Bem-vindos à Igreja Evangélica Comunidade Encontros com Jesus

PROVÉRBIOS 19

Provérbios 19:1-29 — Significado e Explicação

19:1 — Este provérbio apresenta a pessoa pobre sob uma luz mais favorável do que a rica (Pv 28:6). Neste caso, a vida da pessoa pobre é marcada pela sinceridade, enquanto a de sucesso obteve sua riqueza fraudando e enganando. O livro dos Provérbios não diz que saúde e riqueza são prêmios; concede esta honra à integridade (Pv 3:1-12).

19:2 — Muitos provérbios empregam a expressão não é bom. Este diz que não há nada de bom em quem não tem conhecimento. Nesta pessoa, só existe uma corrida para a destruição. Os pés dos tolos estão sempre prontos a correr para a ruína (Pv 21:5).

19:3 — Quantas vezes as pessoas se perderam em sandices autodestrutivas e depois clamaram a Yahweh para ajudá-las a sair da situação que criaram? Muitas vezes ,Deus pode ter a bondade.

19:4 — Este versículo aponta uma particularidade na relação entre a posição social e as amizades. Geralmente, as pessoas providas de boa condição financeira atraem muitos amigos, enquanto as que ocupam uma posição social baixa têm poucos amigos, pois a pobreza costuma manter a maior parte das “amizades” distantes. Vale destacar que, como um cônjuge fiel, um amigo leal não tem preço (Pv 14-20).

19:5 — A necessidade da verdade é muito importante para uma sociedade organizada. A falsidade não deve ser tolerada.

19:6 — Usar de bajulações e agrados para conseguir atenção e favores de pessoas dotadas de poder e riquezas é um costume presente desde aquela época. Assim, supostos amigos e desconhecidos aproveitam inclusive nos dias de hoje para tirar algum proveito daqueles que se encontram em condições e posições favoráveis (Pv 17:8; 18:16). Dar presentes não é intrinsecamente mau, mas quem o dá pode perfeitamente ser mau.

19:7 — A conduta daqueles que abandonam um amigo por estar na pobreza deve ser confrontada pela postura de amigos verdadeiros, destacada em textos como Provérbio 17:17 e 18:24.

19:8 — Em última análise, a expressão “achará” o bem significa encontrar o Senhor em Sua Palavra (Pv 16:20).

19:9 — Este versículo é uma ligeira variação de Provérbio 19:5; e um repúdio aos males causados pelo falso testemunho, desrespeito a um dos Dez Mandamentos (Ex 20:16; Dt 5:20) e uma ruptura do pacto de confiança entre Deus e o Seu povo.

19:10 — É ultrajante o insensato ocupar posições de destaque e viver em luxo. Esta posição deveria ser reservada ao homem que a ganha mediante à observância da lei. A expressão “não está bem” também pode ser traduzida como “não convém” (Pv 17:7).

19:11 — A paciência e o autodomínio são virtudes da sabedoria (Pv 16:32). O mesmo não se pode afirmar da impetuosidade e dos rompantes violentos. Estas características são comuns no homem tolo e imprudente.

19:12 — As descrições do bramido do leão e do orvalho sobre a erva são especialmente adequadas quando o monarca tem poder absoluto. Sua ira pode ser violenta e imprevisível como um leão, e o seu favor, agradável é restaurador como o orvalho. Um bom rei deve exortar e conceder sua graça por bons motivos.

19:13,14 — A expressão “gotejar contínuo” pode ser uma referência a uma briga constante em uma família. A mulher prudente demonstra sabedoria ou argúcia. Encontrar o cônjuge certo é uma bênção de Deus (Pv 18:22).

19:15 — Os provérbios não possuem palavras boas para se referir a preguiça, o vício do indolente (Pv 6:6,9). Os provérbios conclamam misericórdia e compaixão pelos pobres e necessitados, mas pelos indolentes, apenas desprezo (Pv 19:17; 10:4,5).

19:16 — A sabedoria e a insensatez são questões de vida ou morte, como é amplamente demonstrado pelos ensinamentos de Provérbio 1-9 (ex. Pv 1:32,33). Assim, buscar a sabedoria é, em última análise, uma atitude de quem tem genuína autoestima (Pv 19:8). Buscar a tolice é abraçar a morte.

19:17 — Fazer caridade aos pobres e necessitados é visto, neste versículo, como um empréstimo a Deus. Se você quer fazer um empréstimo a alguém, que seja a Ele. O Senhor o recompensara. A preocupação de Yahweh com os pobres está bem documentada nas Escrituras (ex. Dt 10:18,19).

