Bem-vindos à Igreja Evangélica Comunidade Encontros com Jesus

63 - ADORADORES E ADORAÇÃO I

(Indicações proféticas para avaliação pessoal)

Leia e escute o Espírito Santo nas três porções bíblicas:

     1ª) “... Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje, e eternamente. Não vos deixeis levar em redor por doutrinas várias e estranhas, porque bom é que o coração se fortifique com graça e não com manjares, que de nada aproveitaram aos que a eles se entregaram. Temos um altar de que não têm direito de comer os que servem ao tabernáculo. Porque os corpos dos animais cujo sangue é, pelo pecado, trazidos pelo sumo sacerdotes para o Santuário, são queimados fora do arraial. E, por isso, também Jesus, para santificar o povo pelo seu próprio sangue, padeceu fora da porta. Saiamos, pois, a ele fora do arraial, levando o seu vitupério. Porque não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a futura. Portanto, ofereçamos sempre, por ele, a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome...” (Hb.13:8-15)

     2ª) “... Sede pois imitadores de Deus, como filhos amados; e andai em amor, como também Cristo vos amou e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave. Mas a prostituição e toda impureza ou avareza nem ainda se nomeiem entre vós, como convém a santos; nem torpezas, nem parvoíces, nem chocarrices, que não convém; mas, antes, ações de graças. Porque bem sabeis isto: que nenhum fornicador, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem herança no Reino de Cristo e de Deus. Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por essas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. Portanto, não sejais seus companheiros. Porque, noutro tempo, éreis trevas, mas agora, sois luz do Senhor; andai como filhos da luz (porque o fruto do Espírito está em toda bondade, e justiça, e verdade), aprovando o que é agradável ao Senhor. E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas, antes, condenai-as. Porque o que eles fazem em oculto, até dizê-lo é torpe. Mas todas essas coisas se manifestam, sendo condenadas pela luz, porque a luz tudo manifesta. Pelo que diz: Desperta, ó tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá. Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, remindo o tempo, porquanto os dias são maus. Pelo que não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor. E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito, falando entre vós com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração, dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, sujeitando-vos uns aos outros no temor de Deus.”

     3ª) “... Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em Espírito e em verdade, porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em Espírito e em verdade...” (Jo. 4:23,24)

     O último assunto do aprendizado e da experiência da Igreja na terra antes da volta de Jesus, e a essência da ocupação da Igreja neste tempo, é a ADORAÇÃO; não um aprendizado técnico ou intelectual, mas uma experiência ESPIRITUAL, o mais elevado conhecimento que se pode ter I Co. 2:9,10. Nos dias imediatos antes da volta de Jesus, a verdadeira Igreja adorará em Espírito e em verdade em um nível superior a todas as gerações anteriores.

     À medida que a volta de Jesus for se aproximando, é através da adoração verdadeira que os filhos de Deus se manifestarão cada vez mais, e não por outros meios. Neste tempo e contexto, a cada dia amanhecemos “maiores” no conhecimento de Deus e na adoração a Ele; uma adoração, junto a um conhecimento vivo, não religioso, conhecimento que gera: Relacionamento › Comunhão › Amor › Obediência › Submissão › Alegria › Encantamento com Ele... Aleluia!!!

     O Pai procura adoradores. Portanto, a verdadeira adoração é um relacionamento de filhos com Deus, e de filhos- servos, honrando, submetendo-se e servindo ao Deus Vivo como Senhor e Pai. Para tanto, os verdadeiros adoradores estarão sempre crescendo nas unções de Jesus - homem: unção de servo e unção de filhos de Deus, especialmente.

     A adoração é um convívio e um relacionamento estreito com Deus - Pai, Deus - Filho e Deus -Espírito Santo; não é uma atividade, ou uma reunião, ou uma obrigação, ou um ato religioso mas um relacionamento que Deus procura: ELE PROCURA ADORADORES...

     A adoração verdadeira é um prazer em Deus; uma fascinação por Deus; uma realização em Deus.

     Não há adoração/louvor a Deus sem o novo nascimento - “Aquele que não nascer de novo, não pode...” (João 3). Você tem mesmo certeza de que é nascido de novo, gerado no sangue de Cristo pelo Espírito Santo?

     Após o novo nascimento, a adoração ao Deus Vivo é uma questão de decisão; não adorá-Lo, não louvá-Lo, não oferecer-Lhe culto é uma expressão e ato de rebeldia, de desrespeito, de desprezo... (Rm.1:21-32)

     A nossa adoração será sempre proporcional ao nosso conhecimento Espiritual de Deus (Deus - Pai, Deus - Filho e Deus - Espírito Santo), não conhecimento intelectual, por isso, proporcional ao nosso amor e comunhão/convívio, respeito, encantamento com Ele.

