Bem-vindos à Igreja Evangélica Comunidade Encontros com Jesus

Especial - NOSSA VIDA COMO IGREJA

Vós SOIS O CORPO DE CRISTO e, individualmente, Seus membros - I Coríntios 12:27

Recordamos, no ano passado parte do Kerigma 10 de 2002, no qual agora será por inteiro. Que foi e é a síntese de um processo de mais de 12 anos de preparo, com as orientações funcionais para os GRUPOS, na época, que hoje são as EQUIPES. Reencaminhamos, com algumas correções, este texto e orientações para nós neste tempo, porque, entre outras razões, é um testemunho de como Deus tem nos sustentado em nosso propósito e batalha para chegarmos a ser uma congregação que seja, o máximo possível na Terra, expressão do Corpo de Cristo e manifestação Dele em nós individualmente e corporativamente.

NOSSA VIDA COMO IGREJA

     Este texto é uma "RE-LEMBRANÇA" da finalidade e das funções dos GRUPOS/EQUIPES, a fim de que não nos desviemos ou nos descuidemos de como precisamos ser e do que precisamos fazer. É também para orientar os muitos Irmãos novos que já fazem parte da nossa família. (CI 3:1-17; Lc 8:11-15; Rm 12:9-21)

ATENTE NO QUE SEGUE PARA NÃO ESQUECER

     Dos muitos ensinos vivos e lindos da Palavra de Deus acerca da natureza da Igreja e do que cada igreja/congregação precisa ser, reveja os seguintes:

A - A igreja é a FAMÍLIA de Deus (Efésios 2:19). Deus é pai de cada salvo individualmente (Gálatas 4:4-7; Romanos 8:14-17). Ele nos salva e nos une a outros salvos fazendo-nos família Sua, e então lida conosco e nos trata COMO FAMILIA e não como indivíduos isolados. Cada igreja local é uma expressão visível da família de Deus na Terra. Também, cada igreja local para viver como igreja bíblica, precisa VIVER COMO FAMILIA.

B - A igreja É O CORPO DE CRISTO e Cristo é o CABEÇA da Igreja (Ef 1:20-23, 4:15, 5:23,30; Cl 1:18,24). A Igreja é Corpo de Cristo e os salvos individualmente são MEMBROS DE CRISTO (I Co 12:27; Cl 3:3). Isto significa que Jesus é o SENHOR das nossas vidas e de CADA igreja/congregação. Significa também que é através da Igreja que Cristo se faz visível e conhecido na Terra. A presença da igreja na Terra é para REVELAR JESUS. Ela é testemunho da PRESENÇA e da "VIDA" (da maneira de viver - I João 2:6) de Jesus na Terra, neste tempo quando o Seu trono está no Céu. Note bem: individualmente somos membros da PESSOA de Jesus e, como Igreja, somos o Seu Corpo (I Co 12:27). Não há como alguém ser salvo e viver "desincorporado" do Corpo visível de Cristo. Deus lida conosco como Sua FAMÍLIA e como CORPO, Corpo de Cristo. Por isso, CADA IGREJA LOCAL/Congregação precisa viver como FAMÍLIA e como CORPO, cujas características fundamentais são UNIDADE e COMUNHÃO (Rm 12:5,6; Fl 2:1-5; Ef 4:15. 16; Jo 17:20-24).

     A comunhão cristã é de origem espiritual e é experimentada através do AMOR, que é o NOVO mandamento - veja Rm 12:9-13; I Pd 1:22; João 13:34,35 e a 1ª Carta de João. Esta tarefa é OBRA DO ESPIRITO SANTO EM NOS (Rm 5:5). Mas, é também decorrente de APRENDIZADO e exercício. Para vivenciá-la precisamos aprender e INVESTIR MUITO DE NOS MESMOS. Para tanto, nosso maior adversário, além de satanás, É O NOSSO EGO/ORGULHO - ele é contra a comunhão dos filhos de Deus.

C - Na Igreja, és SALVOS tornam-se PARTES UNS DOS OUTROS (Rm 12:5; I Co 12:24-27). Porque uma pessoa é salva ela torna-se parte da vida dos demais salvos, de forma visível, na igreja/congregação local. Isso é COMUNHÃO (Rm 12:9-16; Atos 2:42-47; 4:32,33). Um dos propósitos da Igreja na Terra é tornar CRISTO VISÍVEL, é ser retrato da vida de Jesus. Isso acontece através da COMUNHÃO (João 13:34,35; 17:20-23). Qualquer igreja/congregação local que não viver assim, perde a sua condição de Igreja, Corpo de Cristo (Confira Ap 2:4,5,7a).

