Bem-vindos à Igreja Evangélica Comunidade Encontros com Jesus

A MAIS FANTÁSTICA MENTIRA DA HISTÓRIA DA HUMANIDADE: O NATAL

“A Mais Fantástica Mentira da História da Humanidade: O NATAL

“Mas o Espírito [Santo] expressamente diz que nos últimos tempos alguns apostatarão da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios,... Sabe, porém, isto:Nos últimos dias sobrevirão tempos difíceis [terríveis, trabalhosos]...- I Timóteo 4.1 e II Timóteo 3.1

INTRODUÇÃO:

     “O Natal é a principal tradição do sistema corrupto, denunciado inteiramente nas profecias e instruções bíblicas sob o nome de Babilônia. Seu início e origem surgiram na antiga Babilônia de Ninrode. Na verdade, suas raízes datam de épocas imediatamente posteriores ao dilúvio.

     Ninrode, neto de Cão, filho de Noé, foi o verdadeiro fundador do sistema babilônico que até hoje domina o mundo - Sistema de Competição Organizado (...) baseado no sistema econômico de competição e de lucro. Ninrode construiu a Torre de Babel, a Babilônia primitiva, a antiga Nínive e muitas outras cidades. Ele organizou o primeiro reino deste mundo. O nome Ninrode, em Hebraico, deriva de ‘Marad’ que significa ‘ele se rebelou, rebelde’.

     Sabe-se bastante de muitos documentos antigos que falam deste indivíduo que se afastou de Deus. O homem que começou a grande apostasia profana e bem organizada, que tem dominado o mundo até hoje.

     Ninrode era tão perverso que se diz que se casou com sua mãe, cujo nome era Semíramis. Depois de sua morte prematura, sua mãe-esposa propagou a doutrina maligna da sobrevivência de Ninrode como um ente espiritual. Ela alegava que um grande pinheiro havia crescido da noite para o dia, de um pedaço de árvore morta, que simbolizava o desabrochar da morte de Ninrode para uma nova vida.

     Todo ano, no dia de seu aniversário de nascimento, ela alegava que Ninrode visitava a árvore "sempre viva" e deixava presentes nela. O dia de aniversário de Ninrode era 25 de dezembro, esta é a verdadeira origem da ‘Árvore de Natal’! (E do NATAL - NOTA do EDITOR).

     Por meio de suas artimanhas e de sua astúcia, Semíramis converteu-se na "Rainha do Céu" (Jeremias 7.18) dos Babilônicos; e Ninrode, sob vários nomes, converteu-se no "Divino Filho do Céu", por gerações, neste culto idólatra. Ninrode passou a ser o falso Messias, filho de Baal: o deus-Sol. Nesse falso sistema babilônico, "a mãe e a criança" ou a "Virgem e o menino" (isto é, Semíramis e Ninrode redivivo), transformaram-se em objetos principais de adoração. Esta veneração da "virgem e o menino" espalhou-se pelo mundo afora. O presépio é uma continuação do mesmo, em nossos dias, mudando de nome em cada país e língua.

     No Egito, chamava-se Isis e Osíris; na Ásia, Cibele e Deois; na Roma pagã, Fortuna e Júpiter. Até mesmo na Grécia, China, Japão e Tibete encontra-se o equivalente da Madona (minha dona ou minha senhora), muito antes do nascimento de Jesus Cristo.

     Portanto, durante os séculos quarto e quinto, quando centenas de milhares de pagãos do mundo romano adotavam o novo "cristianismo popular" levando consigo as antigas crenças e costumes pagãos, cobrindo-os sobre nomes cristãos, popularizou-se também a ideia da "virgem e o menino" (Maria, após o nascimento de Jesus, manteve relações íntimas com seu marido segundo as Escrituras - Mateus 1.24-25 - "E José, tendo despertado do sono, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu sua mulher; e não a conheceu enquanto ela não deu à luz um filho; e pôs-lhe o nome de JESUS." (Os outros filhos de Maria e José: apresentados em Marcos 6.3; João 7.3-4; Mateus 13.55,56). Dizer que ela permaneceu virgem e que não teve outros filhos, dela e do seu esposo, é um reflexo claro desta doutrina satânica pagã, especialmente, durante a época do Natal.

     Os postais de Natal, as decorações e representações do presépio, as músicas da noite de Natal, como seu tema "Noite Feliz", repetem, ano após ano, esse conceito popular da "virgem e o menino". Nós que nascemos num mundo cheio de costumes babilônicos, criados e mergulhados nessas coisas, em toda nossa vida, fomos ensinados a reverenciar essas coisas como sendo santas e sagradas. Nunca investigamos para ver de onde vieram - se vieram da Bíblia, ou da idolatria gentílica. Causa-nos um choque conhecer a verdade –alguns, infelizmente, ficam ofendidos diante da pura verdade, porém Deus ordena aos Seus fiéis ministros em Isaías 58.1 "Clama em alta voz, não te detenhas, levanta a tua voz como a trombeta e anuncia ao meu povo a sua transgressão".

     Todos sabem ou podem saber, se quiserem, que a verdadeira origem do Natal encontra-se na antiga Babilônia. Está ligada à apostasia organizada que mantém preso um mundo enganado por todos esses séculos.