19:18 — Se o pai recusar-se a aplicar disciplina, ele condena o futuro do filho (Pv 13:24).

19:19 — A raiva desmedida é uma insensatez, assim como a disciplina sem temperança. Nada muda realmente quando uma pessoa de “pavio curto” é salva de uma situação problemática. Ela precisará ser salva outras vezes.

19:20 — A sabedoria leva a um futuro glorioso. Trata-se de uma porta para a eternidade. No Novo Testamento, a ideia que corresponde a busca pela sabedoria em textos como esse e o objetivo de parecer-se com Cristo, modelar-se a Sua imagem. Em última análise, ser sábio (no sentido bíblico) é ser como Jesus.

19:21 — O sábio confia seus propósitos ao Senhor (Pv 16:3). A pessoa que não busca a vontade de Deus (como no SI 2:1-3) pode tornar-se uma verdadeira inimiga do Criador. Aquele, porém, que confiar sua vida ao Pai certamente obterá o sucesso (Pv 16:1,9).

19:22 — O pobre íntegro tem mais honra do que a pessoa de sucesso que obteve seu cargo ou situação por meio de fraudes (v. 1). A palavra “beneficência” também pode significar “beleza”. A fidelidade é bela, enquanto que a fraude desfigura o caráter (Pv 3:14; 31:18).

19:23 — Este provérbio ressalta a natureza perene da verdadeira devoção e as fartas recompensas que ela proporciona. O temor do Senhor é comparado com todos os outros prazeres (Pv 15:16,33), porque só ele conserva a inocência do cristão e proporciona satisfação a vida inteira.

19:24 — Aqui fala de alguém que é tão preguiçoso que não quer nem levar a mão a boca repetidas vezes para comer! Então ele se curva, enfiando a cabeça no prato e deixando as mãos ao lado (Pv 26:15).

19:25 — A pessoa simples [“inexperiente”, na NVI], aquela que ainda tem de estabelecer qual será o seu caminho na vida, pode aprender observando o sofrimento do escarnecedor. Este pode até não aprender nada com o próprio sofrimento, mas quem estiver pronto a aprender pode.

19:26,27 — O desejo de ter um bom filho é tema de diversos provérbios (10:1). O filho que maltrata os pais envergonha e desobedece as ordens de Deus (Pv 20:20; Ex 20:12; Dt 5:16), A justaposição do provérbio (v. 27) dirigido ao filho meu pela primeira vez desde os capítulos de 1 a 9 após falar sobre o filho tratante no versículo 26 e proposital. O filho tratante se envergonha, enquanto que o filho obediente é fiel e tem sucesso.

19:28 — Eis um provérbio que vincula o falso testemunho (Pv 19:5) aos ímpios (o homem de Belial, Pv 16:27). Esta pessoa escarnece da justiça e proclama largamente toda forma de iniquidade.

19:29 — Em vez de receitar necessariamente um castigo físico, este versículo pode estar descrevendo o fardo dos teimosos. Eles mesmos atraem o seu castigo. O versículo pode ser lido metaforicamente ou no sentido literal.

Restruturado e reformulado, para uso interno da

Igreja Evangélica Comunidade Encontros Com Jesus.

No amor em Cristo,

Pr. Dalton Ramos

 

Versículo do Dia

Ex 8:28

"Então disse Faraó: Deixar-vos-ei ir, para que sacrifiqueis ao SENHOR vosso Deus no deserto; somente que, indo, não vades longe; orai também por mim. "



by Estudo Bíblico

Família do Reino de Deus

62 - DOUTORAS...

     “Não se preocupe por não poder dar aos seus filhos o melhor de tudo... Dê a eles o seu melhor.”      Certo dia, uma mulher chamada Anne foi...

160 - O VASO NAS MÃOS DO OLEIRO

     Eu estava na roda quando quebrei.      Não foi teu descuido.      Disso eu sei. Eu que era frágil. E me descuidei.      Sorte minha, tive tua mão...

70 - AMAR É DOAR-SE

     Um jovem tinha o sonho de encontrar a mulher perfeita, a musa dos seus sonhos, bonita, inteligente, simpática. Enfim, a mulher ideal. Durante anos procurou essa mulher, nas...

59 - FUJA DA IDOLATRIA

     Entra o mês de junho e com ele uma série de festas religiosas, conhecidas como “FESTAS JUNINAS”. Na tradição católica, cada dia se homenageia a um santo, crendo...

49 - A HISTÓRIA DO FLEMING

     Fleming era um pobre fazendeiro escocês. Um dia ouviu um pedido desesperado de socorro vindo de um pântano nas proximidades. Correu para lá. Encontrou um menino enlameado até...