     Se você é salvo mesmo, reflita e medite no que a Bíblia diz que você é como igreja e indivíduo:

CORPO DE CRISTO             MEMBRO DE CRISTO            MEMBRO DOS DEMAIS SALVOS

     Se uma igreja local não viver assim, tudo que ela (como igreja) fizer, é nulo; não tem significado no reino espiritual. Nela não haverá a adoração que o Pai procura (João 4:20-24 e I Pd 2:5 e 9), e ela não terá utilidade devida no reino espiritual para o Senhor. O mesmo acontece com os membros da igreja/congregação individualmente - a vida deles é morta.

POR QUE A BASE DA NOSSA ESTRUTURA SÃO OS GRUPOS DE COMUNHÃO/EQUIPES?

     Porque tudo isso que a Palavra de Deus nos diz É para ser vivido aqui e agora, e os GRUPOS/EQUIPES são a única estrutura que PERMITE a Igreja viver, na prática, como Corpo de Cristo, como Igreja bíblica. Foi assim no período apostólico, nos primeiros séculos e em todos os momentos quando a Igreja esteve viva durante estes dois mil anos. Os Grupos/Equipes são meio que permite a Igreja viver como família; que permite a Igreja cuidar e dar assistência uns aos outros verdadeiramente; facilita identificar os falsos crentes, porque eles não se ajustam, não se comprometem e não crescem espiritualmente. São os GRUPOS/EQUIPES que PERMITEM à Igreja e aos salvos serem DISCÍPULOS de Cristo com maturidade e responsabilidade; e são também eficientes para INTEGRAÇÃO, posto que, de forma espontânea e natural, produzem a integração de todos os que, de fato, forem sendo salvos conforme em Atos 2:42-47.

     Frequentemente confira as referências e exemplos das Igrejas no período do Novo Testamento: At 2:44,46; 5:4; 8:3; 10:24; 12:5,12; 20:20; Rm 16:3-5, 10:11,14,15 e 23; I Co 16:19; Cl 4:15; Filipenses 2. Veja, ainda, em Atos 4:32, que naquela altura a referência à Igreja era em termos de “MULTIDÃO", mas convivendo de perto, um salvo sendo parte do outro. Outro ensino/exemplo clássico e notável é Êxodo 18:17-26.

     NOTA: Os GRUPOS/EQUIPES e os DONS ESPIRITUAIS são a única estrutura que permite a igreja SER o que a Palavra de Deus diz que ela é, e FAZER o que diz que é para fazer. Todos os salvos precisam ter consciência intelectual e entendimento espiritual acercado que é a Igreja do Deus vivo (I Tm 3:15; At 20:28) e aprender a SER e VIVER como igreja bíblica, afim de que cada um e todos nós sejamos para o louvor da glória de Deus, do Deus Triúno (Ef 1:3-14).

     Ativismos, atividades, barulhos, cultos-shows, etc., podem ser atraentes, fazer movimentos, mas, à luz da Palavra de Deus, é nada se a igreja/congregação não viver como CORPO VIVO DE CRISTO (I Coríntios 13:1-3; João 13:34,35).

RESPONSABILIDADES DOS GRUPOS/EQUIPES

     As responsabilidades dos Grupos/Equipes são precisamente as responsabilidades da Igreja COMO CORPO. É a Igreja em AÇÃO. São salvos vivendo como Igreja nos moldes bíblicos anotados anteriormente. Os Grupos/Equipes são a base de toda a vida e ação da nossa congregação. Eles são o centro das nossas atividades. Vamos recordar suas características e responsabilidades:

1) Reunir-se para ORAÇÃO, ESTUDO/meditação/aplicação BÍBLICA, COMUNHÃO e TESTEMUNHO/Manifestação do Evangelho (ou seja, de Jesus Cristo e da Sua Palavra) aos não-crentes (Atos 2:42-47). É necessário que cada grupo/equipe esteja fazendo a avaliação periódica acerca destes objetivos para não se desencaminharem e perderem a sua finalidade.

2) Atacar todos os obstáculos e males que surgirem contra a COMUNHÃO e investira fim de que a congregação possa viver, na prática, como FAMÍLIA de Deus e Corpo de Cristo (I Co 12:12-27; Rm 12:4-8).

3) Servir uns aos outros. Cuidar uns dos outros (I Co 12:25 e 26; Rm 12:9-17; Gl 5:13b; Mc 10:45). O amor/comunhão cristão se manifesta basicamente de TRÊS formas:

     a) - Na disposição e prazer em servir (Mc 10:45; At 9:26, 27; I Jo 3:10-19);

     b) - Na aceitação íntima do outro, num coração sem malícia e sem maldade (I Pe 2:1; Ef 4:1-3; 4:31,32; I Co 14:20);

     c) - Na amizade pronta para ser compartilhada e no companheirismo de um coração limpo, puro como de crianças pequenas - confira: SI 24:3,4; Mc 10:15 e Lc 18:17; FI 2:1-5; At 2:44-46; 4:32; Lc 6:38; 6:34,35.