     Porventura JÁ NÃO É PASSADA A HORA para os filhos do Deus Vivo, todos os que compõem a Nação Santa, a Geração Eleita, o Reino de Sacerdotes (abra I Pedro 2.4-10), saírem desta sutil "apostasia" e de tamanho engano e astuta cilada de satanás?

     O Natal (de 25 de dezembro) “é uma mentira”. Ouça o Senhor em Apocalipse 18.1-4.

(Retirado do excelente material “OCULTISMO NOS SÍMBOLOS E ENFEITES NATALINOS”.)

Se esse “NATAL” de 25 de dezembro tivesse mesmo a ver com o NASCIMENTO do Senhor Jesus Cristo, seria totalmente REJEITADO pelo mundo e detestado como Jesus é, porque Jesus diz que o mundo o ODEIA - Veja João 15.18,19.

     Após esta breve e suficiente introdução, vamos buscar algumas reflexões e aplicações do porquê esta é “A mais fantástica mentira da história da humanidade.

1- Essa mentira “usa” o “nome” de JESUS

     Ainda que, em algumas poucas culturas, a celebração do Natal use outros nomes, pela influência ocidental no mundo, a marca com a qual fazem o “natal” de 25 de dezembro é supostamente “Jesus”. Mas, quanto a Jesus Cristo é, na verdade, uma múltipla exploração pagã do Seu nome. Faz-se abundante uso do nome JESUS que AGREGA os “cristãos” e atrai a “admiração” (simplesmente uma admiração como pessoa meramente histórica ou uma de admiração de viéis religioso) da humanidade de maneira geral. O SENHOR JESUS CRISTO, HISTORICAMENTE, É INCONTESTÁVEL. Ele marcou a história.

     “A era cronológica A.D. ou D.C. (A abreviatura de Anno Domini é A.D. para designar depois de Cristo, logo também D.C ou d.C.(depois de Cristo)), ("Era Cristã" ou "Era Comum"), que é globalmente adaptada, mesmo em países de cultura majoritariamente não cristã, para efeitos de unanimidade de critérios em vários âmbitos, como o científico e comercial, foi organizada de forma a contar o suposto ano do nascimento de Cristo como ano 1, marcando uma linha divisória no tempo. A contagem dos anos assemelha-se à ordem dos números inteiros (com a exceção de que não existiu um ano zero - pelo que o ano 1 a.C. foi imediatamente sucedido pelo ano 1 d.C.), pelo que também é comum fazer referência aos anos antes de Cristo, usando números inteiros negativos e aos anos depois de Cristo, números inteiros positivos." (http://pt.wikipedia.org/wiki/Anno_Domini. Acesso em: 24nov14.) ISTO COLOCA JESUS COMO MARCO DA HISTÓRIA DA HUMANIDADE.

     “Ainda que nem todos os países sigam o calendário ocidental (judeus e muçulmanos, por exemplo, organizam anos e meses de maneiras diferentes) contudo, esse é o padrão internacional, sendo reconhecido por instituições internacionais como a Organização das Nações Unidas ou a União Postal Universal. Isso se justifica tanto pelo peso da tradição ocidental quanto pelo fato de que o Calendário Gregoriano foi, durante muito tempo, considerado astronomicamente correto.” (http://pt.wikipedia.org/wiki/Anno_Domini. Acesso em: 24nov14.)

     Desta forma, por mais famosos que sejam os heróis, reconhecidas que sejam as celebridades, ninguém marcou a HISTÓRIA. JESUS MARCOU A HISTÓRIA e tornou-se o seu MARCO divisor para as gerações seguintes se situarem até à Sua Volta. Isto é admirável! Jesus É O NOME DA HISTÓRIA da humanidade. Livros e mais livros seculares são escritos em torno dEle. Filmes e mais filmes sobre Ele continuam sendo rodados ao longo da história. JESUS é o NOME que “AGREGA”, que “ATRAI”, que “EMOCIONA”, isto é, o JESUS HISTÓRICO. Mas qual é a diferença entre o JESUS HISTÓRICO e O JESUS DA BÍBLIA? O chamado Jesus histórico é assimilado e reconhecido como parte da história e das culturas humanas e/ou religiosa, nas culturas e pensamentos filosóficos, antropológicos, sociológicos e de vários ramos "teológicos”. Esse "Jesus" meramente histórico, não confronta os seus "admiradores" e cada ser humano, cada indivíduo, com a Santidade do DEUS SANTO e JUSTO diante da pecaminosidade do homem, tal como Jesus Cristo fez e continua fazendo, através das Escrituras, a Sua Revelação chamada de Bíblia. O “Jesus histórico” é apenas um homem excepcional, um herói, ELE não é o Senhor e SALVADOR. Não é o Deus Vivo, o CRISTO, O MESSIAS!

      Portanto, ninguém como um JESUS meramente histórico para “AGREGAR” multidões, nações, religiões (igrejas), famílias e pessoas, nesta “grande festa”. Nela, chamados “cristãos e não cristãos” se unem numa só “celebração”. A QUEM e a quê?

