governos ou das suas “missões”, isso foi sendo feito. Onde quer que haja influencia do catolicismo, nações, cidades, bairros... são dedicados aos “santos”; ou seja, são altares em si mesmo, soa oferendas. E mais, em cada nação, a cultura aonde o catolicismo romano chegou, eles juntaram, uniram, sincretizaram os cultos aos seus deuses (os “santos”), com os deuses dos povos que já habitavam aquela religião. É assim no Brasil, na América Latina e em todos os lugares. Agora há um acréscimo, uma soma de maldição, destas dedicações da terra e dos povos, e acréscimo de novos pactos que continuamente e anualmente vão sendo renovados; e o mais grave ainda é que quando chega através do catolicismo, chega de forma cristianizada e fazendo usos diversos do próprio texto bíblico e de algumas formas e expressões cristã.

     A quem de fato, é prestado o culto? Aos “santos”? É aos ídolos, aos demônios. Abra I Coríntios 10.19-21; Salmo 106.36,37 (veja de 34-43); Deuteronômio 32.37,38.

     Todas as cidades com nomes de “santos” e/ou acrescidas dos deuses cultuados pelos índios e pelos africanos já são por si mesmas dedicadas aos “santos”, que é a oficialização da dedicação, da oferta da cidade, bairro ou nação aos ídolos; o que faz com que a própria cidade, região ou pais se torne UM ALTAR para os tais ídolos-demônios. Esta é a razão porque, o que está na carta aos Romanos 1.26-32 é realidade, cada vez mais crescente em todas as localidades da nossa cidade. Leia do verso 21 ao 32.

     Os irmãos leram “OS CÉUS SERÃO ABALADOS”, não é? Tem alguns que leram a segunda vez e estão indo para a terceira. Eu acredito que ninguém está aqui sem ter lido segunda vez, não? Eu não vou nem perguntar isto, porque não quero correr o risco de saber que haja aqui, alguém que tenha lido só uma vez ou não leu nenhuma vez.

     Os irmãos viram a descrição dos lugares altos, dos quais todos nós já sabemos um pouco, graças a Deus. Aqui, quem quer saber, sabe! Meus irmãos, pelo menos 90% da Igreja no Brasil, não sabem nada do que está escrito neste livro. E tem um montão de gente que está por aí dizendo que está fazendo isto que está aqui, sem conhecimento de causa nenhuma. Ouviu falar... fez uma placa e colocou na entrada da cidade: “Jesus Cristo é o Senhor desta cidade”, porque acha bonita a declaração e dá idéia de “espiritual”, de gente esclarecida e envolvida no reino de Deus; mas não tem noção do que diz; isso não significa nada, porque Jesus só vai exercer essa autoridade, ser Senhor da cidade, através da Sua Igreja como reino de sacerdotes, que conscientemente, com conhecimento de causa, exercem então a autoridade do reino de Jesus ali. Essa declaração não faz sentido nenhum, se não há uma manifestação devida do povo de Deus na cidade, e se o povo de Deus, se a Igreja do Senhor, não está assumindo o seu papel.

     Mas, nós vimos aqui (na exposição do livro), que satanás vai controlando, tomando as cidades, através dos altares edificados nos montes e outros locais.

     “Há poucos dias alguém lançou a idéia de ter um padroeiro na cidade de Macuco: Jesus Cristo. Porque lá tem um padroeiro, e queriam colocar Jesus também como padroeira; isso é idéia de algum evangélico. Então, pode ser que se enquadra naquela questão de (não se sabe o que está fazendo)”.

     Um irmão, que ouviu lá da cidade de Macuco, que declararam Jesus o padroeiro da cidade. Quem fez isto primeiro e que virou notícia, foi um prefeito ou uma prefeita, de uma cidade dos Estados Unidos, da Flórida. Declararam Jesus como o padroeiro, patrono da cidade, parece que com algum entendimento. Eles devem ter ouvido isto e acharam bonito e fizeram o mesmo pensando que a realidade espiritual da cidade mudaria simplesmente. Mas, isto tem a ver com um prefeito que entregou a vida a Jesus, é todo um processo de uma cidade com uma Igreja, crescendo no entendimento das coisas espirituais. Eles acharam bonito e fizeram isto. O que isso faz? Que efeito tem? Os demônios ficam rindo, ironizando, porque querem fazer as coisas sem conhecimento de causa, sem revelação de Deus para aquele lugar e contexto; por imitação, sem o entendimento devido e sem compromisso consciente com a transformação da cidade e sem guerra espiritual consciente, criteriosa e comandada pelo “DEDO DE DEUS”. (Em Ipatinga, uma cidade de Minas Geral, também fizeram isso).

