Bem-vindos à Igreja Evangélica Comunidade Encontros com Jesus

Base Corporativa

ESTRUTURA DA IGREJA

BASE CORPORATIVA
O QUE SÃO AS BASES MINISTERIAIS CORPORATIVAS?

    É uma ação ministerial que desenvolve e auxilia a ação e direção Apostólica da Igreja tendo como objetivo o aperfeiçoamento dos santos, cuidado mútuo e comunhão ativa de cada membro do corpo de Cristo. Tendo sempre uma função de restaurador e ajudador na base ministerial que ele foi investido.

     Será o conselho gestor da igreja, que junto com o líder geral tratará de assuntos concernentes à vida do corpo nas áreas espirituais, emocionais, físicas, financeiras e até mesmo funcionais.


     Cada ação é aprovada pelo líder geral, para que a direção da mesma continue a estar respaldada com as escrituras, cada componente das bases ministeriais, são a expressão viva da obra do Espírito Santo nos dons que lhe foi confiado, e estes dons é o equipamento do Espírito Santo para a Igreja ser e realizar o que Jesus Cristo lhe tem destinado a SER e a FAZER como Igreja Dele nesta terra.


     Os líderes das bases ministeriais de ação corporativa serão os enviados da ação apostólica e profética da Igreja. Para que estes venham a supervisionar, aconselhar, ajudar, edificar e moldar cada componente do corpo local e também projetar ações de evangelismo, guerra espiritual e qualquer outra ação viva da igreja na sua edificação.


     Cada ação que vier a ser elaborada deve ser em comum acordo com a direção do líder geral e cada componente da liderança das bases ministeriais, para que haja uma unicidade do corpo. Vale ressaltar que também fará parte direta da ação de elaboração de estratégias o diretor financeiro atual da igreja.


     Cada base ministerial corporativa não se fecha na sua área, desde o momento que o líder necessitar de qualquer componente de uma outra base ministerial, a pessoa deverá se colocar a disposição para o cumprimento do dever, sabendo que estamos em uma guerra constante e na guerra não há tréguas, devemos fazer a nossa função e qualquer outra que nos é encaminhada pelo comando geral.


     O pastor Dalton, como líder geral, terá um auxiliar que fará parte da sua equipe de trabalho, que além de estar sendo usado na sua base ministerial corporativa, também se envolverá nas funções designadas por ele, em qualquer área da igreja, naturalmente que comunicando alguma ação a ele como líder que está na frente e levando ambos a trabalharem em comum acordo. Esta pessoa será o pastor Clodoaldo, este será uma extensão do ministério do pastor Dalton na igreja. Nenhum encaminhamento, direção de assuntos e direção em todos os níveis podem acontecer sem o crivo do pastor geral, para que haja uma ação de cobertura espiritual hierárquica Bíblica.

COMO É CADA BASE MINISTERIAL CORPORATIVA?

APOSTÓLICA

     Em grego deriva do verbo “apostello”, que significa enviar ou despachar a direção do Novo Testamento que nos apresenta a palavra em três maneiras diferentes.


     Como um dos doze (pregoeiros iniciais e companheiros de Jesus, Mat. 10:1-8; Luc. 6:12-16, etc.);

     Designa alguém enviado/delegado/mensageiro. Exemplo: Cristo (Heb. 3:1), Epafrodito (Fil. 2:25, etc.);

     Indica, em sentido geral, a um irmão com este DOM, no qual O ESPÍRITO SANTO o levantou para ser o Líder dos demais: Exemplo, Tiago (Gál. 1:19), Barnabé e Paulo (Atos 14:14), Silvano e Timóteo (I Tes. 1:1e 2:6);

     O DOM DE APÓSTOLO é a capacidade especial que Deus dá a certos membros do Corpo de Cristo que os capacita a assumir e exercer uma liderança geral sobre certo número de igrejas, com uma extraordinária autoridade quanto às questões espirituais que é espontaneamente reconhecida e apreciada por aquelas igrejas. Tendo com a ação do profeta a formação doutrinária da igreja.

     Em uma igreja CORPO os apóstolos integram, todos juntos uma REDE ASPOSTÓLICA o que se chama de MINISTÉRIO APOSTÓLICO que inclui não somente a todos os que têm um chamado a missionar, mas também aos que formam grupos de apoio, a fim de organizar o crescimento das extensões existentes e a plantação de novas igrejas. Todos desempenham a sua função saindo das igrejas para cumprir uma determinada missão.

     Quais são as funções essenciais de um apóstolo de Jesus Cristo?