2 - Fala-se de “paz” 

     “Glória a Deus nas alturas, Paz na terra, boa vontade para com os homens.” - Lucas 2.14

      Este é o texto usado abundantemente no contexto natalino. Ora, quem não quer paz? Assim, no Natal, há um “decreto” de “paz”. Por um dia, “inimigos se tornam amigos”; as “ofensas são ignoradas”; todos se abraçam (à custa de muito vinho, champagne, cerveja). Ora, quem não quer esta “paz” por um dia? Quem não quer esta “trégua”?

      Pois é este um “foco” deste chamado Natal. Então, as pessoas argumentam: “É um tempo de paz, de amor, de solidariedade”, e por aí vão. Mas, e depois, assim que a “festa” e as comemorações terminam?

3 - Fala-se de confraternização da família

     Ora, quem é contra a família? Quem não deseja estar com a família num ambiente familiar, numa perspectiva de “paz e amor”? Este é o “adorável” sonho de qualquer ser humano normal. O ambiente familiar propõe-se a ser um ambiente de afeto, de carinho.

     As pessoas passam todo o tempo no corre-corre. Alguns em cidades diferentes e, às vezes, em países diferentes. Agora, chega o Natal e todos podem se encontrar. Todos se esforçam para se encontrar. É um tempo de viagens, de “celebração”, de um suposto “amor, de alegria, de confraternização”. Só um “louco” ou “fundamentalista” rejeita este “céu por 1 dia”.

4 - Fala-se de comida

     Para elevar o nível motivacional, vem a comida! Não. Não apenas a comida, mas UM VERDADEIRO BANQUETE com tudo que não comemos durante o ano e muito mais! E aquela leitoa assada!? E aquele peru!? E aquele chester!? E aquele salpicão!? E aquele bacalhau!? E aquele pernil!? E as rabanadas!? E aquele arroz à grega!? E as castanhas...!? Uma verdadeira festa à GLUTONARIA! Para não esquecermos, tal como a prostituição, a ira, ou as inimizades, a glutonaria é obra da carne. Destrói nosso corpo. Destrói nossa saúde. Afeta a nossa alma.

     Da mesma forma que há a tentação para Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios (Gálatas 5.20,21), há tentação para a comida desordenada. Comer desordenadamente quer por uma hora, quer por um dia, quer por um mês, é glutonaria. Não importa por quanto tempo cometo a glotunaria, ela é pecado em qualquer medida, tal como está em Gálatas 5.19-21. Quem cai na glutonaria, caiu nas seduções da comida. Você já observou como a comida é tentadora? Quero deixar claro, no entanto, que a comida é provisão do Pai. O paladar é um dos agradáveis sentidos que temos. Todavia, isto não nos autoriza a entrarmos pelo caminho da glutonaria.

     Mas, o Natal é um tentador convite àquilo que todos gostamos MUITO de fazer: COMER.

5 - Fala-se de bebidas?

     Aqui os não “cristãos” deitam e rolam (e têm muitos membros de igrejas que desafogam suas mágoas e saudades do mundo neste dia, as saudades das “cebolas do Egito”! - ver Números 11.5).

     Minha esposa trabalha há 24 anos em hospital. Em épocas que seu plantão cai neste dia, o que se vê é uma grande quantidade de pessoas que chegam alcoolizadas. Algumas em coma alcoólico! Tudo em nome do Natal. São as piores madrugadas.

     Em nome da festa do Natal, conjugam-se os verbos COMER DE TUDO E MUITO E BEBER TODAS E MUITO.

6 - Foca-se nas crianças

     Aqui entram as maiores expectativas desta supermentira tão imoral e sutil: O PRESENTE DO “PAPAI NOEL”. Esta é a data mais esperada das crianças. Das pobres, das ricas, de todas. É dia do presente. Papai e mamãe fazem de tudo para dar o presente aos filhos. Caso isto não aconteça, a “culpa” destrói vilmente os pais. Há todo um concentrar de esforços para não frustrar as esperanças e fantasias da criançada. Afinal, a “fantasia” tem que ser alimentada. Dizem todos: O “velhinho passará à meia-noite e deixará o sonhado presente”. Nada tão emocionante! Nada tão marcante! Que tragédia! Que desgraça! Que mentira tão grande!

     Desta forma, a criança, desde a tenra idade, é ensinada (ou construída emocionalmente/intelectualmente/espiritualmente) com este engano terrível, daí até mesmo quando envelhecemos nos é difícil nos desviarmos dele (Provérbios 22.6). Esta é a razão por que é tão difícil este culto aos deuses da Babilônia ser removido da alma e da cultura das pessoas. Lá estão as marcas deste culto desde a meninice.

7- Trocam-se presentes

     Aqui entram os grandões! É presente para todo mundo! Pelas ruas, na semana de Natal, sacolas e mais sacolas! Bolsas e mais bolsas! Presente para toda a família! De esposa para esposo; de esposo para esposa; de pai para filhos grandes; de filhos grandes para pais; entre irmãos; nas festas de amigos ocultos, secretos. É UMA GRANDE FESTA DE PRESENTES! Tudo para alimentar a mais fantástica das mentiras.