     Então, como é que as cidades vão sendo controladas, e as nações vão sendo controladas? Através dos pactos, ou seja, dos altares que vão sendo construídos; e, esta descrição (feita pela irmã Ana Méndez), que é uma síntese oportuna, mostra quais são os locais principais. Aonde? Nos monte, rios, lagoas, cachoeiras, florestas... aqui, ela não colocou os locais estratégicos da cidade, dentro do município, seus locais principais. Para que o diabo faz isso irmãos? Por que ele leva as pessoas a fazerem isto?qual o propósito? Controlar as pessoas; mantê-las nas trevas, nas prisões do inferno.

 

A SALVAÇÃO DAS PESSOAS E OS “LUGARES ALTOS” NA CIDADE

     A direção que nos tem dado, neste tempo, quando estamos lutando pela salvação de pessoas específicas, então nós imaginamos que basta orar por elas. Por quantos nós oramos, e quantos chegam a ser salvos? Qual o percentual? “Zero vírgula alguma coisa...”. todos não buscam Jesus, todos não crêem em Deus, não crêem em Jesus, e não estão aflitos buscando socorro de todos os lados? Quantos chegam a ser salvos? Estamos orando, guerreando... Se quisermos mesmo que as pessoas sejam salvas, temos que destruir os altares satânicos de todos os lugares, em nossa cidade. Temos que ir minando a legalidade que o diabo tem, a nível territorial, nas regiões celestes e terrestres. Ao mesmo tempo em que lutamos por pessoas individualmente, orando por elas, guerreando por elas, (e o conteúdo desta oração, desta confissão, nós vamos estar expondo, recordando, ampliando, aos domingos, para todos, não é?) Mas, nós tomamos umas pessoas, começamos a orar por elas, e vai chegar o momento quando vamos contactá-las, e fazer-lhes uma proposta para conhecer a Jesus; contato pessoal. Ela se dispõe a conhecer, e nós estudamos com elas, e elas entendem toda a Palavra, e elas admiram a Jesus e a Palavra, elas admiram as promessas de Deus, elas até desejam a vida com o Senhor, mas não consegue entregar a vida a Jesus, romper com a prisão. Por quê? Nós imaginamos que é apenas problema da pessoa como individuo. Deus nos trata como indivíduos, e nos trata como povo, como cidade. É necessário destruir as trevas que mantêm as pessoas em prisão, a nível de cidade, derrubar todos os altares no perímetro urbano e rural, porque tudo confere legalidade ao império das trevas para manter as pessoas em cegueira espiritual a respeito de Jesus e da salvação eterna, e em prisão. Então veremos os resultados espirituais na vida das pessoas, e posteriormente, na vida da cidade; porque as cidades, enquanto cidades, vão sendo transformadas à medida que os seus habitantes vão nascendo em Cristo, sendo regenerados.

     Os irmãos recordam que, quando a nação de Israel estava em rebeldia, ou eles dominavam qualquer povo, conquistavam qualquer povo, qual é a primeira coisa que faziam? Quando conquistavam qualquer povo, qual era a orientação que Deus dava para eles? Destruir os altares, todos os altares. Quando entravam em rebeldia, o que faziam ? Construíam altares aos demônios, e quando eles se arrependiam, vinha um avivamento e um rei temente ao Senhor, qual era a primeira coisa que faziam? Derrubavam os altares, e então vinha o avivamento, ou seja, o controle das trevas era desfeito.

     Então amados, para culminar com a salvação de pessoas, não é suficiente apenas identificarmos pessoas, e orarmos por elas, e lutarmos por elas. Nós temos que, ao mesmo tempo, irmos destruindo os altares de satanás, edificados contra a nossa cidade há séculos. Isto não pode ser feito sem conhecimento de causa, não pode ser feito sem uma experiência verdadeira com Jesus,e sem a consciência sacerdotal, para reinarmos com Ele.

