Bem-vindos à Igreja Evangélica Comunidade Encontros com Jesus

149 - EU UM INTERCESSOR PELA CIDADE

Ao seu redor havia serafins; cada um tinha seis asas; com duas cobria o rosto, e com duas cobria os pés e com duas voava. (Isaías 6:2)

     Nossa súplica e clamor é que o Deus vivo, todo poderoso, cheio de graça e misericórdia, avive todo o Corpo de Cristo na cidade e remova o terrivel cativeiro espiritual que está sobre a cidade e sobre toda a região, de tal maneira que o nosso Deus possa abrir as portas para que o mesmo ocorra em todas as cidades.

     Por isso, estamos suplicando ao Senhor e buscando ovelhas e discípulos de Jesus Cristo, em todas as cidades, para orar interceder e suplicar ao Pai; posto que, a luz dos fatos que já conhecemos, este haverá de ser o maior confronto espiritual específico da historia de nossa cidade (a caminhada profética de oração e intercessão e conquista).

     O irmão/ irmã gostaria de oferecer-se ao Senhor para participar diretamente desta causa dEle? Por favor, ORE e peça-O que lhe revele o seu propósito para esta caminhada intercessória, e se ele deseja ter você intercedendo por esta obra, nesta ora; e faça com ele uma aliança de intercessão por Itaperuna e por cada Igreja na cidade e a região.

     Quais são os principais Motivos de oração clamor e guerra espiritual? (EF 6:18 (10-20) Jd 20; Rm 8:26,27; Tg. 5:15-18; Cl. 4:2-4; I Ts 5:17; Lc 18:1-8; 11:5-13; Mc. 11:22-26; Ap. 12:9-12).

     Por intercessores:

1- Que o Espírito Santo toque e levante intercessores em toda a cidade com a visão dele, para orar e suplicar por este levante especificamente e pelo avivamento da Igreja e unidade em toda a cidade e região.

2- Pelo preparo e Salvação das pessoas da cidade e região.

     1-Para que Deus destrua toda obra satânica que pretende criar obstáculos;

     2-Que neste tempo, o Espírito Santo traga uma profunda consciência do pecado a todos habitantes das Igrejas (João 16:7,8);

     3-Suplique ao Senhor que o Espírito Santo comece a inquietar e chamar pessoas e ao arrependimento;

     4-Suplique que haja abundante manifestação da presença e da glória, poder e graça de Deus sobre a cidade e que ele salve e liberte pessoas (Gn 18:14; Lc 1:37; João 11:39,40), e que além disso Deus seja grandemente agradecidos com sinais e prodígios extraordinário (Atos 19: 10, 11; 5:14-16; 4:29-31; 8:6-8);

     5-Em oração e suplica, com o entendimento bíblico espiritual devido, busque confessar e pedir perdão ao Senhor pelos pecados da cidade no passado e no presente (Cr 7:14; Dn 9:3-8; Ne 1:4-6; Ed 9:7, 8, etc);

     6- Suplique que o todo-poderoso, em sua sabedoria, misericórdia, graça e poder toque direta e intensamente:

          A) No governo da cidade-prefeito e secretários, especificamente, juntamente com suas esposas;

          B) Nos vereadores e esposas; 

     C) Nos juízes, comandantes militares, delegados de policia e todas as autoridades;

          D) Nos empresários e todos da cidade;

     Humanamente, essas são as pessoas que governam e controlam a cidade, e se elas forem salvas, libertas e abençoadas, a nossa cidade será grandemente transformada, e as promessas de Isaias 62 se cumprirão em todas as dimensões. (I Tm 2:1-3).

     7- Em oração, busque orientação para confrontar, repreender, atar e ordenar a retirada dos governadores e príncipes das trevas do território da nossa cidade e região (Ef 6:12; Mt 12:28, 29; Lc 11:19-22);

     8- Rogue que o Senhor neutralize todas as pessoas que o diabo tentar levantar para afetar, impedir e ou neutralizar os intercessores;

     9- Suplicar ao Senhor pelas dezenas de adolescentes envolvidos nas drogas e vícios, levando-os a morte prematura, manchando assim de sangue a nossa terra.