8 - Os comerciantes (mesmo os ditos ateus) riem de orelha a orelha

     É época de grande festa no comércio! As vendas são aquecidas, as contratações aumentam! As produções crescem! É de fazer o ateu chorar e dizer: QUE VENHA O NATAL!

     Desta forma, o Natal ACABA SENDO UMA “UNANIMIDADE”, agrada a todos os “setores” e a todos os “segmentos”. Conseguiu atrair parte do grupo mais difícil de ser atraído, OS QUE SE CHAMAM CRISTÃOS. Natal: “A mais fantástica mentira da história da humanidade”.

     Reconheço que ter coragem para assumir a realidade e romper com este sistema não é fácil. Talvez se o ex-lúcifer não houvesse semeado este joio na Igreja do Senhor Jesus, fosse mais fácil (Mateus 13.24-30 e 36 a 43). Mas hoje, os maiores defensores e alimentadores desta abominável prática sãos membros de igrejas que se dizem cristãos. Poderiam dizer que não há problema na celebração do Natal. Mas há. E as conseqüências virão com o transcorrer dos anos e da realidade eterna, do lugar e condições onde todos existirão na eternidade, assim que encerra a temporada terrena da pessoa. É porque esta é uma festa babilônica. Esta é uma suficiente razão. Celebrá-la é celebrar a NINRODE e à antiga serpente nele e através dele. É celebrar a alguém que se tornou um ídolo. Portanto, é celebrá-la a um demônio (I Coríntios 10.20).

     Por trás deste suposto “JESUS”, está o culto/oferenda a NINRODE.

     Por trás desta suposta “paz”, está o culto/oferenda a NINRODE.

     Por trás desta “confraternização”, está o culto/oferenda a NINRODE.

     Por trás da “ceia de Natal”, está o culto/oferenda a NINRODE.

     Por trás das “bebidas”, está o culto/oferenda a NINRODE.

     Por trás dos “presentes às crianças”, está o culto/oferenda a NINRODE.

     Por trás das “trocas de presentes”, está o culto/oferenda a NINRODE.

     Por trás do “aquecimento comercial”, está o culto/oferenda a NINRODE.

RECORDE AGORA ACERCA DE NINRODE:

"(...) O nome Ninrode, em Hebraico, deriva de ‘Marad’ que significa ‘ele se rebelou, rebelde".

     Sabe-se bastante, de muitos documentos antigos, que falam deste indivíduo que deliberadamente se afastou de Deus, rejeitando-O. O homem que, após o Dilúvio, começou a “grande apostasia” e “super” organizada, que influencia diretamente, as pessoas e o mundo até hoje.

      Ninrode era tão perverso que se diz que se casou com sua mãe, cujo nome era Semíramis. Depois de sua morte prematura, sua mãe-esposa propagou a doutrina maligna da sobrevivência de Ninrode como um ente espiritual. Ela alegava que um grande pinheiro havia crescido da noite para o dia, de um pedaço de árvore morta, que simbolizava o desabrochar da morte de Ninrode para uma nova vida.

     Todo ano, no dia de seu aniversário de nascimento, ela alegava que Ninrode visitava a árvore "sempre viva" e deixava presentes nela. O dia de aniversário de Ninrode era 25 de dezembro, esta é a verdadeira origem da ‘Árvore de Natal’! (E do NATAL - NOTA DOS EDITORES).

     E o que está por trás do CULTO A NINRODE? Veja o que revela a Palavra de Deus:

“Vede a Israel segundo a carne; os que comem os sacrifícios não são porventura participantes do altar? Mas que digo? Que o ídolo é alguma coisa? Ou que o sacrificado ao ídolo é alguma coisa? Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios, e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demônios. Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios.” - I Coríntios 10.18-21

     Assim, sem nenhuma dúvida, é óbvio que o NATAL é a maior e mais antiga (com maior duração de tempo) festa “babilônica” da história da humanidade. É a que mais agrega, ajunta, reúne pessoas de todos os matizes sociais e de crenças.

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES FINAIS DESTE BREVE COMPARTILHAR

     Algumas considerações óbvias para qualquer pessoa que busque ser honesta consigo mesma à luz da Palavra de Deus:

1) Quem Jesus diz que é O PAI da MENTIRA? Vejamos:

“Quando ele (o diabo) profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso,e pai da mentira.” (João 8.44)

     Sendo assim, quem é o VERDADEIRO PAI DESTA “SUPERMENTIRA” CHAMADA NATAL EM 25 DE DEZEMBRO?

2) Qual é o destino eterno deste pai da mentira? Vejamos:

“Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos que se prostituem, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.” Apocalipse 21.8

“E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta. De dia e de noite serão atormentados para todo o sempre.” - Apocalipse 20.10

3) E o que o Deus Vivo diz acerca de todos os que amam e praticam a mentira? Vejamos:

“Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo o que ama e pratica a mentira.” Apocalipse 22.15 (Versão Almeida Revisada da Imprensa Bíblica)

     Diante de todas essas verdades, mais que conhecidas, e diante do que a Bíblia diz tão claramente, você ainda continuará considerando, celebrando, participando, em algumas formas de “cultos” evangélicos e de algumas práticas/hábitos mencionados anteriormente acerca desta supermentira, com justificações mais intelectuais, sentimentais e “espirituais” relacionadas com este tipo de Natal?