     A verdadeira adoração somente existe em verdadeiros adoradores, e será sempre e cada vez mais uma expressão do nosso encantamento com Deus e nossa realização nEle irá crescendo à medida que a volta de Jesus for se aproximando.

     A adoração que é verdadeira, é em Espírito e se manifesta, é oferecida através de louvor, exaltação, gratidão, submissão, realização, etc, em Deus (Efésios 5:1-21)...

...e é uma oferta de honra que decorre de amor a Ele, é um presente que está sempre vivo no espírito e que se leva ao Senhor como Seu povo em ajuntamentos solenes, como congregação e a sós com Ele.

...é uma oferta, fruto de um amor tão intenso, que não há outra maneira de manifestar, e por isso é, também, uma celebração a Ele, devido à alegria nEle, por Ele ser quem É e ser o nosso Pai...

     Deus é Santo, Santo, Santo... e Ele não recebe adoração, oferta, louvor, honra...de alguém em quem habitam impurezas. Veja Salmo 24:3,4; Hebreus 10:19-23. Sem santidade ninguém verá a Deus, que é Santo, Santo, Santo... (Hebreus 12:14)

     Nesta etapa final da história na terra, as pessoas buscarão a Jesus, correrão para entregar-Lhe a vida, não através de atividades evangélico - religiosas, mas na medida que elas virem Jesus em nossas vidas e sendo o Senhor de tudo em nós, e através da adoração ao Deus Vivo e verdadeiro (I Ts. 1:8-10) que vejam em nós, através da manifestação dos filhos de Deus, na medida que os “verdadeiros” filhos de Deus forem se manifestando; e eles se manifestam, principalmente, é através da adoração ao Pai (veja Romanos 8. Note, especialmente os versos 19,14-17,21,29; Atos 2 e capítulo 16:19-34).

     À medida que a volta de Jesus vai se aproximando, se desejamos mesmo ser um em Cristo e ser manifestação do Seu Corpo, ser testemunhas dEle, continuadores do Seu ministério e manifestadores do Evangelho do Reino, e não queremos ser sufocados, engolidos pelo mundo e oprimidos pelo diabo. Necessitamos sair, ser libertos da mentalidade religiosa, de uma maneira de pensar, de sentir, de agir (etc), religiosa; temos que fugir, rejeitar, combater em nosso ser, em nosso consciente e subconsciente a mentalidade e fortaleza da religião, sair para a mentalidade, maneira de pensar, de ser, de sentir, de agir... de Corpo de Cristo. Se não conseguirmos isso, seremos “engolidos” pelo enganador, seus agentes e instrumentos (Ap. 12:9).

     Intelectualmente e doutrinariamente sabemos que a verdadeira Igreja (Mt. 16:18) é o Corpo de Cristo, mas há uma fortaleza de religião que decorre da nossa herança cultural (católico-romana), e de herança e práticas evangélicas (que também são mera religiosidade com linguagem evangélica) enraizada em nosso subconsciente, que faz com que a nossa maneira de pensar, o nosso sentir e agir ainda não corresponda ao que os filhos de Deus, gerados pelo Espírito Santo no sangue de Cristo são: Corpo de Cristo.

     Uma das manifestações do espírito do anti - Cristo, do falso Cristo no seio da Igreja é geração de membros de Igrejas que não se tornam partes do Corpo, são apenas pessoas que “assistem” cultos; para os tais a adoração consiste em “assistir” cultos em função das suas necessidades, e não conseguem ser partes de um Corpo de salvos como manifestação do Corpo de Cristo; não conseguem ser membros dos outros, veja Rm. 12:4,5.

     Dificilmente um “crente” que não consegue pensar e atuar como Corpo de Cristo, junto com seus irmãos, chegará a ser um adorador que o Pai procura: que adore em Espírito e em verdade...

     Neste tempo, quando o retorno de Jesus está se aproximando rapidamente, não poderemos prevalecer contra o inimigo, nem permanecer de pé na presença de Jesus em um mundo que vai se tornando cada vez mais demonizado, mais maligno, bem como não conseguiremos ser verdadeiros discípulos de Jesus Cristo para a missão que nos é entregue...

...se não houver rápida e profundamente em cada crente a mudança de mentalidade de Igreja -religião para Igreja - Corpo de Cristo...

     A distância e diferença entre os cultos e a “adoração” de uma Igreja (congregação), de uma pessoa crente com mentalidade de religião e uma Igreja de discípulos de Jesus Cristo com discernimento e unção de Corpo de Cristo é tão distante como o norte do sul.