     Um apóstolo é um pai espiritual de Jesus Cristo que gera, dá a luz e adota filhos espirituais;

     Os apóstolos são chamados para edificar o Reino e a Igreja;

     Os apóstolos estabelecem o fundamento da doutrina apostólica na Igreja;

     Os apóstolos plantam e estabelecem igrejas e ministérios;

     Os apóstolos estabelecem a ordem e a estrutura de autoridade e governo nas igrejas;

     Os apóstolos trazem transformação à mente e ao coração das pessoas;

     Os apóstolos são chamados para equipar e treinar os crentes para a obra do ministério;

     Os apóstolos são chamados para encabeçar a guerra contra o inimigo e para tomar a cidade;

     Os apóstolos recebem os ministérios do Reino e os revelam à Igreja;

     Os apóstolos proclamam o Reino com manifestação de poder e com obras.

PROFÉTICA

     O possuidor desse dom é poderosamente motivado por Deus a ser sua porta voz para suprir necessidades espirituais de indivíduos ou grupos, dentro ou fora da Igreja, tomando como alvos a injustiça praticada contra Deus, contra o próximo, e o indivíduo que não faz ou não conhece a vontade de Deus. Quer tomar a iniciativa de confrontar indivíduos ou grupos com a verdade de Deus no contexto da situação, e tende a fazer isto diretamente e com dureza.

     A área profética está ligada diretamente ao apóstolo da igreja e à intercessão, não existe profeta sem intercessão ou intercessão sem ação profética. Esta ligação produz os olhos de águia da ação do corpo de Cristo, local e as demais afiliadas, na área de discernimento espiritual, ação de guerra espiritual, milagres, curas e estratégias correspondentes, sempre em relação do bom andamento do corpo de Cristo.

     As características do ministério profético na Igreja é identificar-se com os problemas das pessoas de maneira sobrenatural, pois de formas raras ela sabe interpretar para o povo o verdadeiro sentir do Espírito Santo. O profeta também é uma pessoa que tem um ouvido afiado para ouvir a Deus e uma boca disposta para falar ao povo. Muitas vezes não sabe o que vai falar, e um texto das escrituras se ilumina para ele e lhe fornece uma idéia da qual parte consequentemente, ele se move na habilidade de Deus. O profeta é uma pessoa que vê o invisível. Ele conhece bem a palavra de Deus e por isso ele tem uma dimensão muito grande do passado, presente e do futuro. Sabendo colocar cada ato e manifestação de Deus no seu lugar correspondente na história. É essa visão especial de Deus que traz direcionamento para a Igreja. Ele é um ministério que tem como característica incentivar, “colocar fogo”, desejo no coração dos irmãos e deixar a reunião mais fervente.

     Freqüentemente ele profetiza positivamente levando a Igreja a tomar uma posição de fé, de doutrina e batalha espiritual. Não só profetiza à Igreja, mas também uma palavra para o mundo, cidade e país. O profeta é uma pessoa que tem experimentado a obra da cruz de forma prática e consistente em sua vida. Ele está sempre morrendo para si mesmo, já que nunca visa o seu próprio interesse. Ele fala e pratica. Age e se despoja! Ele sofre e paga muito alto o preço do seu chamado. Geralmente é bem entendido. O profeta é alguém tão severamente tratado por Deus que seu foco é Deus e o povo. Consequentemente, ele luta intensamente contra o orgulho, não defende sua posição e por vezes é desprezado pela própria família.

EVANGELISTA

     No grego significa “Evangelium”, boas novas, em sua forma verbal (evangelizo) é: proclamar ou anunciar. A idéia mais exata seria: alegre, jubilosa, proclamação do amor redentor de Cristo. Tem o dom de evangelismo à pessoa capacitada pelo Espírito Santo para pregar salvação de Cristo e ajudar o não convertido a chegar a Jesus.

     O dom de evangelista é a capacidade especial que Deus dá a certos membros do corpo de Cristo para que compartilhem do evangelho com os incrédulos, de tal modo que homens e mulheres venham a tornarem-se discípulos e membros responsáveis do corpo de Cristo.

     A característica encontrada no possuidor deste dom é: enfrentar o mundo da mesma forma como Cristo o fez! Tendo uma posição pelos que estão acorrentados pelo pecado. Estar disposto a tornar-se “tudo para todos, a fim de poder, de algum modo, salvar alguns” (I Cor. 9:22). E também compartilha o Evangelho com o não crente de maneira atrativa e compreensível, persuadindo-o a aceitar a mensagem, a receber Jesus como seu único Senhor e Salvador e a comprometer-se seriamente com Ele. Têm também uma espontânea alegria, o compartilhar das boas novas em Cristo com as pessoas ao seu redor, no serviço, no ônibus, na vizinhança, na escola, etc., de maneira convincente: Nunca o faze por obrigação, mas sim, em dever e comprometimento a Cristo. Vale destacar que a grande satisfação do evangelista é nas oportunidades que encontra em comunicar a mensagem de salvação; o discernimento apurado em notar que um indivíduo está prestes a se entregar finalmente a Cristo e está sempre disposto à fazer visitas de evangelização.