     A belíssima descrição de I Coríntios 13 nos é dada, primeiramente, para vida da Igreja enquanto na Terra. Os versos 4 a 7 nos dizem o QUE o AMOR É, e O QUE O AMOR NÃO É; o QUE O AMOR FAZ, e O QUE O AMOR NÃO FAZ. Todo oportunismo e exploração do irmão ou do próximo são males que negam a vida de Cristo em nós e precisam ser percebidos e atacados para Impedir que o diabo destrua a comunhão e a confiança mútua no Corpo dos salvos.

     NOTA: O famoso erudito bíblico William Barclay, autor de um dos mais importantes comentários e exposição do Novo Testamento, na Carta aos Colossenses, destaca com vigor: Sem amor a Igreja não pode existir. A única característica que deve distinguir a verdadeira Igreja é o amor a Deus e aos irmãos. Quando morre o amor, morre a igreja. Quando existe o amor, a Igreja é forte porque quando há amor, Jesus Cristo, o Senhor do amor, está presente.

4) Encaminhar a assistência aos que tiverem necessidades. Estas podem ser espirituais, físicas (saúde), emocionais, materiais, de companhia, de serviço, etc. LEVAR AS CARGAS UNS DOS OUTROS (Rm 12:9-13; Fl 2:1-5). Alegrar-se com os que se alegram e chorar com os que choram (Gl 6:2; I Co 12:25,26). Preste atenção em I Ts 5:14 e 15.

5) Encaminhar tratamento bíblico para casos disciplinares, desde a confrontação até o desligamento formal daqueles que persistirem no erro e na rebeldia. A Equipe que ficar indiferente a essas coisas estará pecando contra Cristo e Sua Igreja e, cada um dos seus componentes é responsável. Casos que exigirem assessoria, o pastor encaminhará (Mt 18:15-18; I Co 5:1-5).

6) Envolver-se plenamente na luta pela SALVAÇÃO de pessoas. Entre outras atitudes para testemunhar aos não-salvos, convide pessoas para reuniões em sua casa. Adoração consciente, obediência à Palavra de Deus e luta pela salvação de pessoas são inseparáveis. Uma não sobrevive sem a outra. Sem investimento consciente em buscar a salvação de pessoas, nossa vida espiritual morre. O GRUPO/EQUIPE QUE NÃO LUTAR POR ISSO MORRERÁ ao longo do tempo. Toda a dinâmica da nossa congregação se realiza é através dos Grupos/Equipes. (Assuntos disciplinares devem ser tratados em reuniões extras).

     NOTE BEM: As REUNIÕES do meio de semana devem ser NAS CASAS conforme os exemplos bíblicos; reuniões nas dependências do templo SOMENTE em situações excepcionais e RARAMENTE.

7) Instruir e acompanhar os crentes novos na VIDA EM CRISTO e no crescimento e maturidade espiritual. Fazer o mesmo, conforme as necessidades, com os que vierem de outras congregações por transferência (Mt 28:19,20; II Tm 2:1,2).

8) Com exceção da existência funcional da Congregação como Corpo, todas as nossas “CELEBRAÇÕES" são realizadas através das EQUIPES.

     OBSERVAÇÃO: O bom desempenho de cada GRUPO/EQUIPE depende muito dos LÍDERES/Anciãos.

NOSSAS RESPONSABILIDADES COMO INDIVÍDUOS

1 - Não agasalhar no íntimo qualquer sentimento negativo contra qualquer pessoa. ISSO É PECADO (Leia Mc 11:25,26; Mt 6:12,14,15; 18:21-34 e 35).

2 - Cultivar disposição sadia, de servir uns aos outros (serviço sacrificial), conscientizando-se de que essa é a maneira mais prática de servir ao Senhor (Mateus 25:40; Marcos 9:41; Hebreus 6:10; I Pedro 4:8-10).

3 - Interessar-se de maneira prática por cada irmão e orar diariamente e de maneira objetiva uns pelos outros, primeiramente por PERCEPÇÃO ESPIRITUAL (Cl 1:9,10). Em seguida, por necessidades circunstanciais (Rm 12:13a). Filipenses 1:9-11; Efésios 1:15-17.

4 - Ser um desmanchador de fofocas e de mal-entendido, cultivando a habilidade para discernir segundas intenções em quaisquer conversas ou situações (ler sempre II Coríntios 12:20 e 13:11; veja Hebreus 10:24; Provérbios 6:16-19).