     À medida que vamos nos tornando adoradores em Espírito e em verdade, a nossa maneira de pensar, sentir, agir, de ser, será cada vez mais como Corpo de Cristo juntamente com os nossos irmãos.

MENTALIDADE DE RELIGIÃO X MENTALIDADE DE CORPO DE CRISTO

     1 - “...E não vos conformeis com este mundo, mas transformais-vos pela renovação do vosso entendimento (da vossa mente), para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Pois pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós, que não saiba mais o que convém saber, mas que saiba com moderação, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um. Assim com em um só corpo temos muitos membros, mas nem todos os membros têm a mesma função. Assim nós, que somos muitos, somos um só Corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros...” (Rm. 12:2-5)

     2 - “... Ora, vós sois o Corpo de Cristo e, individualmente, membros desse Corpo...” (I Co. 12:27). Pois todos nós fomos batizados em um só Espírito, formando um só corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres; e a todos nós foi dado beber de um só Espírito.

“...Ora, o Corpo não é um só membro, mas muitos...” (I Co. 12:13,14).

     3 - Agora me regozijo no que padeço por vós, e na minha carne cumpro o resto das aflições de Cristo, pelo Seu Corpo, que é a Igreja (Cl. 1:24).

     4 - “... E (Deus) sujeitou todas as coisas debaixo dos Seus pés (de Jesus), e sobre todas as coisas O constituiu como Cabeça da Igreja, que é o Seu Corpo...” (Ef. 1:22,23)

     5 - Vocês não sabem que são santuários de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vocês? Se alguém destruir o santuário (templo, casa, habitação, morada) de Deus, Deus o destruirá; pois o santuário de Deus, que são vocês, é sagrado (I Co. 3:16,17).

     6 - “Para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.”

     A ardente expectativa da criação aguarda a revelação (manifestação) dos filhos de Deus... Na esperança de que também a própria criação será libertada do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus.” (Rm. 8:18,19,21)

     7 - “...Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos de refrigério pela presença do Senhor. E envie Ele a Jesus Cristo, que já dantes vos foi pregado. Convém que o céu O contenha até os tempos de restauração de tudo, dos quais Deus falou pela boca de todos os Seus santos profetas, desde o princípio,” (Atos 3:19-21)

     À medida que o dia da volta de Jesus for se aproximando (ninguém sabe qual o dia, Mateus 24:36, mas a cada dia está mais próxima), os verdadeiros filhos de Deus irão se manifestando e sendo reconhecidos e identificados cada vez mais; e tal será, que todas as pessoas saberão distinguir os que são meramente “evangélicos” ou “cristãos” dos legítimos filhos de Deus. A revelação de Efésios 5:9,10 se cumprirá literalmente, e já está em processo:

“...Pois outrora éreis trevas mas agora sois luz no Senhor. Andai como filhos da luz; pois o fruto da luz consiste em toda a bondade, e justiça e verdade, descobrindo o que é agradável ao senhor...”

“...Mas vem a hora, e já chegou em que os verdadeiros adoradores adorarão ao Pai em Espírito e em verdade...”, revela Jesus em João 4:23. Estes verdadeiros adoradores são primeiramente verdadeiros filhos de Deus, e são estes, e somente estes, os que adoram em Espírito e em verdade.

Continue Lendo no Próximo . . . 

 

Versículo do Dia

Jo 7:52

"Responderam eles, e disseram-lhe: És tu também da Galiléia? Examina, e verás que da Galiléia nenhum profeta surgiu. "



by Estudo Bíblico

Família do Reino de Deus

71 - CICATRIZES

     Num dia caloroso de verão no sul da Florida, um garoto decidiu ir nadar no lago atrás de sua casa. Saiu correndo pela porta traseira, se jogou na...

134 - ORAÇÃO INTERCESSÓRIA PELA IGREJA PERSEGUIDA NA ÍNDIA

     Kesboram Bhagel (33) é casado com Tabitha Bhagel (31), e tem três filhos: uma menina de 12 anos e dois garotos, um de 10 e um de 7...

104 - OBSERVE A CACHOEIRA

     Perderia sua canção se fossem tiradas as pedras do seu caminho. São os obstáculos que fazem suas lágrimas prosseguirem. Nenhuma rocha, por mais resistente que seja, é capaz...

26 - MENSAGEM

     Todas as vezes que o diabo disse a alguém: “É o fim”, ali, na verdade, era o começo dos melhores dias, das maiores vitórias, dos melhores momentos. O...

197 - INCONSTÂNCIA

     Uma das mais sérias doenças do caráter é a inconstância. Inconstante é aquela pessoa que começa a fazer alguma coisa e nunca a conclui. Está sempre dando início...