ALIANÇA INTERCESSÓRIA EVANGÉLICA

     Muitos de nós ouvimos falar da importância da oração, de grupos de oração, células de oração, para o crescimento da Igreja ou transformação da cidade, mas o que temos visto e a grande dificuldade em manter um programa de oração.

     Aquilo que se diz e que se crê teoricamente, de que a reunião de oração é a reunião mais importante para a Igreja na realidade se transformou em algo monótono e uma das tarefas mais difíceis de realizar com meia dúzia de teimosos.

     Bounds diz que a oração é a batalha propriamente dita.

     João Wesley diz que Deus nada faz a não ser responder oração.

     Watchm Nee diz que os céus esperam pela ordem da terra. As orações de acordo com a vontade de Deus originam-se em Deus, mas são reveladas pelo Espírito Santo e voltam a Deus quando oramos.

     Quando a Igreja começa a orar algo acontece nas regiões celestiais. E satanás em ao saber que o povo está sendo mobilizado a orar, porque sabe que se os cristãos seguidores de Jesus começar a orar, sofrerá grandes perdas e sua ação, bem como dos seus demônios, serão atacados. Naturalmente ele fará tudo para impedir a oração do povo de Deus.

     Um pastor programou quatro semanas de oração interrupta (relógio de oração de 24h) na sua Igreja como preparativo de um seminário de batalha espiritual. E os resultados foram os fechamentos de vários centros espíritas; e a cidade estava diferente. Outra Igreja, quando adotou o sistema e orar 24 horas através do relógio de oração, por todo o mês de Janeiro constatou que naquele mês, o índice de criminalidade, violência, furto, normalmente alto, nesta época do ano, havia mudado.

     Deus tem imenso prazer em fazer de cada um de nós seus companheiros de obra. E uma das maneiras mais eficazes de fazê-lo, é através da oração. Deus faz questão de dar oportunidade ao homem, Deus opera não apenas para fazer o homem livre do jugo do pecado, mas para fazê-lo Seu "cooperador", aquele que participa intensamente na obra do Senhor.

     Na realidade, a oração é um meio e se conhece o coração de Deus, a Sua vontade. E um meio para conhecer as estratégias, meios e maneira para realizar a obra de Deus. Por isto quem ora começa ver Deus agindo, quem não ora tem de fazer as coisas sozinhas, sem Deus, sem a Sua inspiração, Sua orientação e Sua unção.

Conquista Da Cidade E A Oração

     Quando estamos empenhados em conquistar a cidade, como Igreja de Jesus Cristo, a oração tem o seu papel fundamental, sem a qual a tarefa será muito difícil. Se quisermos conquistar a cidade, devemos a fazer juntamente com o Senhor, do contrario apenas nos cansaremos.

     O supremo conquistador da cidade é Jesus Cristo. Afinal, a Igreja está sendo chamada para trazer homens e mulheres para Ele, mas o Evangelista dos evangelistas e o próprio Jesus Cristo, que ainda opera através do Espírito Santo. E a oração é o meio de preparar o caminho para a ação do Espírito Santo. Podemos ver em Atos 2 que o Espírito Santo veio em Pentecostes precedido por dez dias de oração incessante por mais de uma centena de discípulos que perseveravam unanimemente no Cenáculo.

     E, depois da descida do Espírito Santo, Dr. Lucas continua relatando que estes foram continuamente cheios do Espírito Santo, à medida que oravam e buscam a presença de Deus em nome de Jesus. E a Igreja, a comunidade dos discípulos era acrescida no seu número, quase que diariamente por novos entusiastas seguidores do Caminho. O crescimento numérico e qualitativo estava relacionado com o tempo de intercessão e oração, na Igreja primitiva.

     Jesus como Conquistador da cidade saía de cidade em cidade pregando o Evangelho. Acima de tudo, Jesus era homem de oração e inspirou e moldou a vida de oração dos seus discípulos. Por isso, de madrugada, de tarde, de noite em vigília solitária que durava toda noite, Ele procurava a presença do Pai. Inicialmente esta atividade era uma atividade solitária, mas mais tarde, os seus discípulos iam sendo incluídos nos seus momentos de oração, transformando-se em uma célula de oração.