     É por isso que estamos orando e suplicamos que o Senhor restaure em nós a plena consciência de REINO DE SACERDOTES a que somos constituídos. Irmão, não perca isso que suplicamos, porque o Senhor começou a responder-nos. A unção sacerdotal está crescendo sobre nós; e a cada manhã, a nossa suplica é que amanheçamos com esta unção aumentada, e nós vamos precisar muito que ela vá crescendo à medida que o governo das trevas e do anticristo vai se manifestando, e para a manifestação do Reino , do Evangelho do Reino como está no texto bíblico.

     Então, nós precisamos destruir todos os altares. Se fôssemos 100 trios, os irmãos imaginam o que imos fazer num tempo tão curto, não é?! Em um ano...

     Destruir um altar. Não basta chegar aqui, quebrar e jogá-lo ao chão. (Há altares, lugares controlados por demônios, que são edificados sem material visível). Temos que cancelar toda a legalidade que tem aqui, expulsar os demônios que controlam daqui, toda uma área, um território, selar o local com os sinais (símbolos) proféticos, e colocar neste lugar um altar do Senhor; ou seja, algo que corresponda a um Memorial. Onde você conquista um território, você levanta um Memorial no lugar. (no livro de Ana Mendez temos rico ensino a respeito).

     Quais são os lugares altos da nossa cidade? Lugares altos não significa necessariamente morro. essa é uma expressão que significa montanha sim, mas, lugar alto, é uma expressão que significa locais onde se estabelecem tronos para satanás. Há pessoas que são tronos. Em torno delas, há um controle demoníaco de uma área inteira, de uma região; há indivíduos que são esses altares, ou seja, que correspondem a lugares altos. Mas em nossa cidade temos lugares altos? Sim! Temos morros em nosso município. Os irmãos podem ter certeza: todos os morros, e as florestas que têm por aí estão cheios de altares, lá no meio. Basta entrar lá que vamos encontrá-los, quem fez isto? Dos índios não tem mais nada (contudo os pactos que fizeram ainda não foram desfeitos), mas são do Catolicismo, porque o catolicismo é a mãe das prostituições; e quem leu aqui (Os Céus Serão Abalados), sabe que é exatamente nos templos católicos que os satanistas multiplicam os seus pactos e assumem mais e mais o poder maligno que exercem.

     Nos morros, nas lagoas, nos rios... nós temos que levantar, localizar onde está tudo isto. Bem, aqui na cidade tem morro, tem muitos altares. Pois bem é no município de Itaperuna; temos que começar operar, dos seus limites; e temos que vir, de lá para cá, ou ir daqui para lá. Do centro da cidade para os limites do nosso município para lá, ou de lá para o centro. Tempos que ir limpando. Dentro do perímetro urbano da nossa cidade e dos distritos há dezenas, centenas de “lugares altos”.

     Então, os trios, necessitam ter entendimento espiritual de tudo que está neste livro. Três leituras já dão para entender um pouco, dão ou não?! Já dá para começar a entender no reino espiritual!

 

PREPARO E AÇÃO DOS TRIOS

     Eu peço aos irmãos que descrevessem um projeto. Descrever esse projeto, não é dizer que irão fazer isto, ou aquilo; não! Não é isto; porque nem sabemos ainda onde cada um de nós vai atuar; mas, um projeto para destruição do que corresponde aos altares, ao trono de satanás em nosso município; à medida que fossem lendo o livro, irem descrevendo assim, entende? Ou seja, o que fazer e como, para derrubar e destruir os lugares altos (altares) de nossa cidade e municípios.

     Alguns irmãos fizeram um resumo do livro; trabalhou tanto e perdeu tempo, porque não é resumo; é o entendimento de um projeto: o que fazer para destruir os altares de satanás em nosso município, à luz do ensino tão claro que tem aqui. Claríssimo, não é? Leu uma vez, tem informação; segunda vez, amplia o entendimento; terceira vez já sabe tudo!!!

     Então ??? Nós estamos com essa estratégia para a manifestação do corpo de Cristo; cada trio vai corresponder a uma expressão do Corpo de Cristo como um todo. Dois ou três, Jesus diz: Eu estou no meio deles. Então, se em nossa cidade não tem nenhuma outra congregação comprometida, envolvida, desta maneira, não tem problema, ainda que seja uma pena!

