Bem-vindos à Igreja Evangélica Comunidade Encontros com Jesus

PROVÉRBIOS 23

Provérbios 23:1-35 — Significado e Explicação

23:1-3 — Boa parte do treino do cortesão era de boas maneiras para jantares e ocasiões formais. O comentário põe uma faca a tua garganta e existe por causa de duas preocupações: (1) a conduta rude devia ser evitada a todo custo, e (2) iguarias reais em excesso poderiam fazer o convidado passar mal.

23:4,5 — Estes versículos conclamam moderação no trabalho. Se por um lado os provérbios difamam a preguiça (Pv 22:13), por outro desestimulam trabalhar demais com vistas a ajuntar grandes posses.

23:6-9 — “Não comas o pão daquele que tem os olhos malignos.” Esta expressão alerta para não comer o alimento servido pelo homem egoísta.

23:10,11 — A tendência dos homens maus de todas as eras é de tirar vantagem dos indefesos. Porém, o destruidor precisa saber que a viúva e o órfão têm um Redentor, um protetor dos direitos da família — e Seu nome é Jesus Cristo.

23:12 — A palavra hebraica traduzida como “disciplina” também pode ser traduzida como orientação.

23:13-16 — O versículo 13 alerta os pais que hesitam em disciplinar os filhos e são muito permissivos a aplicarem o castigo adequado e implementar limites as crianças. De forma alguma, este provérbio faz alusão a violência. A disciplina com amor não mata a criança birrenta; mas sim, educa.

23:17,18 — O versículo 17 contrasta fortemente a inveja dos pecadores com o temor do Senhor, um assunto sempre presente nos provérbios (Pv 1:7). O versículo 18 provê a perspectiva de que todos precisamos: o sucesso atual [ou a ausência dele] não é um resultado definitivo. A expressão “um fim bom” também pode ser traduzida como “futuro glorioso” (Nm 23:10). Este futuro está reservado a todos os justos que depositam sua fé em Cristo.

23:19-23 — O beberrão e o comilão não têm autocontrole, um problema que representa um verdadeiro fardo para eles. O alcoolismo e a glutonaria são pecados, e ambos os vícios tendem a pobreza. Além das despesas causadas, tornam as pessoas improdutivas, sonolentas, desequilibradas e desprovidas de qualquer autoestima, o que é um constante sinal de pobreza.

23:24,25 — O pai alegra-se em ver seus filhos vencer na vida. Entretanto, a maior alegria dele reside em saber que seus filhos são justos e fiéis ao Senhor.

23:26-28 — Os sábios de Israel não paravam de alertar contra a prostituta e a “estranha” [“pervertida”, na NVI] (Pv 7:24-27). Advertências contra atos de desvios sexuais, como adultério e prostituição, são comuns em Provérbios.

23:29-35 — Além da famosa descrição sobre a devassidão de Isaías (Is 19:11-15), este trecho bíblico é um dos ataques mais severos a bebedeira em toda a Bíblia (Pv 23:19-21; 20:1).

Restruturado e reformulado, para uso interno da

Igreja Evangélica Comunidade Encontros Com Jesus.

No amor em Cristo,

Pr. Dalton Ramos

 

Versículo do Dia

Jr 33:25

"Assim diz o SENHOR: Se a minha aliança com o dia e com a noite não permanecer, e eu não puser as ordenanças dos céus e da terra, "



by Estudo Bíblico

Família do Reino de Deus

64 - A BÍBLIA

     Um homem foi ao barbeiro para cortar o cabelo como ele sempre fazia. Ele começou a conversar com o barbeiro sobre vários assuntos. Conversa vai, conversa vem, eles...

125 - É DEUS

     Alguma vez sentiste o desejo de fazer uma coisa agradável por alguém a quem tens carinho?      É DEUS que te fala através do Espírito Santo.      Alguma...

120 - UM SORRISO

     Um SORRISO não custa nada e rende muito.      Um SORRISO enriquece quem recebe sem empobrecer quem o dá.      Um SORRISO dura somente um instante, mas seus...

216 - FOLHAS SECAS

     Se viver fosse fácil não teríamos tantas dores e problemas espalhados em todos os cantos do planeta.      A dor visita a cada um de nós com tarefas...

183 - PARA MEDITAR

     - Olá! Como você acordou esta manhã? - Eu vi você e esperei, pensando que falaria comigo, mesmo que fossem apenas umas poucas palavras, querendo saber minha opinião...