     Os discípulos, de tanto observar Jesus orando e investindo tempo na comunhão com o Pai, pediam “Mestre, ensina-nos a orar" (Lc. 11). Jesus ousou convidar os seus discípulos a acompanhá-lo no seu momento da maior angustia sobre a face da Terra, ainda que eles demonstrassem seus sinais da fraqueza e carnalidade. Este era o tempo de confronto com os principados e potestades.

     O Jardim de Getsêmane foi o palco onde anjos e demônios assistiram o triunfo do Filho do Homem sobre os poderes das trevas. O sangue caía em gotas, como sinal da aguda dor limite que um ser humano poderia suportar. E a crucificação que se seguiu atestou a vitória da véspera que o Filho venceu em oração: "Pai, passa este cálice, mas faça-se a tua vontade.

     As cidades eram conquistadas por Ele, não na sua plenitude, mas os seus moradores ouviram a sua mensagem de que o reino de Deus estava próximo, e que era necessário se

     Arrepender. Que Ele era o caminho, a verdade e a vida.

     Hoje, a Igreja de Jesus Cristo, investida de sua autoridade está sendo chamada para conquistar as cidades de volta, para Ele. Elas pertencem ao Senhor Jesus. 

     Mas o príncipe das trevas as tem nas mãos, porque foram dadas, como resultado do pecado. E por direito legal, o poder das trevas tem exercido domínio sobre elas. A maior glória será de devolvermos as cidades e nações ao seu legítimo dono, Jesus Cristo. E Deus chama a Igreja para desempenhar esta tarefa de conquista das cidades.

     Oração Em Unidade E Em Concordância

     A oração solitária realizada no escondido, na intimidade com o Senhor, é a oração mais importante para definir a vida do homem e da mulher, diante de Deus. Estes são momentos em que o caráter do discípulo é forjado, testado, trabalhado e confrontado com a santidade de Deus. Mas a oração em concordância com duas ou, mais pessoas é a oração do corpo de Cristo, dentro dos seus planos, ela mobiliza não apenas o Espírito Santo, mas os anjos ministradores para executar a tarefa, para a qual foram designados (At. 1 2: 8).

     A Igreja nasceu dentro de um clima de oração unida e em concordância do povo de Deus (At.2) e se forjou através das orações em unânimes (At. 4:31) e vida em comum, ouvindo a Deus e lhe obedecendo em tudo. A vida de adoração e oração em unidades dos discípulos moldava também o estilo de vida da comunidade, expressando a natureza do Evangelho na sociedade onde estavam inseridos: a graça de Deus transbordava e eles podiam ter o luxo de ter tudo em comum não permitindo que alguém passasse necessidade.

     Wesley D. Duewel diz que: A oração unida é a expressão mais poderosa da unidade cristã, e concordar na oração é a forma mais especifica de oração unida. É a atividade coroadora do grupo ou célula de oração. Ela não subsiste a oração pessoal, mas ela se fortalece nela.

     Quando Jesus Cristo quis compartilhar a verdade da oração em concordância, Ele começa a dizer com toda solenidade, "eu quero lhe contar a verdade” e acrescentou, "... tudo o que ligares na terra, terá sido ligado no céu e tudo que desligares na terra, terá sido desligado no céu". (Mt. 19:19) Mostrando assim o tremendo poder que a Igreja tem em atar, desatar, ligar, desligar situações e problemas.

     E Jesus deu continuidade a ideia para acrescentar mais aspecto, daquela verdade e repetir solenemente: "Em verdade também vos digo que, se dois dentre vós, sobre a terra, concordarem a respeito de qualquer cousa, que porventura pedirem ser-lhe-á concedido por meu Pai que está nos céus." (Mt. 19:19).

     Com estes dois versículos, Jesus está afirmando que: Estes princípios são tremendamente verdadeiros e importantíssimos; - Eles se referem às questões e atividades práticas das coisas do reino de Deus que acontece na terra; - Eles são para os que creem como parte do corpo de Cristo, a Igreja; - Eles são vivenciados através das orações; - Eles são concretizados através das orações unidas; - Eles requerem total unidade, harmonia e concordância do povo de Deus; - As atividades que vivenciam estes princípios têm a garantia da presença de Jesus.