     Somente OS DISCÍPULOS DE JESUS que desejam agradá-Lo em tudo, e por causa deste propósito, escutam o que o Senhor lhes diz em Apocalipse 18.2-5. Vejamos:

“E clamou fortemente com grande voz, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia, e se tornou morada de demônios, e coito de todo espírito imundo, e coito de toda ave imunda e odiável. Porque todas as nações beberam do vinho da ira da sua fornicação, e os reis da terra fornicaram com ela; e os mercadores da terra se enriqueceram com a abundância de suas delícias. E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas. Porque já os seus pecados se acumularam até ao céu, e Deus se lembrou das iniquidades dela.”

NISSO PENSAI – Filipenses 4.8b

     No amplo ambiente evangélico sempre se ouve, especialmente através de líderes-pastores, que têm conhecimento de causa e sabem o que é óbvio para todos, que o Senhor Jesus Cristo NÃO nasceu em 25 de dezembro, e como surgiu “este natal”, e quem, de fato, é cultuado nestas festas. Tais líderes têm uma série de ARGUMENTOS, geralmente, por falhas de caráter, pois têm conhecimento de causa suficiente, mas não querem se comprometer com as pessoas, especialmente das suas Congregações (igrejas) e familiares e, assim, “evitam” o “desconforto” que decorre da AJUDA às pessoas a se libertarem das MENTIRAS deste “natal”. Estes líderes argumentam ou se defendem dizendo que não há nenhum problema em tais práticas, cultos, celebrações, pois à luz da Bíblia, Jesus Cristo realmente NASCEU, e mais, com o absurdo de dizerem que as festas e celebrações natalinas, “cultos” nas suas igrejas, são oportunidades para se pregar o Evangelho e para pessoas se “converterem às suas igrejas”. Que sutileza de líderes! (Veja a Carta de Judas). Que covardia! Que hipocrisia!...

     É claro e histórico que os efeitos deste NATAL–MENTIRA de 25 de dezembro, é totalmente contrário quanto a tais possibilidades; contribui é para aumentar o descrédito e distanciar, ainda mais, as pessoas honestas a esse respeito, do JESUS VERDADEIRO.

     => Quem, mais ou menos esclarecido a esse respeito, não sabe que o JESUS CRISTO, seja ELE considerado apenas como o “Jesus histórico”, ou o FILHO DE DEUS, O DEUS VIVO, CORDEIRO DE DEUS, O VERBO QUE SE FEZ CARNE... NÃO NASCEU no mês de dezembro? Pois, já em vários momentos, a própria MÍDIA secular e mundana tem se encarregado de fazer amplas matérias a esse respeito – as origens “desse natal” e de detalhes de tudo que o compõem.

     => Como uma pessoa, mais ou menos esclarecida, sensata e honesta consigo mesma irá se RENDER (converter-se) ao Senhor Jesus Cristo no contexto deste NATAL de 25 de dezembro, sabendo que Jesus Cristo NÃO NASCEU nesta data ou época do ano e que, tudo é, no mínimo, uma FANTASIA e uma grande e planejada MENTIRA? Você acha que o DIABO não usará tudo isso para incutir nas pessoas que Jesus Cristo é uma MENTIRA e tudo a respeito DELE? Tal pessoa, será mesmo SALVA da condenação do ex-lúcifer num contexto desse?

     => Por que o Deus Vivo TRIÚNO, tal como fez com o sepultamento do corpo de Moisés, NÃO incitou, NÃO encaminhou, NÃO facilitou... para que a humanidade e as pessoas influentes e intelectuais da época, registrassem a data do nascimento de Jesus Cristo, nem o mês pelo menos? O fato é que O Deus Vivo e Soberano NÃO autorizou, judeus nem gentios, nem o Estado judaico ou romano a registrar e documentar o DIA nem o MÊS do nascimento do Senhor Jesus Cristo. Por que o Deus Vivo e Soberano NÃO permitiu isso?

     => O que se pode saber, através de indicadores variados, é que o mês e O DIA daquele acontecimento extraordinário da Graça de Deus para com toda a humanidade, desde Adão, foi no período dos meses de ABRIL/MAIO ou setembro/outubro.

     Usar as MENTIRAS desse NATAL de 25 de dezembro, relacionando-o com a Pessoa do Senhor Jesus Cristo é, no mínimo, BLASFÊMIA; é apostasia, é covardia... e o que mais?

     Se for capaz e tiver coragem, à luz dos fatos bíblicos e históricos, PENSE POR VOCÊ MESMO e tome as suas decisões que, certamente terão implicações eternas como parte da condenação junto com o diabo-dragão (Ap 20.10), e/ou desfrutar de experiências libertadoras de grande alegria espiritual e eterna.

O SENHOR JESUS CRISTO VERDADEIRAMENTE NASCEU! ALELUIA!!