     Se nossa cidade tem algumas congregações que falam em conquista da cidade, estão lutando pela cidade, orando pela cidade, mas não passa disso, ou seja, é apenas uma maneira de falar, não sabe o que fazer, quais as implicações disso e envolvimento real com isso... não tem problema, não significa nada também! É uma pena! Mas, cada trio, devidamente constituído, será uma manifestação do Corpo de Cristo como um todo, porque esta promessa é de Jesus. dois ou três reunidos em Meu Nome, Eu estou no meio deles. É a manifestação do Corpo de Cristo. “Ah, mas nós temos que juntar 79 membros das Igrejas da cidade para desmontar esse altar aqui; um de cada congregação da cidade para ter validade, para representar...” Isso é equivoco. Jesus diz: “...dois ou três, em concordância, reunidos em meu nome, eu estou...” Esse trio representa o todo. Digamos que tenham mais 5mil crentes na cidade; crentes verdadeiros... (Oh! Senhor, faz com que isso seja verdade!!!) Bom, digamos que tenham mais 5mil, porém 4.957 nem tá aí ...mas destes tem um Trio que corresponde ao Corpo de Cristo; estes trios correspondem e representam o Corpo de Cristo como um todo. Esta é a promessa do Senhor Jesus.

     Porque somos tão poucos não há esperança para a nossa cidade? O Senhor Jesus não precisa de quantidade. Ele precisa da manifestação do Seu Corpo, da Sua Igreja. Ele precisa da manifestação do Seu Corpo, da Sua Igreja. É o que Ele precisa. Temos, entre outros testemunhos nas Escrituras, aquele de Gideão com os 300. Quais as armas que eles usaram? Cântaros, tochas... 300!!! O Senhor é Rei Todo Poderoso. Com poucos ou com muitos. Ele diz, em alguns lugares, acerca dos dEle: “...um de vocês pode fazer fugir mil dos seus inimigos; dois, dez mil...” Veja, está dizendo o que ocorre quando nós nos unimos em concordância. O reino (império) das trevas, os que executam o sacerdócio do satanismo, todos sabem disto; sabem o que fazem. Eles se juntam somando pactos.

     Então, se comissionamos três, podem ir para onde quer que forem enviados, e lá representam o Corpo de Cristo. Não vão chegar lá como juízes de outros irmãos. Juiz só tem um. Ele não diz isso?! Não fomos constituídos para julgar os outros, e se nós começamos a julgar os outros, já começamos a acharmos-nos melhores do que eles, e aí já estamos entrando no universo da soberba, e a Palavra diz que Deus resiste aos soberbos e dá graça aos humildes; então, não é para julgar, é para fazer o que o Senhor nos mandou fazer. AH, NÓS VAMOS SERVIR A TODO MUNDO E NINGUÉM VAI FAZER NADA? E DAÍ? O PRIVILEGIO DE SERVIR É DE QUEM QUER SERVIR. O DOM QUE NOS FAZ MAIS PARECIDOS COM JESUS É O DOM DE SERVIÇO. ENTÃO, NÃO É PARA JULGAR, MAS PARA SER EXPRESSÃO DO CORPO DE CRISTO.

     Amados, nesta noite, eu declaro a constituição desta estratégia de mobilização do Corpo de Cristo através da Igreja Evangélica Encontros com Jesus, para atuar e manifestar o Reino de Deus em todo o nosso município (e além dele conforme o Senhor nos encaminhar), para atuarem como um reino de sacerdotes, destruindo, cancelando, todos os altares de satanás, edificados há séculos ou recentemente em nosso município, cancelando, para anular a legalidade que ele tem para continuar mantendo a cidade debaixo de corrupção, de imoralidade, de feitiçaria, de violência e de crime de toda sorte, de idolatria e de feitiçaria e de satanismo, e mantendo as pessoas em trevas, e mantendo grande a quantidade de gente cristã e evangélica sem nenhum compromisso com Jesus, gente evangélica mas que está nas trevas... desbloquear tudo isto. Somos comissionados, porque agora temos alguns trios que já têm o preparo inicial: a leitura do livro e o pacto que estão fazendo.

     A partir de agora nós começamos a dar instruções específicas; mas este é apenas o inicio do preparo.

     Qual é a arma principal? Através de que unção e que manifestação, a autoridade de Jesus conferida à Sua Igreja, se manifesta, se torna realidade? (pergunta complicada, não é?!) Através de que ação, de que mobilização, de que expressão, a autoridade que o Senhor conferiu à sua Igreja, se torna manifesta, se torna realidade? Que elemento, faz com que aquilo que o Senhor nos entregou para fazer. Seja confirmado por Ele no Céu?