     Assim o Senhor confirmou aos seus discípulos quanta força, poder e autoridade estavam reservados para o uso da Igreja através das orações em unidade e concordância.

     Além do mais, na oração unida existe o poder cumulativo de forças espirituais.

     Duas pessoas orando duplica a força, mas a multiplica duas vezes mais, disse Spurgeon. E, se isto é verdade, o que poderia acontecer quando dezenas, centenas e milhares começarem a orar em concordância unanimemente pela transformação de uma cidade, a conquista das nações? 

     Não é por acaso que a Coréia do Sul tem as maiores Igrejas locais do mundo: maior Igreja Presbiteriana, maior Igreja Assembléia de Deus, maior Igreja Metodista. O povo coreano aprendeu a orar. As reuniões de oração diária, de madrugada e vigílias são uma realidade naquele país.

     Mas o início da história das Igrejas coreanas ou de outros países que apresentam um crescimento vertiginoso, em número e qualidade, foi algo simples e humilde. A iniciativa de um pequeno número de pessoas que tiveram a visão da oração e intercessão.

     A história da Igreja de Jesus Cristo no mundo inteiro é testemunha de grupos de intercessão, que começaram com apenas duas pessoas orando e perseverando durante um bom tempo na presença de Deus e tornaram-se catalisadoras de centenas e milhares de intercessores.

     O que È Um Movimento De Oração Em Unidade Na Cidade E Como Ele Começa?

     A obra de Deus em reunir Seu povo em uma cidade para oração comunitária não é um apelo no sentido de negar as diferenças denominacionais, étnicas ou sociológicas, nem é a multiplicação de eventos eclesiásticos que esgotam a energia da Igreja local. Pelo contrario, é um chamado, é um chamado para fazer avançar a causa de Cristo em nossas cidades. É uma oração em conjunto para um maior desenvolvimento da pessoa de Cristo em nossas Igrejas e uma manifestação maior do Reino de Deus em nossa cidade. E o moldar de vidas a semelhança de Cristo e o progresso da Igreja no mundo.Os movimentos de oração expressaram várias características comuns em todo o mundo. Eles geralmente:

     Mostram Unidade - (João 17:21) é visivelmente demonstrado, testemunhado ao mundo que Deus enviou Seu Filho.

     Celebram a diversidade - Existe uma confirmação da beleza latente, á medida que vários pontos positivos, dons, tradições, ministérios, etc. da Igreja se une em intercessão conjunta.

     Adoração - O corpo de Cristo reconhece um grande motivo de celebração e júbilo no caráter de Deus e em Suas obras de misericórdia para com os homens. Mesmo ainda em intercessão, Deus é louvado por aquelas vitórias já obtido e pelas que virão.

     Mantém a esperança - Conforme as Escrituras ensinam sobre os atributos de Deus e sobre o que Ele deseja para o Seu povo, as pessoas que oram juntas creem e se agarram firmemente a uma esperança sólida do que Deus pretende fazer em suas cidades e no mundo.

     Reconhecem a necessidade de arrependimento - Os movimentos de oração crescem a medida que os participantes reconhecem que existem relações diretas entre as causas espirituais e as realidades físicas. Orações de confissão são oferecidas quando a Igreja aceita uma parte significativa da responsabilidade pelos problemas em nossas cidades e no mundo; e quando assumimos como povo de Deus, um fardo corporativo para futuras mudanças.

     São movidos por uma inquietação santa que não está disposta a manter o status que existe uma insatisfação com a maneira como as coisas se apresenta e um desejo forte de perseverar até que elas se transformem como Deus quer que fiquem.

     Foco no Reino - Os movimentos de oração manter-se centralizados nos interesses primordiais do reino de Deus. Questões vitais para os crentes, sem levar em conta a denominação ou a afiliação institucional.