5- Participar sistematicamente dos ENCONTROS. Só faltar por causas realmente justificáveis a fim de merecer a confiança do grupo/equipe. SEMPRE que houver impedimento para comparecer, providenciar a comunicação antes da reunião, para ser ajudado em oração e/ou no que se fizer necessário e também para não deixar os irmãos preocupados. Estes cuidados revelam a nossa seriedade e o nosso compromisso cristão. De igual forma, que consideramos uns aos outros como família de Deus, sem o que nos tornaremos irregulares com a igreja/congregação e com a equipe (Hebreus 10:24,25; João 20:24,25).

6 - Cumprir as tarefas pessoais que forem confiadas. Há necessidade de estudos e exercícios para crescermos e sermos mais produtivos no Reino de Deus (Jo 4:31-35; 9:4; Fl 2:5-8).

7- Ser pontual. Pontualidade é um hábito e é demonstração de seriedade e de autodisciplina (é claro que, uma vez ou outra, poderemos nos atrasar por acidente). A impontualidade traz muitos prejuízos e, como hábito, revela falta de seriedade/integridade (I Coríntios 6:8,9; Mateus 5:37).

8- Ser sincero e honesto (não alimentar qualquer constrangimento) quando estiver passando por qualquer necessidade. Procurar o líder/Ancião para que seja encaminhado o ministério (serviço) ao irmão. Se não nos comunicarmos, ninguém poderá nos servir e a Equipe não poderá vivenciar e crescer na vida em Cristo. Necessidades poderão ser: oração, orientação, ajuda, companhia, etc. Naturalmente que surgirão situações para as quais haverá necessidade da orientação do pastor, o que ele fará com muita alegria.

9 - Fazer contato urgente com algum membro do Grupo/Equipe sempre que surgir uma necessidade ou situação inesperada, para ser assistido com oração e outras iniciativas. A pessoa que receber a comunicação deve agir rapidamente e encaminhar, comunicando-se com outros da Equipe, procurando ajudar, se for necessário. Tão logo seja possível, deve comunicar-se com o líder/Ancião. Oportunistas, com o tempo, serão expostos. 

     O maior privilégio do ser humano é ser "membro de Cristo", ser Igreja de Deus, ser Família de Deus. Todavia, nesta não há lugar para impostores. Quem não se rende plenamente a Jesus não pertence à Família de Deus e é sempre um obstáculo para a vida bíblica da Igreja enquanto na Terra. Verifique se a sua vida realmente está em Cristo, se não, humilhe-se/quebrante-se/curve-se diante dEle e clame pela misericórdia dEle para que Ele o/a salve/liberte/transforme pelo poder do Seu sangue.

     Um salvo é alguém cujo prazer é a VONTADE DE DEUS. Confira: Mt 7:21-23; I Jo 2:3-6; At 20:28. Leia, medite e avalie-se à luz do livro "A DECISÃO POR CRISTO", Editora Fiel. Não seja um obstáculo para a Igreja Viver como Família de DEUS e Corpo de Cristo. (Hb 6:4-6; 10:24-31; 12:28-13:1). Pessoas que querem ser membros de igreja, mas não querem compromisso com Cristo, não permanecem em uma Igreja com uma estrutura e dinâmica bíblicas. Elas não se incorporam. Veja também: Mc 8:34; Mt 7:21-23; I Jo 2:19; I Jd 17-19.

     NOTA: Para ESTE TEMPO/HORA, os Anciãos e Equipes precisam continuamente assimilar, no espírito e alma, a DECLARAÇÃO DE PROPÓSITOS e verificar frequentemente se esta nossa IDENTIDADE está fluindo na Equipe e em seus componentes.

No amor em Cristo,

Pr. Dalton Ramos

 

Versículo do Dia

Sl 119:3

"E não praticam iniqüidade, mas andam nos seus caminhos. "



by Estudo Bíblico

Família do Reino de Deus

200 - O ÚLTIMO DIA DE VIDA

     Naquela manhã, sentiu vontade de dormir mais um pouco. Estava cansado porque na noite anterior fora deitar muito tarde. Também não havia dormido bem.      Teve um sono...

202 - A PARÁBOLA DA INDECISÃO

     Havia um grande muro separando dois grandes grupos.      De um lado do muro estavam Deus, os anjos e os servos leais de Deus.      Do outro lado...

101 - O CRISTÃO DEVE COMEMORAR O DIA DOS NAMORADOS?

     Algumas reflexões intrigantes:      O cristão deve comemorar o dia dos namorados?      O dia internacional dos namorados é comemorado no dia 14 de fevereiro, em Portugal e...

163 - PAZ SEJA COM CONTIGO!

     Você já parou para refletir e pensar o que Deus quer lhe ensinar e também como ele quer usar sua vida em meios as lutas e tempestades?! Então...

159 - COMO DEVEMOS TRATAR AS PESSOAS?

     Nós somos preciosos para Deus; somos seus filhos. Tratar qualquer pessoa sem demonstrar bondade é a mesma coisa que tratar a Deus do mesmo modo. Como Jesus disse...