Bem-vindos à Igreja Evangélica Comunidade Encontros com Jesus

ECLESIASTES 8

Eclesiastes 8:1-17 - Significado e Explicação

8:1 — A expressão idiomática “fazer brilhar o rosto” (leia a bênção levítica em Nm 6:25) traduz a imagem da pessoa estável. Por causa de sua experiência e compreensão no tocante às circunstancias do dia a dia, essa pessoa é capaz de desfrutar da vida e de ajudar os outros.

8:2,3 — Os súditos são compelidos por um juramento de fidelidade a obedecer às autoridades (Rm 13:1-5). Contudo, o comando “nem persistas em alguma coisa má” indica que, mesmo se uma ordem perversa partir de um rei, o responsável por cumpri-la deve resistir ao mal (At 5:29).

8:4,5 — “Que fazes?” Este mesmo questionamento é feito àqueles que têm a pretensão de censurar Deus (Jo 9:12; Dn 4-32). A pergunta retórica equivale a negar categoricamente o poder do rei.

8:6,7 — A expressão “o tempo e o modo” significa a época apropriada para o julgamento. Deus julgará todos; toda questão, até mesmo o julgamento, tem sua hora certa (Ec 12:14).

8:8,9 — Como a palavra “espírito” tem paralelo com o dia da morte, o termo neste contexto significa “força vital” (Ec 3:19).

8:10 — Segundo o autor, foi difícil ver que os ímpios, ao morrerem, foram acompanhados por um cortejo fúnebre da cidade ao cemitério enquanto os justos foram esquecidos.

8:11 — Se não executa logo o juízo. Há casos em que Deus adia a sentença, permitindo ao culpado viver mais.

8:12,13 — O forte contraste entre o homem que teme a Deus e o ímpio nestes versículos é uma marca registrada da literatura sapiencial hebraica (SI 1).

8:14 — Embora pareça haver injustiças gritantes neste mundo, sabemos que Deus está “alinhavando” tudo com Seus bons propósitos (Ec 3:16; 4:3; 7:15).

8:15,16 — Contrastando com a busca frenética pelo sentido de todas as coisas existe o contentamento que Deus, sábio e compassivo, concede àqueles que receberão Suas dádivas de alegria. Eis um dos principais temas de Eclesiastes. O pregador marca o final da terceira maior parte de seu livro com o refrão comer, beber e alegrar-se, atos que o ímpio (tolo) considera como as melhores coisas da vida, sem sequer pensar no Deus vivo. Mas o justo (sábio) sabe desfrutar da vida enquanto pensa em Deus e em Suas boas dádivas.

8:17 — Salomão compara a obra de Deus com a atividade que transcorre na terra. Portanto, não é surpreendente o fato de que os homens não conseguem compreender os feitos de Deus (Ec 3:11; 7:25-29; 11:5-8). O verbo traduzido do hebraico como “diga” também pode ser traduzido neste contexto como “alegue” ou “pense” (ocorre como “pense” em II Cr 13:8).

Restruturado e reformulado, para uso interno da

Igreja Evangélica Comunidade Encontros Com Jesus.

No amor em Cristo,

Pr. Dalton Ramos

Versículo do Dia

Pv 27:21

"Como o crisol é para a prata, e o forno para o ouro, assim o homem é provado pelos louvores. "



by Estudo Bíblico

Família do Reino de Deus

219 - PACIÊNCIA

     Ah! Se vendessem paciência nas farmácias e supermercados muita gente iria gastar boa parte do salário nessa mercadoria tão rara hoje em dia.      Por muito pouco a...

187 - DESAFIADO A SER DIFERENTE

     Para dar início ao plano de salvação da humanidade, Deus escolheu um povo: Israel. Aquela nação precisava se tornar diferente das outras nações da terra. Se fosse igual...

5 - O TEMPO

      Imagina que você tenha uma conta corrente e a cada manhã você acorda com um saldo de R$ 86.400,00. Só que não é permitido transferir o saldo para...

79 - O NÓ DO AFETO

      Em uma reunião de pais numa escola da periferia, a diretora ressaltava o apoio que os pais devem dar aos filhos; pedia-lhes também que se fizessem presentes...

209 - O PREÇO DA AMIZADE COM DEUS

       Depois de perder tudo que lhe era mais querido, Jó olhou para trás e ansiou pelos dias em que a amizade de Deus “... agraciava o seu lar…...