     A Bíblia afirma e a história confirma:

“E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade; e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai.” - João 1.14

"No sexto mês foi o anjo Gabriel enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um homem, cujo nome era José, da casa de Davi. O nome da virgem era Maria. Entrando o anjo aonde ela estava, disse: Salve, agraciada! O Senhor é contigo. Bendita és tu entre as mulheres. Porém ela se perturbou muito com essas palavras, e considerava que saudação seria essa. Disse-lhe então o anjo: Maria, não temas, achaste graça diante de Deus. Conceberás e darás à luz um filho, e por-lhe-ás o nome de Jesus. Este será grande, e será chamado Filho do Altíssimo. O Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai. Ele reinará eternamente sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim. Disse Maria ao anjo: Como se fará isto, visto que não tenho relação com homem algum? Respondeu-lhe o anjo: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e o poder do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra. Por isso o ente santo que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus. Até Isabel, tua prima, concebeu um filho em sua velhice, sendo este o sexto mês para aquela que era considerada estéril. Pois para Deus nada é impossível. Disse, então, Maria: Eu sou a serva do Senhor. Cumpra-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo ausentou-se dela." - Lucas 1.26-38

Ele VIVEU, MORREU e RESSUSCITOU e VOLTARÁ:

“Aos quais também, depois de ter padecido [torturado, crucificado e assassinado], se apresentou vivo, com muitas e infalíveis [indiscutíveis, incontestáveis, convincentes] provas, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias, e falando do que respeita ao reino de Deus.” – Atos 1.3

“Depois que lhes disse isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos. E estando eles com os olhos fitos no céu enquanto ele subia, de repente junto deles se puseram dois homens vestidos de branco [anjos], os quais lhes disseram: Varões galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir, assim como para o céu o vistes ir.” - Atos 1.9-11

(O Livro de Atos inteiro é testemunha demonstração da ressurreição de Jesus Cristo e, praticamente, todo Novo Testamento.)

“Ora, irmãos, desejo lembrar-vos o evangelho que já vos tenho

anunciado, o qual recebestes e no qual permaneceis, pelo qual

também sois salvos se o retendes tal como vo-lo anunciei.

Se não é que crestes em vão. Pois primeiramente vos entreguei

o que também recebi: que Cristo morreu por nossos pecados,

segundo as Escrituras, e que foi sepultado, e que ressurgiu

ao terceiro dia, segundo as Escrituras.”

I Coríntios 15.1-4

“Quando o vi, caí a seus pés como morto. Porém ele pôs sobre mim a sua mão direita, dizendo: Não temas. Eu sou o primeiro e o último. Eu sou o que vivo; fui morto, mas estou vivo para todo o sempre! E tenho as chaves da morte e do inferno.” – Apocalipse 1.17,18

“Vede, ele vem com as nuvens e todo o olho o verá,

até mesmo os que o trespassaram; e todas as tribos

da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém. Eu sou

o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor,

aquele que é, que era e que há de vir, o Todo-poderoso.”

Apocalipse 1.7,8

     TUDO O QUE ESTÁ NA BÍBLIA, NADA TEM A VER COM O NATAL DE 25 DE DEZEMBRO. ESTA É A PURA VERDADE BÍBLICO-HISTÓRICA.

“Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro

evangelho além do que já vos anunciamos, seja anátema.”

 

“Admira-me que tão depressa estejais passando daquele que vos

chamou na graça de Cristo, para outro evangelho; o qual não é outro,

mas há alguns que vos inquietam, e querem transtornar o

evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu

vos anuncie outro evangelho além do que já vos anunciamos, seja anátema.”

 

“Ó insensatos gálatas! quem vos fascinou [enfeitiçou, encantou] a vós,

ante cujos olhos foi representado Jesus Cristo como crucificado?”

Gálatas 1.8 (6-8; 3.1)

No amor do nosso Rei e Senhor Jesus Cristo, a Seu serviço e aguardando a Sua Volta, em breve,

Igreja Evangélica Comunidade Jehová-Shammah

Pr. Carlos Elias Alexandrino Bernardo e Pr. Silas Quirino de Carvalho

OBS.:

     1 - A ministração que compartilhamos, somente faz sentido se for lida junto da “OCULTISMO NOS SÍMBOLOS E ENFEITES NATALINOS. CONHEÇA A REALIDADE DO QUE ESTÁ POR DENTRO DO NATAL, O QUE A BÍBLIA DIZ.” Nesta você terá os detalhes deste CULTO BABILÔNICO que tem trazido aprisionamentos variados de maneira maciça e avassaladora. ESTA, SIM, é a MAIS QUE EXCELENTE MATÉRIA SOBRE O NATAL. São cerca de 54 páginas fotocopiadas A4 e encadernadas.

     2 - SE VOCÊ DESEJA ADQUIRIR ESTE EXCELENTE MATERIAL, ao custo apenas do “xerox” e encadernação, PARA ampliar suas informações e enraizar seu conhecimento de causa, com ESCLARECEDORA LEITURA, LIGUE PARA (22) 27324-7799 - IGREJA EVANGÉLICA COMUNIDADE JEHOVÁ-SHAMMAH ou ACESSE O SITE: http://www.apostolicoprofetico.com.br/. E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

 

Pós-Escrito

O NATAL (25 de dezembro) NADA TEM A VER COM JESUS CRISTO

     Como muito bem declarou o bispo da Diocese de CAMPOS (RJ), Dom Roberto Francisco Ferrería Paz, em o Jornal URURAU (25.12.2014):

Embora a igreja CATÓLICA saiba apenas onde Jesus nasceu,..., a verdadeira data de seu nascimento é incerta. Segundo o bispo, a escolha da data não tem nada a ver com o nascimento de Jesus. “Os romanosaproveitaram uma importante festa pagã realizada por volta do dia 25 de dezembro e ‘cristianizaram’ a data, comemorando o nascimento de Jesus pela primeira vez no ano 354. A festa era chamada de Natalis Solis Invicti (‘nascimento do sol invencível’), era uma homenagem ao deus persa Mitra, popular em Roma. As comemorações aconteciam durante o solstício de inverno, o dia mais curto do ano no hemisfério Norte”.

