Bem-vindos à Igreja Evangélica Comunidade Encontros com Jesus

94 - DEMÔNIOS NA BICICLETA?

     Esse relato foi encaminhado pelo Pastor Silas Quirino para estar no site. É um relato verídico. Pode ser que sirva de ajuda para muitas famílias.

     Era dia 13 de fevereiro e estávamos muito felizes por podemos como família andarmos juntos de bicicleta. Ana (não é o nome verdadeiro) terminara de completar mais um ano de vida no dia 12, eu sai pela cidade para escolher um presente. Temos dois filhos. Um deles foi comigo uns dias antes e selecionamos uma linda bicicleta na loja. Uma bicicleta rosa com uma bela cestinha para que Ana carregasse algumas coisas quando a usasse. Na realidade tínhamos três bicicletas. Por morarmos no centro da cidade, que tem ruas planas, consideramos que convinha adquirir mais uma para que a família pudesse dar uns passeios. Lá estávamos no dia doze de fevereiro de 2009, agradecendo ao Senhor por Ana completar mais um ano cheia da graça de Deus. Eu, Rui (nome não verdadeiro), fui até a loja e encaminhei a bicicleta para ser lubrificada, e, pela primeira vez, subi dois andares com ela nos braços para fazer a grande surpresa para Ana. As crianças ficaram felizes porque estávamos presenteando a mamãe Ana. Foi um dia de muita alegria no Senhor Jesus. Fomos dormir gratos ao Senhor pelo dia doze de fevereiro. Era uma quinta feira. No dia seguinte acordamos. Eu, como sempre, fui fazer o café e Ruyzinho (nome não verdadeiro), o meu mais novo, saiu correndo do seu quarto para o quarto ao lado que era o nosso. Ana perguntou: O que foi Ruyzinho? Ele disse: Mãe, eu vi doze meninas correndo da sala para o quarto e por isso eu vim para cá. Ruyzinho tem seis anos de idade. Ana imaginou que ele estivesse sonhando e o levou a deitar em nossa cama e dormir mais um pouco. Depois de uma hora que o menino estava em nossa cama ele começou novamente a ver estas meninas. Ele dizia: Elas estão correndo para cá!!!Elas estão ali, oh!!! Aonde meu filho? Ali!!! Você está vendo? Sim, estou! Quantas são? Umas 12 meninas. De que tamanho? Do tamanho do meu irmão (o irmão de 13 anos).

     Naquela hora Ana me chamou. Inicialmente eu fiquei sem saber o que fazer. Não sabia se fazia combate de libertação, de proteção ou de ataque a esses demônios. Mas eu, Ana e Carlos (nome não verdadeiro), o meu filho mais velho de 13 anos, começamos a orar. Levamos o Ruyzinho a orar se protegendo e rejeitando a ação dos demônios. Eu Iniciei a leitura da palavra. Lembro-me de ter dito que se eles vieram perturbar a nossa casa nós agora iríamos torturá-los com a palavra de Deus. Abrimos Apocalipse e começamos a ler acerca de Jesus. De repente as coisas foram ficando mais claras. Senti que deveríamos ungir a casa. Disse a Ana “agora vamos ungir esse apartamento”. Era algo intrigante, pois o Ruyzinho não assiste desenhos indevidos (Disney, Pokémon, etc).

     Procuramos resguardar-nos do máximo de objetos, roupas e coisas explicitamente consagradas aos demônios. Temos a consciência de que não podemos dar legalidades e nem abrir portas. Então iniciamos a ação de ungir o nosso local de habitação. Passamos por várias partes da casa e nos aproximamos da bicicleta. Ana e eu nos arrepiamos. Com a mão cheia de azeite eu disse olhando para ela: É AQUI!!! Está aqui a legalidade.

     Esta bicicleta, comprada em uma loja com adesivo de marca conhecida no mercado nacional de alguma maneira foi consagrada, e, essas meninas, são demônios que vieram nela. Disse a Ana: “vamos remover esses adesivos e fazer a limpeza espiritual dessa bicicleta”. Essa foi uma longa manhã em nossa casa. Uma manhã de combate. Nós quatro, estávamos ali, agora, consagrando ao Senhor Jesus a bicicleta, quebrando toda dedicação dela aos demônios e rompendo toda reivindicação deles naquele dia (uma sexta feira treze que muitos querem usar para fins malignos, mesmo sendo um dia criado pelo Senhor e para o Senhor).Quando pensávamos que já estava tudo na paz, após meia hora Ruyzinho novamente começou a se incomodar e chorar. Ele disse que agora não estava vendo, mas sentindo a presença (espiritual) daqueles demônios (meninas). E dizia: "Eu sinto que elas estão por aqui de novo. Imediatamente, Ana, com toda indignação/ousadia espiritual tomou a iniciativa. Ela disse: "Ruyzinho, agora é hora de você ordenar a esses demônios que saiam de nossa casa. Será você!!! Diga-lhes para saírem. Coloque-se em pé e abra a porta. Diga!!! Diga!!! Agora!!! Agora, Ruyzinho!!!”. Ruyzinho com apenas seis anos de idade levantou-se abriu a porta e conduzido por Ana começou a ordenar Saiam!!! Saiam!!! Em nome de Jesus!!! Ele levantou o braço apontou o dedo para fora da casa e ordenava: “Saiam!!! Em nome de Jesus!!!”. Ana disse: “Agora Ruyzinho feche a porta”. Ele imediatamente da mesma maneira que abriu fechou a porta e não mais se sentiu incomodado. Os demônios da bicicleta foram embora. Percebi, após avaliação, que Deus abriu os olhos espirituais dele e lhe deu autoridade para ordenar a saída daqueles demônios. Foi um grande aprendizado para nós como família. Aprendemos que precisamos dedicar ao Senhor Jesus tudo o que compramos ou ganhamos mesmo que não possua nenhuma evidência de dedicação aos demônios. Precisamos proteger espiritualmente os nossos filhos e ensinar-lhes a exercerem autoridade espiritual conforme descrição do Salmo 8:2. Que esse testemunho sirva para te ajudar como família e acrescente algo em sua vida.

     Extraído do site www.apostolicoprofetico.com.br

 

Versículo do Dia

Sl 106:33

"Porque irritaram o seu espírito, de modo que falou imprudentemente com seus lábios. "



by Estudo Bíblico

Família do Reino de Deus

52 - A LIÇÃO DA BORBOLETA

     “Um dia, uma pequena abertura apareceu num casulo; um homem sentou e observou a borboleta por várias horas, conforme ela se esforçava para fazer com que seu corpo...

55 - O FILHO

     Um homem muito rico e seu filho tinham grande paixão pelas artes. Tinham de tudo em sua coleção, desde Picasso até Rafael. Muito unidos, se sentavam juntos para...

9 - UM NOVO CORAÇÃO

      Se um órgão em nosso corpo necessita de saúde e de ser eficiente, este deve ser o coração.      O coração é o órgão que efetua o maior...

118 - ASPECTOS DO SOFRIMENTO

     Era um dia quente de verão naquela cidade do interior do sul do Brasil. Mas apesar do calor a vida deveria seguir seu curso, normalmente. O jovem trabalhador...

106 - ENVELHEÇO

     Envelheço quando me fecho para as novas idéias e me torno radical.      Envelheço quando o novo me assusta. E minha mente insiste em não aceitar.      Envelheço...