Bem-vindos à Igreja Evangélica Comunidade Encontros com Jesus

06 - A ORAÇÃO PRECISA SER PRIORIDADE - parte 1

     De um modo geral, a oração está em declínio na igreja, tanto nas vidas pessoais dos líderes como nas reuniões coletivas de oração. Esse fato causa ainda maior admiração quando consideramos a hora avançada e crítica em que vivemos e o fervor com que Deus nos conclama à oração em praticamente cada página da Bíblia.

     O resultado: pouco ou nenhum avivamento! Nós pregadores simplesmente não estamos dando prioridade ao avivamento. Oh, sim, claro que, entre tantas outras coisas, gostaríamos de ter avivamentos também. Mas, nessa base, o avivamento não virá. Precisa ser prioritário. Senhor, dá-nos um novo “anseio” interior pelo avivamento, santo e profundo, que venha do teu trono!

     Necessitamos novo poder e nova autoridade para levar o nosso povo a orar. Nós mesmos precisamos de uma nova vida de oração. A decisão de Atos 6.4 precisa ser a nossa também: “…quanto a nós, nos consagraremos à oração e ao ministério da palavra.” O avivamento não terá prioridade enquanto a oração não tiver prioridade.

     Que tipo de cristianismo estamos vivendo atualmente? Um cristianismo laodicense: letárgico, preguiçoso, morno, ausente. No evangelismo há um senso de frustração e enfado. Há uma espécie de tranquilidade glacial numa época de crise! Os cristãos agem como se houvesse fartura de tempo, como se a situação não fosse séria. No entanto, estamos numa crise muito grave, e não existe nenhuma outra saída a não ser em Cristo.

     A única resposta para uma era apocalíptica é um cristianismo apostólico.

     Se quisermos avivamento, sabemos que terá de começar nas nossas igrejas. Icabode precisa desaparecer. E para começar nas nossas igrejas, sabemos também que terá de começar nas nossas reuniões de oração. E para começar nas nossas reuniões de oração, é necessário começar conosco, os ministros. A oração precisa novamente ocupar o primeiro lugar em nossas vidas. Precisa ser prioridade. Necessitamos de uma revelação nova e correta a respeito da oração. Usando a Bíblia, quero apresentar pelo menos sete razões por que a oração deve estar em primeiro lugar.

Em Primeiro Lugar com o Próprio Deus

     Recentemente, eu estava pensando: “Por que orar? Por que o homem é uma criatura que ora? De onde surgiu essa forma de comunicação que chamamos oração?” Sempre pensei que tivesse se originado no homem pelo fato dele ser uma criatura e ter necessidades. Mas passei a ver que, de fato, sua origem está em Deus. A oração não vem da carência do homem somente, mas da própria natureza de Deus. O encargo para oração não está somente no homem, mas em Deus.

     Isto é um mistério, mas a oração é uma expressão da própria vida do Deus triúno – Pai, Filho e Espírito Santo. Mais ainda, para compreender realmente o que é oração e aprender a orar, devemos buscar a visão que o próprio Deus tem da oração.

Em Primeiro Lugar com Jesus Cristo

     Podemos ver essa realidade de forma bem clara em Jesus Cristo, a imagem expressa da pessoa de Deus. A oração para ele estava em primeiro lugar. Quando na Terra, ele fazia tudo pela oração. Era o seu método, pois como Filho não fazia nada por si mesmo, mas dependia constantemente do Pai.

     Todos os seus grandes passos, todas as suas obras maravilhosas e palavras majestosas vieram através de oração respondida. Seu ministério messiânico começou no Jordão, em oração; sua obra foi consumada na cruz, com oração. Ele morreu assim como viveu. Sua vida foi uma vida de oração.

     O seu ministério número um era a oração. Ele levantava cedo para orar. Ia para montanhas e refúgios calmos para orar. Tudo o que ensinava a respeito da oração ele mesmo praticava. Foi enquanto orava que um dos seus discípulos pediu: “Senhor, ensina-nos a orar”. Primeiro, orava até que as coisas passassem a existir, como sacerdote e intercessor de Deus – e, depois, andava nelas abertamente em seu ministério.

     O seu ministério era duplo: era, ao mesmo tempo, profeta e sacerdote. Porém, a função sacerdotal estava em primeiro lugar. Depois, como profeta, desenvolvia na prática aquilo pelo qual havia orado como sacerdote. A oração, para Cristo, era sua grande obra. Era nela que sua criatividade, no mais alto sentido, se manifestava.

     Por sete vezes, Lucas descreve Jesus em oração, além das outras ocasiões descritas pelos outros evangelhos. Se examinarmos cada uma delas, veremos como cada passo decisivo ou cada novo ciclo do seu ministério era o resultado de nova intercessão.

     Poderíamos esperar que uma santa cortina de silêncio fosse colocada sobre sua maravilhosa vida de oração. Porém, pelo contrário, os escritores dos evangelhos não mediam esforços para abrir essas grandes cenas. Quanto mais elevadas e santas, como as de Getsêmani e de João 17, mais plenamente foram descritas. Ao encontrarem ali o maior segredo de Cristo, por inspiração no-lo transmitiram para que nós, também, pudéssemos possuí-lo no nosso ministério.

     Depois, quando chegamos ao livro de Atos, capítulo um, vemos Cristo colocando esta ênfase número um nos seus discípulos, com mais intensidade ainda do que nos tempos da sua presença física. A oração agora cresce em importância, mesmo para ele, o ressuscitado. Pois ascendeu ao céu para fazer o quê? Para viver eternamente como intercessor e advogado.

