Bem-vindos à Igreja Evangélica Comunidade Encontros com Jesus

52 - O SERMÃO DO MONTE - parte 1

Introdução

     O discípulo em suas características ou qualidades essenciais.

     O discípulo perfeitamente capaz de obedecer a todas as determinações do sermão do monte é aquele com a mente esclarecida quanto ao caráter essencial de um servo autêntico.

     É esperado que todos os discípulos de Jesus Cristo manifestem todas as qualidades das bem-aventuranças. 

     Nenhuma das bem-aventuranças está desligada da outra. Ex.: ninguém pode ser humilde de espírito sem também “chorar”, nesse sentido; ninguém pode chorar sem ter “fome e sede” da justiça; e ninguém pode ter essa atitude se também não for “manso” e “pacificador”.

     Cada uma dessas características, em certo sentido, requer a presença das demais qualidades. Na verdade, é impossível alguém manifestar qualquer dessas graças do Pai isoladamente, todas estão inseridas dentro do corpo do discípulo, pois é a manifestação de Jesus em mim.

Bem-aventurados os humildes de Espirito (Mt. 5:3)

     Necessariamente, essa é a primeira das bem-aventuranças devido à excelente razão que ninguém pode entrar no reino de Deus, a menos que seja possuidor da qualidade nela expressa (ler João 3:3,5-7). No reino de Deus não existe sequer um participante que não seja “humilde de espírito”. Essa é a característica fundamental do verdadeiro discípulo de Jesus, todas as demais características são resultantes desta.

     Nota: não podemos ser cheios da manifestação da graça, vida de Jesus, se não formos primeiramente esvaziados de nós mesmos e de tudo que herdamos com a nossa entrada neste mundo.

     OBS.: veja a profecia de Simeão (Lc 2:34)Ler

     O aniquilamento vem antes da elevação. Portanto, faz parte essencial do evangelho o fato que a convicção de pecado sempre deve anteceder a conversão: o evangelho de Cristo condena ao pecador antes de libertá-lo.

As bem-aventuranças no AT

     * Quando estudamos o Antigo Testamento encontramos em suas páginas algumas Bem-aventuranças (Deuteronômio 33:29; I Reis 10:8; Salmos 32:1; 33:12; Provérbios 8:34; 14:21; Malaquias 3:12). Mas não apenas na AT, mas no NT também. (Mateus 11:6,13,16; Lucas 7:23,10,23; João 13:17; Atos 20:35... Apocalipse 22:14).

     A palavra no original hebraico ou grego para bem-aventurado poderia ser traduzida por feliz ou abençoado. Há mais de 500 ocorrências desta palavra na bíblia. Já a palavra maldito ou o equivalente ocorre menos de 200 vezes. Desta forma aprendemos que é muito menos a ocorrência da palavra maldito na bíblia do que abençoado. A bíblia é um livro de bênçãos e fala do Deus que tem prazer em abençoar (II Pedro 3:15; Ezequiel 18:23,32).

     Quando estudamos o AT ficamos impressionados com um fato: a última palavra do último livro do AT é maldição (Malaquias 4:6). Em solene contraste a primeira palavra nos lábios de Jesus no Sermão da Montanha é BENDITO, BEM-AVENTURADO, FELIZ.

Bem-aventurados

     Como dissemos antes a palavra Bem-aventurado poderia ser traduzida por feliz. O reino de Deus, a vida cristã deve ser caracterizada pela felicidade.

     Felicidade é uma nota marcante em toda a bíblia. O maior livro da bíblia é um livro de cânticos espirituais. Paulo quando escreveu a carta aos filipenses estava na prisão (Filipenses 1:13,14; 4:22). Contudo, a carta aos Filipenses é a carta da alegria (Filipenses 1:3,4,11,18,25...)

     Jesus era um homem feliz. Sua alegria era tal que os homens criticavam-no chamando-o de comilão e bebedor de vinho, amigo de publicamos e pecadores. O problema é que os religiosos do tempo de Jesus eram carnais em demasia. Eles eram severos ao extremo com os outros e não com eles mesmos. A interpretação de tais homens da lei fazia da religião um fardo pesadíssimo. Daí o convite de Jesus oferecendo alívio, jugo suave e fardo leve (Mt 11:28-30). Não se tratava de baixar o nível como alguém possa pensar equivocadamente, ou de “graça barata” como alguns gostam de falar por aí.