 

ATUAÇÃO E AÇÃO DE PROFETAS CORPO DE CRISTO

     Os dois primeiros capítulos do Livro de Ana Méndez tratam de que? Da restauração do profético. Quando é, que como Igreja , nós vamos exercitar a autoridade do reino de sacerdotes para o qual somos constituídos? Através de que instrumento ? Do profético.

     O profético amados, é quando nós pronunciamos a palavra e a ordem da parte de Deus.

     Agora, falar em profético virou uma brincadeira; tudo o que é leviandade se chama de profético. Eu chego por aí e encontro os irmãos pra todos os lados e os chamo: “Ô profético! Ô profética...” e talvez pensem que estou brincando. Eu não estou brincando, não. Eu estou profetizando.

     Profetas: É quando a restauração do profético começa a ser realidade. Quando nós atuamos como profetas é que manifestamos o reino, a autoridade do reino de Jesus.

     Bem, então primeiro, temos que entender esta questão do profético devidamente.

     Ah! Um livro que a gente orou muito e pediu que fosse publicado em português, finalmente o foi: “Descobrindo o dom profético”. Esse livro é equipamento. Meus irmãos, não pensem que as três leituras do livro de Ana Méndez significa um preparo completo. Esta é a primeira etapa; nós temos que crescer continuamente. Os irmãos mais equipados da terra, Ana Méndez está entre estes; sabem que somente sabem para agora, não sabem para amanhã. Então, não existe curso. A nossa limitação é clara. O Senhor veio restaurar isso a partir dos anos 90, no século passado (quase todos aqui já têm mais de um século, não é?). A partir dos anos 90 Deus começou a restaurar esse entendimento à Sua Igreja, e todos começamos a aprender isso há poucos dias. E os que sabem alguma coisa, sabem que, isto não é uma lição que você fez e está preparado; nós vamos aprendendo continuamente. Essas lições básicas, essa questão do profético. “Descobrindo o Dom Profético”... O titulo em inglês é: “Crescendo no Profético”. É diferente do que está aqui no título em português. Então, é discernir isto, a ação do profético.

     Ah! Também saiu este: “ASSIM DIZ O SENHOR?”, de John Bevere (e como falei desse livro para todo lado e, apelei...; mas, finalmente, graças a Deus, pôde chegar ao Brasil. Eu disse outro dia à alguém que, saindo esses dois livros e mais o de Graham Cooke, não precisa haver mais Clinica, para correção do profético, porque já tem a literatura para ensinar e corrigir toda questão). Aqui está a única, até então, e das mais preciosas correções das distorções do profético publicado em português. Todos esses irmãos estão tão perplexos como nós; e vieram do tradicionalismo como nós, e são muito bem equipado, e sérios, e se movem nisso aí. “Assim diz o Senhor?”. O título do livro é uma pergunta.

     Redescobrindo o profético. É através e a partir da consciência profética que manifestamos o Reino de Deus e exercemos a nossa missão de reino sacerdotal.

     Uma das coisas pelas quais estamos, é pela restauração da consciência e experiência sacerdotal, e, que o Senhor levante as crianças, que o Senhor levante sobre as crianças da Igreja Evangélica Encontros com Jesus e da cidade, e lhe traga uma abundante unção profética e sacerdotal. Crianças de 4,5,6,7 anos... que soltem as mãos dos pais e saiam correndo, e parem diante de pessoas, e as confrontem, e eles fiquem boquiabertos quanto ao que vão ouvir... isso é sinal e maravilha. As crianças, é o profético. Deus pode fazer isso irmãos, porque conosco, os maiores, é difícil Ele conseguir dobrar esta gente tão endurecida e tão soberba... mas as crianças, elas se soltam, e vão lá correndo, vão, dão o recado do Senhor, e retornam e continuam brincando; não estão nem aí, ...Deus, sabe que estamos orando por isso, e vamos continuar orando por isso, clamando por isso ao Senhor, porque através da ação profética devida, é que nós exercemos, abrimos porta, ou manifestamos a autoridade do Reino. Dar ordem a uma montanha para arrancar-se daqui e lançar-se ao mar, é uma ação profética. Então, nós precisamos daqui e lançar-se ao mar, é uma ação profética. Então, nós precisamos entender, crescer e continuar crescendo nesse entendimento do profético e entrarmos em ação imediatamente. A partir desta noite 01/08/05 os trios já estão constituídos e comissionados para a AÇÃO.