     Para quem não se interessa por livros, essa informação e outras tantas que pertencem a esse "NATAL" de 25 de dezembro, estão abundantemente disponíveis na INTERNET, há vários anos, além das inúmeras vezes que têm sido publicadas em jornais e revistas variados.

     Entre os três ou quatro principais "argumentos e justificativas" fraquíssimos e até ridículos de líderes evangélicos, alguns renomados, famosos e liderando "grandes" ministérios, seja nos Estados Unidos, Brasil, Europa, etc, juntamente com alguns de suas congregações (igrejas), está o de que: ESTA É UMA "GRANDE" OPORTUNIDADE PARA SE PREGAR O EVANGELHO, JÁ QUE JESUS CRISTO NASCEU MESMO. ESTÁ NA BÍBLIA,argumentam. Declaram que é uma OPORTUNIDADE DE FALAR SOBRE JESUS, EVANGELIZAR, PREGAR O EVANGELHO; mesmo sabendo que Ele não nasceu no mês de dezembro e nada tem a ver com esse NATAL.

Pregar a quem, se todos os que praticam esta festa se declaram cristãos ou são simpatizantes culturais, mesmo se considerando agnósticos ou ateus? Então, falar de Jesus, do seu nascimento em Belém, do “verdadeiro sentido” do NATAL – esse de 25 de dezembro – PARA QUEM, se a "comemoração" deste natal é chamada de cristã e as justificativas que usam são o nascimento de Jesus? Evangélicos e suas congregações se reúnem para EVANGELIZAR QUEM, se o culto desse dia é ao deus persa MITRA, culto ao Sol?

     Não é ridículo evangélicos argumentarem que é justo e devido que eles também realizem tais festas, cultos e cerimônias, em contraposição ao culto pagão ao SOL, em 25 de dezembro, porque a Bíblia diz que JESUS CRISTO é o Sol da JUSTIÇA? É evidente e óbvio que tais argumentos e a realização ou participação de tal festa, desse NATAL de 25 de dezembro, com tais justificativas, neste tempo de tantas e abundantes informações disponíveis, É, no mínimo, SINAL de APOSTASIA consciente e crescente.

É tão claro, lógico e óbvio, que, se é para evangelizar mesmo, a melhor e mais eficiente maneira de DISCÍPULOS do Senhor Jesus Cristo (Mt 28.18-20) e, congregações (igrejas) da Sua Igreja, da Igreja que é o Corpo de Cristo (Carta aos Efésios, Coríntios, Colossenses) É NÃO “celebrar”, não realizar “cultos”,nem participar de, absolutamente, NADA relacionado com esse NATAL e dizer às pessoas, a tantas quantas puder, O PORQUÊ.

     Pense, medite nisso! E se for capaz, ORE ao Deus Vivo, junto com a Sua Palavra, a esse respeito.

A “CEIA DE NATAL” É OFERENDA À DEUSA GREGA HÉSTIA

      A palavra que segue é transcrição do Programa “Bem Estar”, da Rede Globo, exibido em 24 de dezembro 2014. Um dos participantes do programa é o médico Arthur Kaufmam, convidado para falar sobre a “Ceia de Natal”. Leia e OUÇA o que ele disse diante da mesa da ceia de natal:

     “Aqui vale a pena mencionar a deusa grega, Héstia, porque é uma deusa interessante, pois é a única deusa que não tem imagem, não tem estátua. Ela é representada pela LAREIRA. Porque a função da lareira é trazer as pessoas para junto. Aí as pessoas se aquecem juntas com o calor da lareira. Em nosso país tropical, em que a lareira não é tão popular assim, esta mesa (de natal) pode simbolizar isto.

     Tem muitas mulheres que são assim, elas têm esta característica de Héstia: Em volta delas todo mundo se sente bem; todo mundo se sente acolhido, quentinho! E muitas vezes elas conseguem preparar (ou mesmo que não consigam preparar), elas organizam o que aqui está (o médico aponta para a mesa da ceia de natal) e oferecem o que está aqui. No centro desta mesa (de natal) está a deusa Héstia. Mesmo sendo uma festa cristã, não importa, ela está aqui congregando todo mundo com carinho e com os corações juntos.” (Ênfases acrescentadas).

E O QUE A ENCICLOPÉDIA WIKIPÉDIA DIZ?

     “Embora [A DEUSA HÉSTIA] não apareça com frequência nas histórias mitológicas, era admirada por todos os deuses. Era a personificação da moradia estável, onde as pessoas se reuniam para orar e oferecer sacrifícios aos deuses. Era adorada como protetora das cidades, das famílias e das colônias. 