     Se pudéssemos perguntar as pessoas do mundo inteiro o que elas desejam na vida. Creio que a resposta de cada uma seria: Eu quero ser feliz. Todos queremos e buscamos a felicidade. O Senhor Jesus começando o seu ensino mostra-nos o caminho para alcançarmos a felicidade. 

O que significa humilde de Espírito

     * O humilde de espírito significa aquele que tem consciência de suas misérias espirituais. O humilde de espírito é aquele que não se considera farto, rico, mais sim carente da graça de Deus.

     Na bíblia nós encontramos várias pessoas que tinham consciência de tal pobreza. Elas não se consideram ricas em virtudes espirituais.

     Moisés, quando chamado por Deus para libertar o povo de Israel, disse para Yhavéh: “quem sou eu, para que vá a Faraó e tire do Egito os filhos de Israel?” (Ex 3:14).

     Daví, o Rei de Israel, o homem segundo o coração de Deus disse: “eu conheço os meus pecados..” (Sl 51:3).

     Isaías, o profeta palaciano, disse o seguinte quando viu o Senhor; “eu sou um homem de lábios impuros” (Is 6:5).

     Pedro, o apóstolo, quando viu o milagre da pesca que Jesus havia operado, ele, Pedro, prostrou-se aos pés do Mestre e disse-lhe: “Retira-te de mim, Senhor, porque sou um homem pecador” (Lc 5:8).

     Com Paulo, o apóstolo, não era diferente. Foi ele quem disse em sua carta a Timóteo: “Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais sou eu o principal” (I Tm 1:15).

     * A consciência de nossa humildade espiritual diante de Deus é a condição básica para nossa salvação e nossa felicidade. Quando pensamos que somos fortes, aí somos fracos. Quando pensamos que somos fracos, aí somos fortes (II Co 12:10)

O que acontece com os humildes de Espírito

     Quando uma igreja tem pessoas que são humildes de espírito no sentido que Jesus empregou a primeira marca é a unidade cristã.

     A consciência de que somos pecadores, quando gerada pelo Espírito Santo de Deus, produz comunhão não apenas entre nós e Deus, mas entre nós e o nosso próximo.

     Porém a falta de consciência de nossos pecados e a consciência de nossas (“virtudes” produzem competição, ostentação e orgulho, consequentemente falta de unidade). Ficamos tão preocupados com os erros dos outros e tão concentrados em nossas “virtudes” que o fim é guerra, acusações e porfias dentro da igreja. Acabamos longe não apenas dos homens, mas de Deus.

     Mas, além de tudo isso, Jesus disse que os humildes de espírito herdarão o reino dos céus. O que é isso senão o governo de Deus através de seu Santo Espírito em nossas vidas. Herdar o reino dos céus é herdar ou receber o Espírito Santo que dirigiu a vida de Jesus Cristo aqui na terra e também a dos seus discípulos. (Gl 4:6,7).

Livros para uma boa leitura: Humildade a beleza da Santidade de Andrew Murray; Humildade de Peter Wagner.

Restruturado e reformulado, para uso interno da

Igreja Evangélica Comunidade Encontros Com Jesus.

No amor em Cristo,

Pr. Dalton Ramos

 

 

Versículo do Dia

Gn 36:30

"O príncipe Disom, o príncipe Eser, o príncipe Disã: estes são os príncipes dos horeus segundo os seus principados na terra de Seir. "



by Estudo Bíblico

Família do Reino de Deus

228 - CAVALINHO

       Certa tarde, um homem saiu para um passeio com as duas filhas, uma de oito e outra de quatro anos. Em determinado momento da caminhada, Helena, a mais...

114 - AMIZADE ??? VOCÊ SABE O VALOR DE UMA

     Um dia, durante uma conversa entre advogados, me fizeram uma pergunta: "O que, de mais importante, você já fez na sua vida"? A resposta me veio na hora...

58 - VISLUMBRE DE UM CRIADOR

     O elefante é o único animal cujas pernas dianteiras se dobram para a frente. Por que? Porque, de outra forma, seria difícil para esse animal levantar-se, por causa...

172 - O FARMACÊUTICO ATEU

     Em uma pequena cidade do interior de Minas Gerais, havia um farmacêutico, com uma pequena farmácia, naquele tempo que havia muita manipulação no sistema antigo (manual).      Em...

67 - O LENHADOR E A RAPOSA

     Na correria do dia a dia, necessitamos tirar um tempo para meditar nas palavras que Jesus tem para nos dizer, é por causa da correria que às vezes...