     O ponto de partida para todo essa atuação: nós temos que desmontar, tanto quanto possível, o trono de satanás na cidade, tendo em vista a salvação de indivíduos. A salvação de uma pessoa, amados, implica nisso! A quantidade de gente que conhece a Palavra, que sabe isso de cor, mas que permanece nas trevas é muito grande.

     Amados, qual é a maneira como esse profético, na guerra espiritual, se estabelece? Qual é a expressão máxima da ação de guerra espiritual? Dá-se no universo da oração. A oração e a ação. Tudo que vocês desligarem na Terra, terá sido desligado no céu. “O que ligarem na terra”, é ligar em oração. É a oração profética, a ação do profético. É esta intercessão, esse tempo que nós vamos ministrando ao Senhor por uma causa. Vamos ministrando ao Senhor por uma causa, e identificamos determinado altar. Trio “X”, identificou um altar, e esse trio recebeu a tarefa de destruir esse altar. Esse trio vai orar, jejuar, e estar com o Senhor, clamando ao Senhor por isso, e pedindo ao Senhor, revelação, e um sinal, uma indicação do dia em que irão lá, da hora e do que irão fazer no lugar. E o Espírito do Senhor vai dar a indicação. O que Ele der de indicação, pode ir e fazer. Elias era apenas um, contra toda a nação de Israel, com exceção de sete mil que estavam ocultos. Quem ele era? Um profeta do Senhor. É isto!

     Então, a ação de guerra é oração, louvor, proclamação..., nós temos que crescer e entender as coisas, e esta questão de destruir os altares de satanás, não ocorre como atos de mágica. Nós aprendemos umas declarações, e vamos ali, e fazemos tais declarações... “Abra Cadabra”... e aí, abre com essa mágica... Ah! Nós temos uma formula, e a gente chega aqui e aplica esta formula...isto é feito onde, irmãos? Na feitiçaria. Isso é ato de feitiçaria; nos exorcismos de feitiçaria. Então, você segue um ritual... é demônio acariciando demônio... não é isto!!! Fazer isso nada tem a ver com o reino de Deus. Então, por isso, tem que haver concordância, entendimento e discernimento. O Senhor pode dar uma orientação para destruir esse altar,e aí, você pensa que a orientação que Ele deu para este, é a mesma para destruir aquele; e não é !!! Então, tem que haver humildade, saber que isso não é mágica. O discernimento vem do processo do profético. Temos que entender isso.

 

Versículo do Dia

Jz 17:13

"Então disse Mica: Agora sei que o SENHOR me fará bem; porquanto tenho um levita por sacerdote. "



by Estudo Bíblico

Família do Reino de Deus

125 - É DEUS

     Alguma vez sentiste o desejo de fazer uma coisa agradável por alguém a quem tens carinho?      É DEUS que te fala através do Espírito Santo.      Alguma...

60 - NÃO FAÇA JULGAMENTO PRECIPITADO

     Havia numa aldeia um velho muito pobre que possuía um lindo cavalo branco. Numa manhã ele descobriu que o cavalo não estava na cachoeira. Os amigos disseram ao...

134 - ORAÇÃO INTERCESSÓRIA PELA IGREJA PERSEGUIDA NA ÍNDIA

     Kesboram Bhagel (33) é casado com Tabitha Bhagel (31), e tem três filhos: uma menina de 12 anos e dois garotos, um de 10 e um de 7...

126 - VOCÊ SE IMPORTA?

     Hoje Eu passei os meus olhos pela terra e vi um dos meus filhos com a cabeça decepada por estar pregando a minha palavra na Indonésia; vi também...

173 - VOCÊ COSTUMA OLHAR PARA A APARÊNCIA DAS PESSOAS?

       VOCÊ COSTUMA OLHAR PARA A APARÊNCIA DAS PESSOAS?      COMO VOCÊ ESCOLHE SUAS AMIZADES E RELACIONAMENTOS,PELA APARÊNCIA DAS PESSOAS, OU PELO INTERIOR DE CADA UMA DELAS?      SERÁ...