      Sua chama sagrada brilhava continuamente nos lares e templos. Todas as cidades possuíam o fogo de Héstia, colocado no palácio onde se reuniam as tribos. Esse fogo deveria ser conseguido direto do sol. 

     Quando os gregos fundavam cidades fora da Grécia, levavam parte do fogo da lareira como símbolo da ligação com a terra materna e com ele, acendiam a lareira onde seria o núcleo político da nova cidade. Sempre fixa e imutável, Héstia simbolizava a perenidade da civilização.

     Em Delfos, era conservada a chama perpétua com a qual se acendia a HÉSTIA de outros altares. Cada peregrino que chegava a uma cidade, primeiro fazia um sacrifício à Héstia. Seu culto era muito simples: na família, era presidido pelo pai ou pela mãe; nas cidades, pelas maiores autoridades políticas.” - http://pt.wikipedia.org/wiki/H%C3%A9stia (acessada em 31 12 2014)

O REMANESCENTE FIEL E O NATAL

27 Isaías clamava acerca de Israel: Ainda que o número dos filhos de Israel seja como a areia do mar, o remanescente é que será salvo... 29 Como antes disse Isaías: Se o Senhor dos Exércitos não nos deixara descendência, teríamos sido feitos como Sodoma e seríamos semelhantes a Gomorra. - Romanos 9.27 e 29.

4 Mas que lhe diz a resposta divina? Reservei para mim sete mil homens, que não dobraram os joelhos diante de Baal. 5 Assim, pois, também agora neste tempo ficou um remanescente, segundo a eleição da graça. - Romanos 11.4,5

     No importantíssimo livro do Dr. A. W. TOZER (1897-1963): RESGATANDO O CRISTIANISMO - UM CLAMOR A FÉ AUTÊNTICA, Editora Motivar, 2009, o título e conteúdo do capítulo 9 (páginas 107 a 116) é: O REMANESCENTE: UMA DOUTRINA ALARMANTE. Faça o possível e, se necessário, o impossível para ler e ouvir a realidade do que ele proclamou naquele tempo e que hoje é, ainda, mais assustador. (Há uma nova edição, publicada pela Editora Central Gospel, com o título RESTAURANDO O CRISTIANISMO)

     Não é difícil perceber que as defesas e práticas de NATAL e todos os "cultos" entrelaçados com o mesmo, seja por líderes evangélicos, denominações ou sistemas evangélicos, estão diretamente relacionadas com O SER ou NÃO SER PARTE do REMANESCENTE FIEL, nestes dias, tão obviamente, escatológicos à luz das Escrituras e dos acontecimentos mundiais.

     Crentes (cristãos, evangélicos) que, de fato, forem DISCÍPULOS do Senhor JESUS, sejam pastores, líderes evangélicos de grande influência, ou, os mais simples e com muito pouco acesso a essas informações, que lhes são ocultadas por seus líderes (que praticam e defendem o natal de 25 de dezembro), A PARTIR do ano de 2015, por serem discípulos autênticos e parte do REMANESCENTE FIEL, começarão a se levantar conscientemente contra essa tão sutil prática e culto do paganismo. Eles RENUNCIARÃO esse "NATAL" e CONFESSARÃO tal pecado ao Deus Vivo e aos seus irmãos. E, certamente serão perseguidos e afrontados, como Jesus diz, pelos EVANGÉLICOS que continuarão praticando aquela ABOMINAÇÃO.

     Se você duvida de que isso acontecerá, comece a observar, a partir deste ano. Confira esse "FATO" entre o REMANESCENTE, em todos os Continentes. Este é um dos SINAIS do remanescente Fiel.

 

Versículo do Dia

Jr 15:1

"DISSE-ME, porém, o SENHOR: Ainda que Moisés e Samuel se pusessem diante de mim, não estaria a minha alma com este povo; lança-os de diante da minha face, e saiam. "



by Estudo Bíblico

Família do Reino de Deus

172 - O FARMACÊUTICO ATEU

     Em uma pequena cidade do interior de Minas Gerais, havia um farmacêutico, com uma pequena farmácia, naquele tempo que havia muita manipulação no sistema antigo (manual).      Em...

171 - A FÁBULA DO REI E SUAS 4 ESPOSAS

     Era uma vez... um rei que tinha 4 esposas. Ele amava a 4ª esposa demais, e vivia dando-lhe lindos presentes, jóias e roupas caras. Ele dava-lhe de tudo...

165 - VOCÊ SE SENTE SEM FORÇAS PARA ORAR?

     Se sua resposta é sim, leia essa mensagem, pois ela fortalecerá você.      O seu melhor amigo(a) diz que vai ligar para você hoje à noite, às 20...

53 - COISAS DA VIDA...

     Um dia, quando eu era calouro na escola, vi um garoto de minha sala caminhando para casa depois da aula. Seu nome era Kyle. Parecia que ele estava...

123 - LIÇÃO

     Há muito tempo, uma menina chamada Lili se casou e foi viver com o marido e a sogra. Depois de alguns dias passou a não se entender com...