     Depois de deixá-los encerrados no cenáculo, ele mesmo partiu para encerrar a si mesmo, para sempre, no cenáculo superior do grande universo de Deus a fim de dedicar-se a essa obra suprema. Seu encargo é viver “sempre para interceder por nós” (Hb. 7:25).

     Embora agora Rei, ele ainda é sacerdote – mais do que nunca. Ele é “sacerdote para sempre segundo a ordem de Melquisedeque” (veja Hebreus 7 e 8). Ele rege o mundo pela oração. Ele reina majestosa e eternamente pela oração. Que verdade tremenda! Senhor, ensina-nos a orar! (I Pe. 2:5,9; Ap. 20:6).

     A oração é o método eterno e universal de Cristo. Vemos nele também que a oração origina-se muito mais em Deus do que no homem.

     Em Primeiro Lugar Com o Espírito Santo

     Semelhantemente, a oração está em primeiro lugar com o Espírito Santo. Como Cristo, ele vive eternamente para interceder. Ele “intercede por nós sobremaneira com gemidos inexprimíveis” (Rm. 8:26). O Espírito Santo é um Espírito que ora. Na verdade, Deus só pode abençoar aquilo que vem de si mesmo. E o Espírito, o Administrador da divindade, gera em nós o orar do próprio Jesus. Somente a oração que é feita pelo Espírito é eficaz e será realmente respondida. No Espírito, a oração torna-se intercessória.

     Qualquer pessoa cheia do Espírito de Deus torna-se um intercessor. De fato, conforme se pode ver dos exemplos da Bíblia, começando com João Batista e Jesus, e mesmo antes deles, com Zacarias e Isabel, Maria, mãe de Jesus, e os anciãos Simeão e Ana, é preciso ser uma pessoa de oração para ser cheio do Espírito. Quanto mais consagrados, semelhantes a Cristo e cheios do Espírito nós nos tornarmos, mais saturadas de oração nossas vidas na Terra serão. A vida do Espírito é uma vida de oração.

     Sabemos que a oração não é tudo. Mas parece que o que não sabemos nesta nossa geração é que “tudo é pela oração” (Fp. 4:6,7).

PRECISAMOS SUPLICAR A PROTEÇÃO DIÁRIA DE DEUS:

     Pela fé, devemos apropriar-nos da proteção que Deus colocou ao nosso dispor e reivindicá-la.

     Peça proteção DIÁRIA a cada manhã para seu corpo e contra acidentes, fraquezas e doenças.

     Peça proteção DIÁRIA para o seu Pastor e família.

     Peça proteção DIÁRIA a cada manhã para a sua mente contra descuido, esquecimento, mentiras e enganos de Satanás.

     Peça proteção DIÁRIA a cada manhã para seu espírito contra a passividade, a indiferença, o cansaço da batalha e a tentação.

     Peça proteção DIÁRIA a cada manhã para o seu trabalho contra os ataques de Satanás e seus demônios, por meio de pessoas ou circunstâncias hostis.

     Peça proteção DIÁRIA a cada manhã para sua família contra os ataques demoníacos no relacionamento conjugal, com os pais, com os filhos, com os de casa, no estudar a Palavra de Deus, no orar, no testemunhar.

     Peça proteção DIÁRIA a cada manhã pelos irmãos que compõem a nossa congregação; pelos irmãos do seu grupo, do seu ministério, da sua célula, das redes ministeriais de jovens, casais e mulheres e de nossas famílias.

     Peça proteção DIÁRIA a cada manhã mediante a Palavra de Deus, mediante o sangue da cruz, mediante o Nome de Jesus.

     Peça a sabedoria, orientação e PODER de DEUS.

     Peça ajuda, no invisível, das forças angelicais de Deus.

     ISTO É NECESSÁRIO PORQUE, DORAVANTE, O INIMIGO IRÁ NOS ATACAR MUITO, DAS FORMAS MAIS VARIADAS, DIRETAS OU INDIRETAS, SUTIS E DISCRETAS A FIM DE NOS AMEDRONTAR, NOS NEUTRALIZAR E NOS IMPEDIR DE ATACAR O SEU REINO DIRETAMENTE E DE NEUTRALIZAR AS SUA OBRAS (Conferir Efésios 6:12 e Mateus 16:18b).

No amor em Cristo,

Pr. Dalton Ramos

Versículo do Dia

1Cr 3:14

"De quem foi filho Amom; de quem foi filho Josias. "



by Estudo Bíblico

Família do Reino de Deus

1 - O TEMPO CORRIDO E O TEMPO OPORTUNO

      Em grego, há duas palavras diferentes para “tempo”: Chronos e Kairós. Chronos é o tempo corrido, o dia-a-dia comum, onde tudo é igual a nada de novo acontece...

33 - A TABUADA E OS PREGOS

     Era uma vez um garoto que tinha um temperamento muito explosivo. Um dia ele recebeu um saco cheio de pregos e uma placa de madeira. O pai disse...

204 - O SEU VALOR

       Quanto vale uma nota de R$ 100,00 reais?      Ela vale R$ 100,00 reais.      Agora e se você pegar ela e dobrar no meio, quanto ela vale?...

72 - HISTÓRIA CURTA...

     Charles Plumb, era piloto de um bombardeiro na guerra do Vietnã. Depois de muitas missões de combate, seu avião foi derrubado por um míssil. Plumb saltou de pára-quedas...

21 - A VIDA DE COSME E DAMIÃO

     Foi numa tarde bem bonita do dia 27 de Setembro que Leandro recebeu a visita do seu amigo Juninho. Ele veio convidá-lo para juntos apanharem saquinhos de doces...