PASTOR

     O possuidor deste dom é convincente das necessidades espirituais dos crentes, novos ou antigos, é poderosamente motivado a supri-los, normalmente àqueles sem amparo e proteção espiritual adequados. Quer tomar a iniciativa de inseri-los no corpo de Cristo e/ou mantê-los efetivamente ligados aos demais irmãos e a cabeça do corpo de Cristo. Quer assumir a responsabilidade de tratar individual e coletivamente, de suas necessidades espirituais, acompanhando-os no seu amadurecimento espiritual. A função do dom é cuidar do rebanho, proteger, vigiar, manter as ovelhas no redil, alimentar, defender, curar a enfermidade e buscar a desgarrada (Ez. 34; Jo. 21:15-17; Jer. 23).

     O exemplo máximo é Jesus (I Ped. 2:25; Heb. 13:20; Jo. 10;); Ele é chamado “O Príncipe” dos pastores. Este ministério tem que ser visto no corpo de Cristo, pois opera na conservação dos frutos e deve ser organizado para o cuidado de toda a Igreja, no aconselhamento, visitação, cura física, espiritual e interior, ajuda e restauração para todas as idades.

     Este dom tem como característica, assumir uma responsabilidade pessoal a médio ou em longo prazo, para o bem estar espiritual de um grupo; sente muita satisfação em relacionar-se com um ou mais novos convertidos, discipulando-os para ajudá-los a crescer na fé e a praticá-la; está sempre disposto a cuidar dos crentes novatos e preocupar-se com o entrosamento das novas ovelhas no corpo de Cristo; e também não procura engrandecimento pessoal, mas esforçar-se para que a ovelha cresça espiritualmente e também se mantém disposto a animar, incentivar e corrigir as ovelhas, quando houver uma necessidade e sempre em concordância com a direção geral da Igreja. O pastor corre o risco de não ser bem aceito no momento pela ovelha, mas isso não pode ser barreira para a correção no amor.

MESTRE

     A palavra mestre procede de “didaskalós”. Originado deste termo grego temos palavras na língua portuguesa como didática e didaqué. O dom de ensinar, ou de mestre, envolve toda uma didática, uma arte em transmitir uma idéia, em expor um assunto.

     Os mestres compõem o ministério de ensino no corpo de Cristo, pois são os Rabis ou Aios, como o que instrui, ensinando, os mestre da lei (Luc. 2: 42-46). Mestres como dom espiritual fica em (Rom. 12; I Cor. 12:12; Ef. 4), é muito importante, o seu serviço na Igreja de forma constante, desde as criança até aos idosos; produz maturidade e crescimento nos membros e preserva a sã doutrina. Seu uso correto é vital para educar e reeducar os crentes em todos os aspectos esquecidos da instrução bíblica.

     A renovação ou revitalização que a Igreja necessita hoje é espiritual, porém também deve ser escritural, fundamentada somente na Bíblia. Temos aprendido que não se trata de transferir ao aluno, ou discípulo um mero conhecimento mental, uma ciência aprendida em um seminário, cheia de argumentações racionalistas ou de diferentes métodos, sem que haja o exercício espiritual deste precioso dom em conduzir o aluno/discípulo a uma vida mais íntima com Deus e que venha produzir mudanças práticas e comprovadas.

 

 

Versículo do Dia

Jó 32:22

"Porque não sei usar de lisonjas; em breve me levaria o meu Criador. "



by Estudo Bíblico

Família do Reino de Deus

192 - ANDANDO NA VERDADE

     Creio que em nossos dias a nossa maior alegria é saber que nossos irmãos e filhos na fé andam na verdade. Os dias são maus diz a Palavra...

7 - NÃO DESISTA

      Quando tudo não der mais certo e você já tentou todas as alternativas, não te desespere. Deus proverá uma solução. Ele é um Deus fiel e te guardará...

235 - CASA QUEIMADA

     Um certo homem saiu em uma viagem de avião. Era um homem temente a Deus, e sabia que Deus o protegeria. Durante a viagem, quando sobrevoavam o mar...

103 - O PREÇO DO AMOR...

     Uma tarde, um menino aproximou-se de sua mãe, que preparava o jantar, e entregou-lhe uma folha de papel com algo escrito. Depois que ela secou as mãos e...

149 - NADA NA VIDA ACONTECE EM VÃO

 Jesus está sempre pronto a te ajudar. Peça com sinceridade e fé. Ele já mais te abandonará!!! Em momentos de dificuldade, é com Ele, que você poderá contar.      Se um...