     São comprometidos com uma missão. Embora a oração seja a obra em si mesma, ela é oferecida pela obra da causa global de Cristo.

     São contextualizados. Eles tratam genuinamente das necessidades específicas em suas cidades.

     Constroem redes - Os movimentos de oração unem os lideres de várias esferas na Igreja de uma cidade.

     Demonstram serviço - Um movimento em unidade numa cidade não compete com as Igrejas locais. Não tenta também dominá-las. Pelo contrario, ele busca servir todo o Corpo de Cristo de modo a refletir a pessoa de Jesus.

     Atendem a voz de Deus - O planejamento sensível permite tempo para ouvir assim como para interceder. 

     São guiados por pessoas chamadas por Deus - Quase todos os movimentos de oração são inicialmente impulsionados por pessoas ou por alguém que sente uma aprofunda responsabilidade em relação à sua cidade e reconhece que a tarefa não pode ser realizada por um único individuo.

     São deliberados e estratégicos - Reconhecem a soberania de Deus para guiar conforme a Sua vontade. Aqueles que lideram os movimentos agem de maneira a tornar a participação confortável e significativa.

     São mensuráveis - Os líderes do movimento estão dispostos a recuar, medir o progresso, avaliar a eficácia, e fazer os ajustes necessários.

     Movem-se para frente - Isto é, o movimento de oração não é um evento, nem uma série de eventos. É um processo que desenvolve e estimula a oração em cada aspecto da vida cristã.

     Desse modo, quase sem exceção, os movimentos de oração comunitários começam com um pequeno grupo de pessoas dentro de uma determinada área geográfica que compartilha uma visão comum para essa área, mesmo que seja apenas uma ou duas pessoas que se inflamem com um sentimento de urgência.

UNIDADE DOS CRENTES

     A nossa unidade em Cristo, sendo Ele o cabeça de todo o Corpo. (Rm. 12:5; I Cor.10:17; Gal.3:28; Ef.4:13).

     O exercício da comunhão dos santos, ou seja, entre todos os salvos por Jesus Cristo. (I Cor.1:10, II Cor.13:11; Ef. 4:3; Fil.1:27; I Ped.3:8). 

     Vivência do amor fraternal entre os salvos. Ex.: Atos 1:14, 2:1, 4:32, 5:12.

     Ver os atritos esquecidos - Isaías 11:13.

     Harmonia entre os lideres - Isaías 52:8.

     Contrição, une os crentes - Jeremias 3:18. 

     Jesus orou pela unidade da Igreja - João 17:21.

     Todas as causas de intrigas removidas em Cristo - Efésios 2:14.

     A unidade para com a batalha, contra o pecado - Juízes 20:11.

          Oração, a chave da unidade da Igreja de Cristo no mundo.

     Que a graça e a paz estejam com todos. Amém.

     Pr. Dalton Ramos

 

Versículo do Dia

Mt 27:49

"Os outros, porém, diziam: Deixa, vejamos se Elias vem livrá-lo. "



by Estudo Bíblico

Família do Reino de Deus

105 - PIPOCAS DA VIDA...

     Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre. Assim acontece com a gente. As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo. Quem...

63 - A BÍBLIA

     Há muitos anos, existiu um homem muito rico que no dia do seu aniversário convocou a criadagem a sua sala para receberem presentes. Colocou-os a sua frente na...

34 - O RELATO DA VIDA QUE SE SEGUE, É O TESTEMUNHO PESSOAL DE UM MÉDICO JUDEU

     “ Trabalhei como cirurgião do exército dos Estados Unidos durante a Guerra Civil. Após a batalha em Gettysburg chegaram ao hospital vários soldados feridos, entre eles Charlie Coulson...

26 - MENSAGEM

     Todas as vezes que o diabo disse a alguém: “É o fim”, ali, na verdade, era o começo dos melhores dias, das maiores vitórias, dos melhores momentos. O...

143 - CASAL CRISTÃO É CONDENADO A 25 ANOS DE PRISÃO

      Nesta terça-feira, 2 de março, um tribunal paquistanês condenou um casal cristão a 25 anos de prisão por sujar o Alcorão.      De acordo com o Centro de ajuda...